Portal:Monarquia

Heraldic Royal Crown (Common).svg Bem-vindo ao Portal da Monarquia


 ver · editar Monarquia


French heraldic crowns - King.svg

Monarquia é uma forma de governo em que o chefe de Estado mantém-se no cargo até a morte ou a abdicação, sendo normalmente um regime hereditário. O chefe de Estado dessa forma de governação recebe o nome de monarca (Normalmente com o título de Rei ou Rainha) e pode também muitas vezes ser o chefe do governo. A ele, o ofício real de governo, é sobretudo o de reger e coordenar a administração da nação, em vista do bem comum em harmonia social.

O monarca quase nunca deteve poderes ilimitados, como muitas vezes é pensado. Foi num período muito curto que houve monarquias absolutas. Hoje em dia a grande maioria da monarquias são monarquias constitucionais, que lhes dá quase nenhum poder de governação do seu país, que é exercido por um primeiro-ministro.

Apesar da chefia do Estado hereditária ser a característica mais comum das monarquias, existem na história inúmeros casos de monarquias electivas, tais como a do milenar Sacro Império Romano-Germânico, a República das Duas Nações (república aristocrática, precursora da ideia de Monarquia Constitucional), e os atuais Vaticano, Andorra, Camboja, Emirados Árabes Unidos, Kuwait, Malásia, Suazilândia, não sendo consideradas repúblicas.

 ver · editar Artigo selecionado


Ludvig XVI av Frankrike porträtterad av AF Callet.jpg

A monarquia absoluta designa os regimes em que o monarca exerce um poder sobre os seus súbditos, só limitado pelo direito natural, mas que, para além disso, iguala a sua vontade à lei e impõe sobre os seus domínios um poder em que o monarca figura como o responsável final ou exclusivo. Assim, o rei governa só, mas deve respeitar os privilégios dos corpos e das ordens que compõem o país, e ele deve tomar conselho. A monarquia absoluta é, por essência, centralizadora. Foram monarquias absolutas a maior parte dos estados europeus ocidentais, entre os séculos XVI e XVIII, sobretudo em França, Espanha, Áustria, Saboia e Portugal, que se caracterizaram pela inexistência de qualquer outro poder político alternativo, excepto a lei e os costumes, sem prejuízo da identificação da vontade real com a lei. O princípio da relação entre o monarca e Deus (o rei como representação de Deus na Terra) dá ao monarca regras morais e de direito natural que não pode transgredir. No caso de Portugal, o essencial era garantir que o rei pudesse ser a última voz que resolvesse quaisquer diferendos internos.

 ver · editar Monarca selecionado


The King of Jordan in 2013.jpg

Abdullah II (em árabe: عبدالله الثاني بن الحسين; Amã, 30 de janeiro de 1962) é o Rei da Jordânia desde 1999. É o filho mais velho do rei Hussein com sua segunda esposa a britânica Antoinette Avril Gardiner, sendo membro da Casa de Hachemita, que governa a Jordânia desde 1946 e afirma ser descendente do profeta islâmico Maomé. Abdullah nasceu em 1962 e foi nomeado Príncipe Herdeiro pouco depois de seu nascimento, porém o rei transferiu o título para seu irmão o príncipe Hassan em 1965, devolvendo-o para Abdullah em 1999 pouco antes de sua morte. Ele é casado com Rania Al-Yassin, com que têm quatro filhos: Hussein, Príncipe Herdeiro, Iman, Salma e Hashem.

 ver · editar Membro da realeza selecionado


Lady Louise Mountbatten-Windsor.JPG

Lady Luísa Windsor (Louise Alice Elizabeth Mary Mountbatten-Windsor; 8 de novembro de 2003) é um membro da família real britânica. Ela é filha do príncipe Eduardo, Conde de Wessex, o filho mais jovem da Rainha Isabel II do Reino Unido, e de Sofia, Condessa de Wessex. Lady Luísa Windsor é a décima na linha de sucessão ao trono britânico, logo atrás de seu irmão menor, Jaime Windsor, Visconde Severn. Legalmente, seu título é Sua Alteza Real a Princesa Luísa de Wessex, mas é referida normalmente apenas como Lady.

 ver · editar Imagens selecionadas
 ver · editar Sabia que


Dronning Margrethe II (crop).jpg
 ver · editar Consorte selecionado


Queenmaryformalportrait edit3.jpg

Maria de Teck (Londres, 26 de maio de 1867Westminster, 24 de março de 1953) foi rainha consorte do Reino Unido e dos Domínios britânicos e imperatriz consorte da Índia, como a esposa do rei-imperador Jorge V. Embora fosse tecnicamente uma princesa de Teck, do Reino de Württemberg, ela nasceu e foi criada no Reino Unido. Seus pais eram o príncipe Francisco, Duque de Teck, de origem alemã, e a princesa Maria Adelaide de Cambridge, da família real britânica. Aos 24 anos de idade, foi prometida em casamento ao príncipe Alberto Vitor, filho mais velho do Príncipe de Gales, mas, seis semanas após o anúncio do noivado, ele morreu de pneumonia. No ano seguinte, ela envolveu-se com o irmão de Alberto, Jorge, que posteriormente tornou-se rei.

 ver · editar Navegação