Abrir menu principal
LGBT
PORTAL LGBT
Lésbica • Gay • Bissexual • Transgênero
Lésbica Gay Bissexual Transgénero

LGBT é o acrónimo de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros. Embora se refira apenas a seis, é utilizado para identificar todas as orientações sexuais minoritárias e manifestações de identidades de gênero diferentes daquelas expressas pela maioria das pessoas.

Mais sobre LGBT...

 ver·editar Portal LGBT.svg Artigo selecionado
Bi flag.svg

A bissexualidade é atração sexual por mais de um gênero binário. Contrapõe-se às monossexualidades (heterossexualidade e homossexualidade). Não inclui todos os gêneros não binários mas sim apenas os géneros binários, homem e mulher. É, frequentemente, usada como "termo guarda-chuva" para incluir outras não monossexualidades.

O número de indivíduos que apresentam comportamentos e interesses de teor bissexual é maior do que se suporia à primeira impressão. Tal impressão é devida à pouca discussão desta situação tanto em âmbito acadêmico, como em meio popular/comum, mantendo a tendência geral para a polarização da análise da sexualidade, restringindo-a a um binarismo estrutural entre a heterossexualidade e a homossexualidade.

Ler mais...


 ver·editar Portal LGBT.svg Imagens
Sally Ride, America's first woman astronaut communitcates with ground controllers from the flight deck - NARA - 541940.jpg
Crédito: Autor desconhecido.

Sally Ride, a primeira mulher americana e LGBT a viajar ao espaço. Ride admitiu publicamente, em uma declaração preparada antes de sua morte, que tinha um relacionamento de quase 30 anos com uma mulher. Ride tornou-se assim, a juntar a todos os seus feitos, no primeiro astronauta conhecido como sendo LGBT.

 ver·editar Portal LGBT.svg Citações
Guerra. Estupro. Assassinato. Pobreza. Direitos iguais para os homossexuais. Adivinha qual deles a Convenção Batista do Sul está protestando?
 
The Value of Families - Fonte: One Love All Equal NPC. .
 ver·editar Portal LGBT.svg Conteúdo destacado

Artigos destacados

Artigos bons

 ver·editar Portal LGBT.svg Categorias
 ver·editar Portal LGBT.svg Wikiprojectos
WikiProjectos relacionados

O que são WikiProjectos?

 ver·editar Portal LGBT.svg Como participar

Nuvola apps klipper.png Artigos regularmente vandalizados

Artigos controversos que são regularmente vandalizados, sujeitos a guerras de edição e precisam ser regularmente "vigiados":

| LGBT | Lésbica vandalismo frequente | Gay vandalismo frequente | Bissexualidade controverso, vandalismo | Transgénero | Transexualidade vandalismo frequente | Homossexualidade vandalismo frequente | Homofobia | Androginia | Direitos dos homossexuais pelo mundo | Casamento entre pessoas do mesmo sexo | Ex-gay vandalismo, controverso | Ex-ex-gay controverso | Orgulho gay vandalismo | Pederastia vandalismo, controverso | Sodomia vandalismo, controverso | Freddie Mercury | Rosie O'Donnell | Andy Warhol | Ted Haggard | Elton John | Lindsay Lohan |

Nuvola apps klipper.png Predefinições

Predefinição Colocar nas
{{LGBT Navegação}} páginas próprias do projecto
{{LGBT Convite}} páginas de discussão de editores (convite)
 ver·editar Portal LGBT.svg Biografias
Natalie Barney in Fur Cape.jpg

Natalie Clifford Barney (Dayton, 31 de outubro de 1876Paris, 2 de fevereiro de 1972) foi uma dramaturga, poetisa e romancista norte-americana que viveu em Paris.

O salão literário de Barney, realizado em sua residência na margem esquerda de Paris por mais de sessenta anos, reuniu escritores e artistas de todo o mundo, incluindo figuras de destaque na literatura francesa, assim como modernistas estadunidenses e britânicos da geração perdida. Ela trabalhou para promover as escritoras, criando uma Academia Feminina, em resposta à predominância de figuras masculinas na Academia Francesa. Além disso, Barney ofereceu apoio e inspiração para autores masculinos como Remy de Gourmont e Truman Capote.

Barney era abertamente lésbica e começou a publicar poemas de amor endereçados a outras mulheres em 1900, já que considerava o escândalo a "melhor maneira de se livrar do incômodo" (no caso, pretendentes homens). Barney declarou ter conhecimento de que era lésbica desde os 12 anos de idade; ela estava determinada a "viver abertamente, sem esconder nada". Sua vida serviu de inspiração para muitos romances, como o best-seller francês Idylle Saphique, de Liane de Pougy, e The Well of Loneliness, de Radclyffe Hall, sem dúvida o romance lésbico mais famoso do século XX.

Ler mais...

 ver·editar Portal LGBT.svg Sabia que...
Harvey Milk High School Entrance by David Shankbone.jpg


 ver·editar Portal LGBT.svg Neste mês

Janeiro:

Sal Mineo


LGBTs nascidos em janeiro:


 ver·editar Portal LGBT.svg Cultura LGBT

Nuvola apps klipper.png Artes

Nuvola apps klipper.png Simbologia LGBT


 ver·editar Portal LGBT.svg LGBT na Wikimedia