Abrir menu principal

Pium é um município do estado do Tocantins, no Brasil. Foi criado em 23 de junho de 1953 e instalado em 1 de janeiro de 1954. Segundo o censo demográfico 2013 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, o município de Pium possui uma área de 10 013,794 quilômetros quadrados e uma população de 7 168 habitantes, com uma densidade demográfica de 0,67 habitantes por quilômetro quadrado. Localiza-se a uma latitude 10º26'33" sul e a uma longitude 49º10'56" oeste, estando a uma altitude de 249 metros. Nossa Senhora do Carmo é a padroeira da cidade, recebendo, anualmente, festejos em sua homenagem no dia 16 de julho.

Município de Pium
Bandeira indisponível
Brasão indisponível
Bandeira indisponível Brasão indisponível
Hino
Aniversário 23 de junho
Fundação 1953
Gentílico piunense [1]
Prefeito(a) Valdemir Oliveira Barros (PSDB)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Pium
Localização de Pium no Tocantins
Pium está localizado em: Brasil
Pium
Localização de Pium no Brasil
10° 26' 34" S 49° 10' 55" O10° 26' 34" S 49° 10' 55" O
Unidade federativa Tocantins
Mesorregião Ocidental do Tocantins IBGE/2008 [2]
Microrregião Rio Formoso IBGE/2008 [2]
Municípios limítrofes Pugmil, Cristalândia e Lagoa da Confusão
Distância até a capital 120 km km
Características geográficas
Área 10 012,666 km² [3]
População 6 696 hab. IBGE/2010[4]
Densidade 0,67 hab./km²
Altitude 249 m
Clima tropical
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,69 médio PNUD/2000 [5]
PIB R$ 70 043,400 mil IBGE/2008[6]
PIB per capita R$ 10 615,85 IBGE/2008[6]

Pium está localizado a 124 quilômetros da capital do estado, Palmas. Situa-se na Região Centro-Oeste do estado, com acesso ao Parque Nacional do Araguaia. Limita-se ao norte com o município de Marianópolis do Tocantins e o estado do Pará; ao sul, com os municípios de Cristalândia e Lagoa da Confusão; a leste; com os municípios de Nova Rosalândia, Pugmil e Paraíso do Tocantins; a oeste com os estados do Pará e Mato Grosso. Pium é banhado pelos rios Araguaia, Javaés, Coco, Pium, Riozinho e Formoso.

As principais rodovias de acesso são: TO-265, TO-438 e TO-080. O clima do município é quente e úmido, com máximas pluviométricas entre os meses de novembro e fevereiro. O relevo é caracterizado pela presença de Planaltos Sedimentares, formando as chapadas e as serras. Seu solo é arenoargiloso com alto teor de acidez. Na vegetação, apresenta floresta típica do cerrado, áreas de várzeas e, mais ao norte, floresta amazônica. Pium está a 249 metros de altitude acima do nível do mar.

EtimologiaEditar

"Pium" deriva do tupi antigo pi'um, que significa "borrachudo".[7] Seus habitantes são chamados piunenses.[8][9]

EconomiaEditar

A economia do município está baseada na agricultura e pecuária. Os maiores cultivos são o arroz, a soja, o abacaxi e a banana. Cultivam-se, também, mandioca, feijão e milho. A base da pecuária é o gado de corte, com cria e recria. E também a produção de leite, que fornece o leite para a comunidade. Há, ainda, no município, pequenos rebanhos de suínos, caprinos e equinos.

Outra atividade econômica praticada, ainda que em menor escala, é o extrativismo vegetal, com a cultura permanente de seringueira em várias fazendas da região, o que faz Pium ser considerado um dos municípios produtores de borracha no estado. Estas atividades econômicas são realizadas nas fazendas da região, mas principalmente nos assentamentos rurais, entre eles: Macaúba, Pericatu, Barranco do Mundo, Floresta, Toledo, Santo Antônio. Com o apoio de algumas associações de produtores rurais, entre elas: Provi, Alegria e Morro Preto.

Influência na ArteEditar

O nome da cidade inspirou o romance de um dos seus filhos, Eli Brasiliense, um dos vultos do regionalismo brasileiro.

O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Pium

Referências

  1. http://www.aulete.com.br/piunense Dicionário Aulete
  2. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  3. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  4. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  5. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  6. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  7. NAVARRO, E. A. Dicionário de Tupi Antigoː a Língua Indígena Clássica do Brasil. São Paulo. Global. 2013. p. 595.
  8. «Dicionário Aulete» 
  9. «Governador inaugura obras e recebe título de Cidadão Piunense nesta sexta - Notícias - Secretaria da Comunicação Social». secom.to.gov.br. Consultado em 1 de novembro de 2016 

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre municípios do Tocantins é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.