Portal da Tunísia


Tunísia
Tunísia


Este portal pretende reunir informações sobre os mais variados temas relacionados com a Tunísia.



 ver · editar Bem vindo ao Portal da Tunísia!
Bandeira da Tunísia
Bandeira da Tunísia
Brasão de armas da Tunísia
Brasão de armas da Tunísia
Mapa de Localização

A Tunísia (árabe:Tūnis - تونس ' ), oficialmente República Tunisina, é um país da África do Norte e, que pertence a região do Magrebe. É limitada ao norte e o leste pelo mar Mar Mediterrâneo, através do qual faz fronteira com a Itália, ficando especialmente próxima da Ilha de Pantelária e das Ilhas Pelágias. Possui fronteira ocidental com a Argélia (965 km) e a leste e sul sobre a Líbia (459 km). A sua capital e maior cidade é Tunes, que está situada no nordeste do país.

Quase 40% da superfície do território é ocupados pelo deserto do Saara, o restante é constituído de terras férteis, berço da Civilização Cartaginesa que atingiu o seu apogeu no Século III a.C., antes de sucumbir ao Império Romano.

Muito tempo foi chamada Regência de Túnis, nomeada sob a dominação otomana, a Tunísia passou sob protetorado francês em 1881, adquirindo a independência em 20 de Março de 1956, o país toma a denominação oficial de Reino da Tunísia com o final do mantado de lamina Bey que, no entanto, não levou nunca o título de rei, é proclamada a república, em 25 de Julho de 1957.

É integrada às principais comunidades internacionais, Tunísia faz igualmente parte da Liga Árabe, da União Africana e à Comunidade dos estados de Sahel-Saharan, entre outras.

 ver · editar Artigos selecionados

A Grande Mesquita de Cairuão (em árabe: الجامع الكبير بالقيروان; em francês: Grande Mosquée de Kairouan), também chamada Mesquita Oqueba ibne Nafi, Mesquita Uqueba ibne Nafi (em árabe: جامع عقبة بن نافع) ou Mesquita Sidi Oqueba em homenagem ao seu fundador, é uma das principais mesquitas da Tunísia e situa-se na cidade de Cairuão. Cairuão foi a primeira metrópole muçulmana do Magrebe, tem a reputação de ser o centro espiritual e religioso da Tunísia e por vezes é referida como a quarta cidade santa do islão. A Grande Mesquita é o edifício emblemático da cidade e continua a ser o santuário mais antigo e mais prestigiado do Ocidente muçulmano. Está inscrita desde 13 de março de 1912 na lista de monumentos históricos classificados e protegidos na Tunísia e integra o "conjunto histórico de Cairuão", o qual está classificado como Património Mundial pela UNESCO desde 1988.

Construída por Uqueba ibne Nafi a partir de 670 (ano 50 da Hégira), quando foi fundada a cidade de Cairuão, a mesquita é considerada no Magrebe como o modelo de todas as mesquitas da região, um dos mais importantes monumentos islâmicos e uma obra-prima da arquitetura universal. De um ponto de vista estético, é considerada o mais belo edifício da civilização muçulmana no Magrebe, o que é atestado pelas referências em inúmeras obras e manuais de arte islâmica. Além da sua importância artística, a Grande Mesquita de Cairuão desempenhou um papel primordial na islamização de todo o Ocidente muçulmano, incluindo a Península Ibérica, e na difusão da escola sunita maliquita.

Leia mais ...


 ver · editar Sabia que?

... que 37% do PIB da Tunísia é investido em educação?

... que a Tunísia está classificada globalmente em 11º em termos de qualidade do sistema educativo?

... que 164 colunas da Mesquita Zaytuna foram originalmente retiradas do sítio de Cartago?


 ver · editar Categorias
 ver · editar Predefinições
 ver · editar Imagem selecionada
Pat e Richard Nixon, Habib Bourguiba, Lamine Bey e Faisal Al Saud assistem a um desfile militar, Túnis, 20 de março de 1957.
 ver · editar Biografia selecionada

Abu Zaide Abdal Ramane ibne Maomé ibne Caldune Alhadrami (em árabe: عبد الرحمن بن محمد بن خلدون الحضرمي; romaniz.:Abu Zayd 'Abd al-Rahman ibn Muhammad ibn Khaldun al-Hadrami, melhor conhecido somente como ibne Caldune (Ibn Khaldun; Norte da África, atual Túnis , 27 de Maio de 1332/AH 732 — Cairo, 17 de Março de 1406/AH 808), foi um polímata árabeastrônomo, economista, historiador, jurista islâmico, advogado islâmico, erudito islâmico, teólogo islâmico, hafiz, matemático, estrategista militar, nutricionista, filósofo, cientista social e estadista.

Ele é considerado um precursor de várias disciplinas científicas sociais: demografia, história cultural, historiografia, filosofia da história, e sociologia. Ele também é considerado um dos precursores da moderna economia, ao lado do antigo erudito indiano Cautília. ibne Caldune é considerado por muitos como o pai de várias destas disciplinas e das ciências sociais em geral, por ter antecipado muitos elementos dessas disciplinas séculos antes de terem sido fundadas no Ocidente.

É mais conhecido por seu Muqaddimah (conhecido como Prolegômenos no Ocidente), o primeiro volume de seu livro sobre a história universal, Kitab al-Ibar.

Ler mais ...


 ver · editar Como colaborar
Colabore!
Colabore!

Agradecemos o seu interesse por ampliar e melhorar os artigos relacionados com a Tunísia na Wikipédia! Abaixo algumas coisas que esperam a sua colaboração.


 ver · editar WikiProjetos
Você está convidado a participar do WikiProjeto África, um WikiProjeto dedicado a desenvolver e melhorar artigos sobre a Tunísia.


 ver · editar Portais relacionados
 ver · editar Associados Wikimedia
Tunísia no Commons Tunísia no Commons
Imagens e mídia
Tunísia no Wikcionário Tunísia no Wikcionário
Definições
Tunísia no Wikilivros Tunísia no Wikilivros
Livros didáticos e manuais
Tunísia no Wikinotícias Tunísia no Wikinotícias
Notícias
Tunísia no Wikiquote Tunísia no Wikiquote
Citações
Tunísia no Wikisource Tunísia no Wikisource
Biblioteca
Tunísia na Wikiversidade Tunísia na Wikiversidade
Recursos de aprendizado

Recarregar