Abrir menu principal

Artigo selecionado

Крещение Руси.jpg

A cristianização da Rússia de Quieve é o nome pelo qual é conhecido o processo de conversão dos russos da Rússia de Quieve ao cristianismo ortodoxo e ocorreu em vários estágios. No início de 867, o patriarca de Constantinopla Fócio anunciou aos outros patriarcas que os russos, batizados por um bispo de sua diocese, aceitaram o cristianismo com bastante entusiasmo. Porém, essas tentativas de Fócio de cristianizar o país parecem não ter tido resultados duradouros, pois a Crônica Primária e outras fontes eslavônicas descrevem os russos do século X como ainda fortemente pagãos. A cristianização definitiva só ocorreria no final da década de 980 (o ano é disputado), quando Vladimir, o Grande, foi batizado em Quersoneso Táurica e, em seguida, batizou sua família e toda a população de Quieve num evento que ficou conhecido como Batismo de Quieve.




Vítima do Holodomor numa rua da cidade ucraniana de Kharkiv. Essa fotografia foi efectuada por um cooperante alemão, em 1932.

Holodomor (em ucraniano: Голодомор) ou "Holocausto Ucraniano" é o nome atribuído à fome de carácter genocidário causado por Josef Stalin, no comando da União Soviética, que devastou principalmente o território da República Socialista Soviética da Ucrânia (integrada na URSS), durante os anos de 1932 - 1933. Este acontecimento — também conhecido por Grande Fome da Ucrânia — representou um dos mais trágicos capítulos da História da Ucrânia, devido ao enorme número de pessoas vítimas do bloqueio de alimentos feito por Stalin a Ucrânia.

Apesar de esta fome ter igualmente afetado outras regiões da URSS avessas ao regime stalinista, o termo Holodomor é aplicado especificamente aos factos ocorridos nos territórios com população de etnia ucraniana: a Ucrânia e a região de Kuban, no Cáucaso do Norte. Como tal, é por vezes designado de "Genocídio Ucraniano" significando que essa tragédia seria resultante de uma ação deliberada de extermínio, desencadeada pelo regime soviético, visando especificamente o povo ucraniano, enquanto entidade sócio-étnica.




Portal:Ucrânia/Artigo selecionado/3