Abrir menu principal

Polícia comunitária

Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde janeiro de 2015). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Polícia comunitária é uma filosofia e uma estratégia organizacional que proporciona uma parceria entre a população e a polícia, baseada na premissa de que tanto a polícia quanto a comunidade devem trabalhar juntas para identificar, priorizar e resolver problemas contemporâneos, como crimes, drogas, medos, desordens físicas, morais e até mesmo a decadência dos bairros, com o objetivo de melhorar a qualidade geral de vida na área. [1] O policiamento comunitário baseia-se na crença de que os problemas sociais terão soluções cada vez mais efetivas, na medida em que haja a participação de todos na sua identificação, análise e discussão.

ObservaçãoEditar

O conceito de polícia comunitária não deve ser confundido com as modalidades de policiamento; as quais são as ações desenvolvidas pelas polícias desde a década de 1980. Essas modalidades são designadas de diferentes maneiras em cada corporação, tais como:

Referências

  1. Robert C. Trajanowicz and Bonnie Bucqueroux (1990). Community Policing: A Contemporary Perspective. [S.l.]: Anderson Publishing Company 

Ligações externasEditar