Abrir menu principal

Polidoro Ernani de São Tiago[nota 1] (São Francisco do Sul, 22 de junho de 190926 de novembro de 1999) foi um médico e escritor brasileiro.[1]

Filho de Arnaldo Claro São Thiago e Maria Eugênia Oliveira de São Thiago. Formado em medicina na Faculdade Nacional de Medicina da Universidade do Brasil em 1935. Foi eleito membro da Academia Catarinense de Letras em 1997.[2]

Exercer a Medicina em São Francisco do Sul, sua cidade natal, onde criou a maternidade, tendo sido seu primeiro diretor. Mais tarde, em Florianópolis, lecionou na Faculdade de Farmácia e Odontologia de Santa Catarina, de onde foi Diretor de 1950 a 1953. Foi um dos fundadores da Faculdade de Medicina da UFSC, em 1957, tendo assumido o comando da cadeira de Clínica Médica em 1962. Em 1945, foi eleito Presidente da Sociedade Catarinense de Medicina, mais tarde Associação Catarinense de Medicina (ACM).

Participou também do movimento que criou o Conselho Regional de Medicina de Santa Catarina, tendo integrado sua Diretoria Provisória, vindo a ser, anos após, seu Vice-Presidente. Em 1980, inaugurou o Hospital Universitário (HU/UFSC) e foi seu primeiro Diretor.

Escreveu sete livros, entre eles, “A Medicina e suas Transições Através dos Séculos”, lançado em 1997, ano que foi admitido como Patrono de Cadeira e membro Titular da Academia Catarinense de Letras e, em 1998, teve seus méritos de médico e escritor reconhecidos por seus pares

ObrasEditar

  • A Medicina e suas Transições Através dos Séculos

Notas

  1. Pela grafia arcaica, Polydoro Ernani de São Thiago.

Referências

  1. Memórias de um Parlamento. Honrarias Concedidas pela Câmara Municipal de Florianópolis. Florianópolis, 2002. Página 251.
  2. Ex-Presidentes da ACM

Ver tambémEditar


Precedido por
Carlos Gomes de Oliveira
  ACL - cadeira 8
1997 — 1999
Sucedido por
Sílvio Coelho dos Santos


  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.