Porto Amboim

cidade e município da província do Cuanza Sul, em Angola
Porto Amboim
Rolls Royce in Porto Amboim, Angola.JPG

Porto Amboim em 2010
Província Cuanza Sul
Características geográficas
Área 3 646 km²
População 137 000 hab.
Densidade 38 hab./km²

Projecto Angola  • Portal de Angola

Porto Amboim é uma cidade e município da província do Cuanza Sul, em Angola.

Tem cerca de 137 mil habitantes e 3 646 km².[1] É limitado a norte pelo município da Quissama, a leste pelos municípios de Quilenda e Amboim, a sul pelo município do Sumbe, e a oeste pelo Oceano Atlântico.

O município possui, além da comuna-sede, que também conserva o nome de Porto Amboim, a comuna de Capolo.[2]

HistóriaEditar

No local da actual cidade existia uma ombala chamada "Quissonde" que, à época da chegada dos portugueses, tinha como soberano um rei de nome Angola Mussungo. Os portugueses tentaram colonizar a região em 1587, fundando a povoação de Benguela Velha, e construindo um fortim de madeira.[3] Este povoado foi abandonado pouco depois, e reconstruido no local onde hoje se situa a cidade de Benguela.[4]

Após séculos de estagnação, em 1771 os portugueses voltaram ao local original e reergueram a povoação, ainda com o nome de Benguela Velha. Em 1870 surge a primeira freguesia civil e, em 1912, é instalado o município, transformando a localidade, em 1917, em sede do recém-criado distrito de Cuanza Sul, servindo de apoio à colonização do planalto do Amboim.[4]

Por esta época, em 3 de setembro de 1910, foi criada a estação postal de Benguela-Velha, por portaria provincial assinada pelo então Governador-Geral de Angola José Augusto Alves Roçadas. A estação postal tinha a categoria de terceira classe, ficando a cargo do regedor da povoação.[5]

O concelho de Benguela Velha, integrado no distrito de Cuanza-Sul, foi criado pela portaria provincial nº 49, de 20 de fevereiro de 1919, sendo a estação postal elevada no ano seguinte à categoria de segunda classe, passando a denominar-se Estação Telégrafo-Postal de Benguela-Velha.[6]

Porto Amboim está directamente ligado ao advento da cultura do café, desenvolvendo-se desde os anos 1920 graças a esse cultivo. A importancia da cultura foi tão grande no planalto do Amboim, que a cidade tornou-se o grande centro exportador do produto, quando foi ligada a Gabela pelo atualmente inativo Caminho de Ferro do Amboim, construído entre 1922 e 1925, numa extensão de 123 quilómetros, em via de gabarito reduzido.[4]

Em 10 de setembro de 1923 Benguela Velha é elevada à categoria de vila com o nome de Porto Amboim. Existe uma carta geográfica que parece conter um plano de instalação de uma retícula para o povoado: o "Reconhecimento Hidrográfico da Baía de Benguela Velha, Costa Ocidental D’África", de 1924, que deve corresponder à fase de surto cafeeiro. No entanto, as fotografias da época mostram apenas um modestíssimo povoado, incipiente, ligado ao pequeno cais do areal e à ferrovia.[4]

Em 1955 perde a condição de capital distrital para o Sumbe e, somente em 15 de janeiro de 1974, passou plenamente à categoria de cidade.

InfraestruturaEditar

TransportesEditar

A principal via de ligação do Porto Amboim ao restante o território angolano é a rodovia EN-100. Por meio desta a cidade conecta-se ao Sumbe, ao sul, e; ao Cabo Ledo, ao norte.

A cidade também dispõe de uma facilidade logística vital, o Porto do Cuanza Sul (antigo Porto de Benguela Velha ou Porto de Porto Amboim), localizado na baía do Quissonde.[7] Foi por muito tempo a testa do, atualmente inativo, Caminho de Ferro do Amboim.[8]

A cidade também dispõe de um aeródromo, o Aeroporto de Porto Amboim, que opera somente voos domésticos.

Referências

  1. http://www.xist.org/default1.aspx
  2. Comunas. Ministério da Administração do Território e Reforma do Estado. 2018.
  3. Porto Amboim. Sapo Viajar. 4 de janeiro de 2011.
  4. a b c d «HPIP». Consultado em 12 de setembro de 2016 
  5. Portaria Provincial n.º 782 de 3 de Setembro de 1910, reproduzida em A Mala Posta
  6. Portaria n.º 148 de 18 de Maio de 1920, reproduzida em A Mala Posta
  7. Cuanza Sul:PCA do porto do Porto Amboim garante revitalização do sector. Portal Angop. 3 de janeiro de 2018.
  8. Cuanza Sul: População augura revitalização do Caminho de Ferro do Amboim. Portal Angop. 11 de abril de 2005.
  Este artigo sobre geografia de Angola, integrado no Projecto Angola, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.