Pintura helenística

Poucos exemplos de pintura mural grega sobreviveram através dos séculos. Foi necessário se contentar com o estudo das influências helenísticas em afrescos romanos, por exemplo aqueles de Herculano ou Pompeia. Certos afrescos, contudo, fornecem uma boa idéia da pintura grandiosa do período: estas são cópias de afrescos. Um exemplo é o Mosaico de Alexandre, mostrando o confronto do jovem conquistador e o Grande Rei Dario III na Batalha de Isso, um mosaico que adorna as paredes da Casa do Fauno, em Pompeia. Acredita-se ser uma cópia da pintura descrita por Plínio, o Velho. No mosaico, admira-se a escolha das cores, a composição do conjunto com o movimento e a expressividade facial. Descobertas arqueológicas recentes trouxeram à luz algumas obras originais, como por exemplo, a tumba que parece ser de Felipe II. O Período Helenístico é igualmente a época do desenvolvimento do mosaico.

Batalha de Isso, Mosaico de Alexandre

Ver tambémEditar

 
Mosaico de Alexandre, vista geral
 
"O Sacrifício de Conon", afresco de Dura Europo, atualmente no Museu Arqueológico de Damasco, Síria.
 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Pintura helenística
  Este artigo sobre pintura é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.