Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre filme de 1959. Para o extinto programa infantil, veja Pintando o Sete (RecordTV).
Pintando o Sete
País Brasil
Lançamento 1959
Diretor(a) Carlos Manga
Gênero filme de comédia
Duração 80 minutos

Pintando o Sete é um filme longa-metragem brasileiro de comédia do diretor Carlos Manga e estrelado por Oscarito, Cyll Farney, Sônia Mamede e Ilka Soares, lançado em 1959.[1]

EnredoEditar

O palhaço Catito (Oscarito) foge de um casamento forçado com a filha de um coronel e para isto embarca no automóvel de Cláudio, um médico que está noivo de Silvia, de quem está com ciúmes porque ela receberá a visita de um intelectual vindo da França.[1]

Para fazer frente ao concorrente, Cláudio contrata Catito a fim de que este finja ser o famoso pintor Picansô que, assim, realiza uma vernissagem onde todos se admiram do grande talento pictórico; durante o evento Cláudio conhece Gilda e a irmã desta, Zilá, descobre a farsa do palhaço e, em troca de seu silêncio, força Catito a colaborar na tentativa de fazer com que o médico se enamore da irmã.[1]

Catito consegue vender alguns quadros a ricos fregueses, que acreditam ser ele o grande Picansô; enquanto isto Zilá e o palhaço arquitetam um plano em que flagrariam o médico e sua irmã juntos, em casa dele; assim, acompanhada de seu namorado Epaminondas e do pai — o juiz Mendonça — Zilá vai até a casa de Cláudio mas em vez da irmã e do médico, encontram o coronel Tibúrcio atrás do prometido para sua filha; também os ricos que haviam comprado obras do falso Picansô surgem, querendo o dinheiro de volta e tem lugar uma grande confusão.[1]

Ao final tudo se resolve: Epaminondas se casa com a filha do coronel, Cláudio se casa com Gilda e sua ex-noiva Silvia vai para a Europa com Picansô, o artista real; Catito e Zilá partem juntos para os Estados Unidos.[1]

ElencoEditar

Compunham o elenco principal do filme:[1]

  • Oscarito, como o palhaço Catito
  • Cyll Farney, o médico Cláudio
  • Sônia Mamede, como Zilá
  • Ilka Soares, como Silvia
  • Mária Pétar, como Gilda
  • Antônio Carlos Pires, como Epaminondas
  • Grijó Sobrinho, como coronel Tibúrcio
  • Abel Pêra, como o juiz, Dr. Mendonça
  • Vera Regina, como Marlene
  • Ema D'Ávila, como Filomena

Referências

  1. a b c d e f Institucional. «Pintando o Sete». Cinemateca Brasileira. Consultado em 27 de julho de 2019. Cópia arquivada em 27 de julho de 2019