Abrir menu principal

Pogrom de Shusha ou Massacre de Shusha (em armênio/arménio: Շուշիի ջարդեր; transl.: Shushii charder) foi um massacre da população armênia de Shusha e a destruição da metade armênia da cidade após a supressão da revolta armênia[1] contra as autoridades da República Democrática do Azerbaijão em 1920.[2]

Referências

  1. Waal 2003, p. 128.
  2. Brook 1993, p. 326.

BibliografiaEditar

  • Brook, Stephen (1993). Claws of the crab: Georgia and Armenia in crisis. Londres: Trafalgar Square 
  • Waal, Thomas de (2003). Black Garden: Armenia and Azerbaijan through Peace and War. Nova Iorque: New York University Press. ISBN 0814719449 
  Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.
  Este artigo sobre História do Azerbaijão é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.