Abrir menu principal
Como ler uma infocaixa de taxonomiaPortulacaceae
Classificação científica
Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Eudicotiledôneas
Ordem: Caryophyllales
Família: Portulacaceae
Juss.[1]
Géneros
Portulaca
Wikispecies
O Wikispecies tem informações sobre: Portulacaceae

Portulacaceae é uma família de plantas com flores, compreendendo 115 espécies em um único gênero Portulaca.[2] Anteriormente cerca de 20 gêneros com cerca de 500 espécies, foram colocados nesse grupo, mas agora se restringem a abranger apenas um gênero. A família tem sido reconhecida pela maioria dos taxonomistas, e é também conhecida como a família purslane; Tem uma distribuição cosmopolita, com a maior diversidade em regiões semi-áridas do Hemisfério Sul em África, Austrália e América do Sul, mas com algumas espécies também se estendendo para o norte em regiões árticas.

O sistema APG II (2003, inalterado do sistema APG de 1998) o atribui à ordem Caryophyllales em Eudicotyledoneae do núcleo do clado. No sistema APG III, vários gêneros foram movidos para Montiaceae, Didiereaceae, Anacampserotaceae e Talinaceae, tornando a família monotípica e contendo apenas o gênero Portulaca[1], o que se manteve no APG IV.

EtimologiaEditar

O nome Portulaca deriva do latim portula, diminutivo de “porta”, que se refere a uma cápsula (flor) que se abre através de uma tampa como uma pequena porta.

Diversidade taxonômicaEditar

Dentro da família Portulacaceae, há apenas um único gênero, Portulaca, com cerca de 115 espécies. É encontrada, de forma geral, em todo o mundo, mas principalmente em regiões tropicais e subtropicais. Já nas áreas temperadas, sua distribuição deve-se principalmente à naturalização, entretanto, em alguns casos, as origens dessas plantas ainda são desconhecidas.[3]

MorfologiaEditar

São ervas suculentas com ciclo de vida anual que possuem flores, normalmente possuindo raízes tuberosas e caules rastejantes ou retos. Já as folhas, alternas ou opostas , são simples, sésseis e sem estípulas, e as lâminas são suculentas, planas ou cilíndricas e inteiras. Os nós e axilas dessas folhas têm escamas, cerdas ou pelos. As flores podem ser sésseis e pediceladas, geralmente em cores vistosas, possuindo sépalas fundidas em um tubo e que são persistentes. As pétalas das flores variam em número entre quatro, cinco ou sete e são livres ou fundidas apenas na base, com quatro a 100 estames fundidos nas pétalas. O ovário é semi-ínfero, unilocular, com óvulos numerosos. [4]

Relações filogenéticasEditar

Portulaca é dividida em dois subgêneros, o Portulacella, restrito à Austrália, e o outro mais difundido geograficamente. Um número maior de gêneros era incluído nessa família, mas agora eles são colocados em outros grupos, como Anacampserotaceae, Didiereaceae, Montiaceae e Talinaceae, restando apenas Portulaca na família. [5]

Domínios e estado de ocorrência no BrasilEditar

Essa família não é endêmica do Brasil, mas apresenta ocorrência em todas as regiões:

-Norte : Acre, Amazonas, Amapá, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins

-Nordeste :Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe

-Centro-Oeste : Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso do Sul e Mato Grosso

-Sudeste : Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo

-Sul : Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina

Lista de espécies brasileirasEditar

Ao todo são 21 espécies brasileiras pertencentes ao gênero Portulaca L.

• Portulaca amilis

• Portulaca cryptopetala

• Portulaca diegoi

• Portulaca elatior

• Portulaca frieseana

• Portulaca giuliettiae

• Portulaca goiasensis

• Portulaca grandiflora

• Portulaca halimoides

• Portulaca hatschbachii

• Portulaca hirsutissima

• Portulaca hoehnei

• Portulaca minensis

• Portulaca mucronata

• Portulaca oleracea

• Portulaca papulifera

• Portulaca pilosa

• Portulaca sedifolia

• Portulaca thellusonii

• Portulaca umbraticola

• Portulaca werdermannii

CuriosidadesEditar

Dentro da família Portulacaceae existe uma espécie, Portulaca grandiflora, popularmente conhecida como “onze-horas”. Isso ocorre porque sua floração ocorre de acordo com o tempo, sendo quase sempre próximo ao meio-dia. Ela é nativa da América do Sul e precisa de uma incidência grande de luz para sobreviver. [6]

Uso: As espécies Portulaca grandiflora e Portulaca oleracea são muito utilizadas na culinária, como saladas. Além disso, possuem algumas propriedades, ajudando em tratamentos de queimaduras, infecções urinárias e problemas gástricos.

Referências

  1. a b Angiosperm Phylogeny Group (2009). «An update of the Angiosperm Phylogeny Group classification for the orders and families of flowering plants: APG III» (PDF). Botanical Journal of the Linnean Society. 161 (2): 105–121. doi:10.1111/j.1095-8339.2009.00996.x. Consultado em 6 de julho de 2013 
  2. Christenhusz, M. J. M., and Byng, J. W. (2016). «The number of known plants species in the world and its annual increase». Magnolia Press. Phytotaxa. 261 (3): 201–217. doi:10.11646/phytotaxa.261.3.1 
  3. Portulacaceae in Flora do Brasil 2020 em construção. Jardim Botânico do Rio de Janeiro.Disponível em: <http://reflora.jbrj.gov.br/reflora/floradobrasil/FB198>.
  4. CHRISTENHUSZ, Maarten JM; FAY, Michael F.; CHASE, Mark W. Plants of the World: an illustrated encyclopedia of vascular plants. University of Chicago Press, 2017
  5. PORTULACACEAE Jussieu in Angiosperm Phylogeny Website. Disponível em: <http://www.mobot.org/MOBOT/Research/APweb/>. Acesso em: 22 Set 2019
  6. Onze-horas. Wikipédia, a enciclopédia livre. Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/wiki/Onze-horas>. Acesso em 22 Set 2019

BibliografiaEditar

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar