Portal:Mulheres

Mulheres na Wikipédia Boas-vindas ao
Portal das Mulheres

WomenFrauenMujeresFemmes
женщины女性たちنساءDonne

Mulheres a Vermelho
Esforços colaborativos
Wikiprojeto Mulheres
 ver · editar 


Woman in Red & Les sans pagEs drawing Fhala.K (10).svg
Woman in Red & Les sans pagEs drawing Fhala.K (13).svg
Woman in Red & Les sans pagEs drawing Fhala.K (09).svg
Woman in Red & Les sans pagEs drawing Fhala.K (08).svg
Woman in Red & Les sans pagEs drawing Fhala.K (14).svg
Woman in Red & Les sans pagEs drawing Fhala.K (12).svg
Dia Internacional das Mulheres: 8 de março

Mulher (do latim mulier) é um ser humano adulto geralmente atribuído ao sexo feminino. Na infância, normalmente é denominada em português como menina; na adolescência e juventude, como moça, na fase adulta, simplesmente como mulher ou senhora; na velhice, além dos dois termos anteriores, pode ser chamada anciã. Em 2018, as mulheres correspondiam a aproximadamente 49,6% da população humana mundial, sendo que o termo mulher é usado para indicar tanto distinções biológicas quanto socioculturais.


O Dia Internacional das Mulheres é celebrado, anualmente, no dia 8 de março e tem a finalidade de lembrar as conquistas sociais, políticas e econômicas das mulheres, independentemente de divisões nacionais, étnicas, linguísticas, culturais, econômicas ou políticas.

 ver · editar Atualidades
Chloezhao.jpg
 ver · editar Mulheres por tema
Mulheres na arte

Ficção científica feministaGirl bandGirl groupRiot GrrrlRepresentação feminina nos quadrinhosMulher na ficção especulativaMulheres guerreiras na cultura

Mulheres no esporte

Associação de Tênis FemininoCheerleader/Animadora de torcidaFed CupFutebol femininoXadrez e mulheresCampeonato Mundial de Voleibol FemininoCampeonato do Mundo de Hóquei em Patins FemininoCampeonato Mundial de Basquetebol FemininoCampeonato Mundial de Handebol Feminino

Mulheres na história

Mulher na históriaMulheres na Idade MédiaMulheres da Antiga RomaProstituição na Grécia AntigaMulheres na ciênciaMulheres na filosofiaMulheres na políticaSufrágio femininoVenda de esposasMulheres de confortoMulheres eleitas como chefes de EstadoMulheres vestindo calçasMulheres no serviço militarMulheres na cavalaria medieval

Mulheres na religião

Mulieris dignitatemReligião matriarcalOrdem do CarmoJoana d'ArcCarta às MulheresPapisa JoanaPapisa Joana (filme)Mulheres e maçonariaHijabeXadorNicabeBurcaCatarina de BoraMulieris dignitatem

Mulheres na sociedade

Educação femininaSociedade matriarcal/MatriarcadoDireitos da mulherCronologia do direito femininoViolência contra a mulherViolência domésticaLei Maria da PenhaBruxas de SalémMutilação genital femininaTráfico de mulheresCrime de honraMisoginiaDia Internacional da MulherIgualdade de géneroVestido de casamentoPlanejamento familiarOrgasmo femininoInveja do útero e da vaginaFeminilidadePílula contraceptiva oral combinadaGravidezPreservativo feminino

 ver · editar Biografia selecionada
Laverne Cox at Paley Fest Orange Is The New Black.jpg

Laverne Cox é uma atriz e produtora de televisão norte-americana. Ela graduou-se na Escola de Belas Artes do Alabama, em Birmingham, onde estudou escrita criativa antes de mudar para a dança. A atriz então estudou por dois anos na Indiana University Bloomington antes de se transferir para o Marymount Manhattan College em Nova York, onde mudou da dança (especificamente balé clássico) para a atuação.

Cox é mais conhecida pela personagem Sophia Burset, na série Orange Is the New Black, que lhe rendeu uma indicação ao Emmy na categoria melhor atriz convidada numa série de comédia, tornando-se a primeira pessoa trans a ser indicada ao Prêmio Emmy do Primetime em qualquer categoria de atuação, e a primeira a ser indicada ao Emmy desde a compositora Angela Morley em 1990. Em junho de 2014, Cox se tornou a primeira pessoa transgênero a aparecer na capa da revista Time. É a primeira transgênero a aparecer na capa de uma revista Cosmopolitan, com sua capa de fevereiro de 2018 na edição sul-africana. Ela também é a primeira pessoa trans a ter uma figura de cera dela mesma no Madame Tussauds.

 ver · editar Sabia que
Lombardi Brambilla cropped.jpg
 ver · editar Imagens selecionadas
Arquivo →
 ver · editar Conteúdo selecionado
 ver · editar Citação selecionada
Simone de Beauvoir 1955.jpg

O homem é definido como ser humano e a mulher é definida como fêmea. Quando ela comporta-se como um ser humano ela é acusada de imitar o macho.

Simone de Beauvoir

 ver · editar Artigo selecionado

Mulheres de conforto é um eufemismo utilizado para designar mulheres forçadas à prostituição e escravidão sexual nos bordéis militares japoneses durante a II Guerra Mundial. Calcula-se que entre 50.000 e 200.000 mulheres tenham sido conscritas, mas ainda existem discordâncias sobre os números exatos. Historiadores e pesquisadores têm declarado que a maioria delas provinham da Coreia e China, mas mulheres das Filipinas, Tailândia, Vietnã, Malásia, Taiwan, Índias Orientais Neerlandesas, Indonésia (incluindo Timor Português) e outros territórios ocupados pelo Império do Japão também foram usadas nos "postos de conforto".

 ver · editar Wikimedia