Abrir menu principal

Pongo tapanuliensis

espécie de orangotango
Como ler uma infocaixa de taxonomiaPongo tapanuliensis
Macho adulto
Macho adulto
Estado de conservação
Espécie em perigo crítico
Em perigo crítico (IUCN 3.1) [1]
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Mammalia
Ordem: Primates
Subordem: Haplorhini
Infraordem: Simiiformes
Família: Hominidae
Género: Pongo
Espécie: P. tapanuliensis
Nome binomial
Pongo tapanuliensis
Nurcahyo et al., 2017

O orangotango-de-tapanuli (Pongo tapanuliensis), é uma espécie de orangotango originário da ilha de Sumatra, na Indonésia.[2][3] É uma das únicas três espécies conhecidas de orangotango, juntamente com o orangotango-de-sumatra (Pongo abelii, habita mais a noroeste da ilha) e o orangotango-de-bornéu (Pongo pygmaeus). Foi descrito como uma espécie independente em 2017 e constitui a primeira espécie de grande símio a ser descrita desde o bonobo em 1929.[4]

Índice

Descoberta e nomeEditar

Uma população isolada de orangotangos em Batang Toru, Tapanuli Selantan, foi enunciada por primeira vez numa expedição em 1997 mas naquela altura não foi considerada como uma espécie distinta.[5] Pongo tapanuliensis foi identificada como uma espécie diferenciada de orangotango em 2017, depois dum estudo filogenético detalhado. O estudo usou mostras genéticas de trinta e sete indivíduos e executou uma análise morfológica de trinta e três orangotangos machos adultos.[2] Um componente chave do estudo foi o esqueleto dum macho adulto morto por habitantes locais e coletado em 2013; o qual seria designado como o holótipo da espécie. Reparou-se que o indivíduo tinha características físicas distintivas em relação ao grupo primário do espécime, particularmente em certos traços do crânio e dos dentes.[6] O crânio e o pós-crânio estão no Museu Zoológico de Bogor.[2] A análise genético também indicou que a população de Batang Toru deveria ser tida como uma espécie distinta, sendo que as duas amostras extraídas da população indicam diferências significativas entre os orangotango-de-tapanuli e as outras duas espécies de orangotango numa análise de componentes principais.[2][7] No entanto, o professor Volker Sommer, da University College London, considera que é difícil dizer se se trata de uma nova espécie e que não há um critério claro para definir o que é uma espécie;[8] também o professor Jerry Coyne, biólogo evolucionário da Universidade de Chicago, argumenta que a classificação do P. tapanuliensis como uma nova espécie é uma decisão subjetiva, já que não será possível verificar se atualmente verificam o critério (utilizando para classificar uma população como uma espécie distinta) de, na natureza, não produzir descendência fértil com outras variedades de orangotango.[9]

FilogeniaEditar

Comparações genéticas indicam que os orangotangos-de-tapanuli divergiram dos orangotangos-de-sumatra há cerca de 3,4 milhões anos,[2][6][10] mas ficaram ainda mais isolados após a erupção do Lago Toba há cerca setenta e cinco mil anos. As duas populações continuaram com contactos esporádicos que findaram há pelo menos de dez a vinte mil anos. Em comparação, os orangotangos-de-sumatra divergiram por volta de 670.000 anos. Ambas ilhas estavam ligadas, formando partes da Sundalândia durante períodos recentes da glaciação continental. O âmbito actual dos orangotangos-de-tapanuli é considerado próxima à área pela qual os primeiros orangotangos migraram às ilhas da Sonda procedentes da Ásia continental.[2]

AparênciaEditar

Em termos de características físicas, o orangotango-de-tapanuli é bastante similar a outras espécies de orangotango na Sumatra. Contudo, tem sido notado que têm cabelo mais encaracolado e cabeças mais pequenas.[10][11] Os orangotangos-de-tapanuli machos vocalizam longas chamadas de acasalamento que são diferentes das outras espécies de orangotangos.[5][10] A sua dieta é também singular, alimentando-se de animais como lagartas e de partes de plantas como pinhas de coníferas.[12]

Habitat e distribuiçãoEditar

Os orangotangos-de-tapanuli vivem em florestas tropicais e subtropicais húmidas localizadas a sul do Lago Toba em Sumatra. Todos os indivíduos da espécie vivem numa área de cerca de mil quilómetros quadrados em altitudes de 300 até 1.300 metros.[2][8] Os orangotango-de-tapanuli estão separados das outras espécies de orangotango da ilha por apenas cem quilómetros.[6]

Estado de conservaçãoEditar

Estima-se que apenas há oitocentos espécimes da Pongo tapanuliensis a viver na natureza, o que a torna na espécie mais reduzidas de todos os grandes símios.[8] Isto torna-a numa espécie em perigo crítico, embora a União Internacional para a Conservação da Natureza não a tenha avaliado ainda.[5] Na natureza, todos indivíduos da espécie vivem numa área de cerca de mil quilómetros quadrados. As ameaças à espécie são vários, indo desde a deflorestação, a caça, o conflito com humanos,[11] o tráfico de animais exóticos e, em particular, um projecto hidroeléctrico proposto dentro do seu habitat.[2][4] Uma depressão por endogamia é provável dado o reduzido número de indivíduos e o também pequeno espaço que habitam.[2]

Referências

  1. Nowak, M.G.; Rianti, P.; Wich, S.A.; Meijaard, E.; Fredriksson, G. (2017). «Pongo tapanuliensis». International Union for Conservation of Nature. IUCN Red List of Threatened Species. 2017: e.T120588639A120588662. Consultado em 10 de dezembro de 2017. 
  2. a b c d e f g h i Nater, Alexander; Mattle-Greminger, Maja P.; Nurcahyo, Anton; Nowak, Matthew G.; Manuel, Marc de; Desai, Tariq; Groves, Colin; Pybus, Marc; Sonay, Tugce Bilgin (2 de novembro de 2017). «Morphometric, Behavioral, and Genomic Evidence for a New Orangutan Species». Current Biology (em inglês). 0 (0). ISSN 0960-9822. doi:10.1016/j.cub.2017.09.047 
  3. Cochrane, Joe (2 de novembro de 2017). «New Orangutan Species Could Be the Most Endangered Great Ape». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331 
  4. a b Reese, April. «Newly discovered orangutan species is also the most endangered». Nature (em inglês). doi:10.1038/nature.2017.22934 
  5. a b c Gill, Victoria (2 de novembro de 2017). «New great ape species identified». BBC News (em inglês) 
  6. a b c «New Great Ape Species Found on Sumatra: Tapanuli Orangutan (Pongo tapanuliensis) | Biology | Sci-News.com». Breaking Science News | Sci-News.com (em inglês) 
  7. Knapton, Sarah (2 de novembro de 2017). «New great ape discovered... and immediately listed as world's most endangered». The Telegraph (em inglês). ISSN 0307-1235 
  8. a b c Davis, Nicola (2 de novembro de 2017). «New species of orangutan discovered in Sumatra – and is already endangered». The Guardian (em inglês). ISSN 0261-3077. Consultado em 3 de novembro de 2017. 
  9. Smyth, Richard (6 de novembro de 2017). «New species of orangutan becomes world's eighth great ape». Discover Wildlife (em inglês). BBC. Consultado em 7 de novembro de 2017. 
  10. a b c Wright | AP, Stephen (2 de novembro de 2017). «Frizzy-haired, smaller-headed orangutan may be new great ape». Washington Post (em inglês). ISSN 0190-8286 
  11. a b «Scientists Discover a New—and Endangered—Orangutan Species». NRDC (em inglês) 
  12. «New great ape species found, sparking fears for its survival». Science | AAAS (em inglês). 2 de novembro de 2017 

Ligações externasEditar