Abrir menu principal

Prémio Kan Kikuchi


Prémio Kan Kikuchi
O escritor japonês Kan Kikuchi.
Descrição Prémio literário japonês.
Organização Bungeishunjū
Sociedade para a Promoção da Literatura Japonesa
País  Japão
Primeira cerimónia 1938
Sítio oficial

O Prémio Kan Kikuchi (菊池寛賞 Kikuchi Kan Shō?), batizado em homenagem ao escritor Kan Kikuchi, é entregue anualmente pela revista literária Bungeishunjū (株式会社文藝春秋 Kabushiki-gaisha Bungeishunjū?) e pela Sociedade para a Promoção da Literatura Japonesa (日本文学振興会 Nihon Bungaku Shinkōkai?), em honra às realizações da cultura literária japonesa em todos os aspetos.[1][2]

HistóriaEditar

Inicialmente, o escritor japonês Kan Kikuchi sugeriu a criação do prémio para homenagear os autores mais velhos do mundo literário. O prémio foi criado em 1938, mas deixou de ser entregue durante a Segunda Guerra Mundial, tendo voltado somente em 1952 após a morte de Kan Kikuchi. Com a retoma do prémio, o número de categorias foi ampliado, passando a incluir também a arte, o cinema, a radiodifusão e outros campos da cultura literária contemporânea. O comité de seleção é composto por romancistas de quarenta e cinco anos de idade ou menos e os romancistas galardoados devem ter entre quarenta e seis anos ou mais. O comité reúne-se em outubro para avaliar as obras publicadas entre 1 de setembro do ano anterior até 31 de agosto e os vencedores são anunciados na edição de dezembro da revista Bungeishunjū. O prémio é atribuído tanto por indivíduos, como por instituições e organizações. Os vencedores recebem um relógio e um valor atribuído de um milhão de ienes.[1][2]

VencedoresEditar

Período pré-guerra
Ano Nome Foto Obras / notas Referências
1939 Shūsei Tokuda (徳田秋声?) Kasō Jinbutsu (仮装人物?) [3]
1940 Saneatsu Mushanokōji (武者小路実篤?) Ai to Shi (愛と死?)
Ton Satomi (里見とん?) Honne (本音?)
Kōji Uno (宇野浩二?) Kimyōna Hatarakimono (奇妙な働き者?)
1941 Murō Saisei (室生犀星?) Senshi (戦死?)
Kōtarō Tanaka (田中貢太郎?) Prémio concedido a título póstumo
1942 Mantarō Kubota (久保田万太郎?)
Shigure Hasegawa (長谷川時雨?) Prémio concedido a título póstumo
Kichizo Nakamura (中村吉蔵?) Prémio concedido a título póstumo
1943 Haruo Satō (佐藤春夫?) Yōsai Zakki (慵斎雑記?)
San-i Yuki (芟夷行?)
Shōken Kamitsukasa (上司小剣?) Romance biográfico de Tomobayashi Mitsuhira (伴林光平?)
1944 Yasunari Kawabata (川端康成?) Koen (故園?)
Yūhi (夕日?)
Pós-guerra e o período atual
Ano Nome Foto Obras / notas Referências
1953 Eiji Yoshikawa (吉川英治?) Shin Heike Monogatari (新・平家物語?) [3][4]
Yoko Mizuki (水木洋子?) Okā-san (おかあさん?),
Himeyuri no tō (ひめゆりの塔?),
Oka wa Hanazakari (丘は花ざかり?) e outras
Centro de Investigação Teatral de Haiyū-za
(俳優座演劇部研究所 Haiyū-za engekibu kenkyūshō?)
Yomiuri Shimbun (読売新聞?)
Ōgiya Shōzō (扇谷正造?)
Estúdio Cinematográfico Iwanakami
(岩波映画製作所 Iwanakami eiga seisakushō?)
1954 Masaichi Nagata (永田雅一?) Pelas contribuições na exportação dos filmes estrangeiros
Kenzō Nakajima (中島健蔵?) Pelas contribuições na implementação dos direitos de autor
Taizō Yokoyama (横山泰三?) Pela série de banda desenhada Pūsan (プーサン?)
Asahi Shimbun (朝日新聞?) Pelos comentários na terceira página do jornal
Momoko Ishii (石井桃子?) Pelas contribuições na literatura infantojuvenil
Sentarō Iwata (岩田専太郎?) Pelas contribuições nas ilustrações e capas de livros
1955 Ihei Kimura (木村伊兵衛?) Pelas contribuições na fotografia japonesa
Abe Mitsuyasu (安部光恭?) Pelas contribuições nas notícias globais
e seu êxito Bikini no hai (ビキニの灰?)
Musei Tokugawa (徳川夢声?)
Abe Shinnosuke (阿部眞之助?) Pelas contribuições na crítica independente da política
e das melhorias na consciencialização política
Ishiyama Kenkichi (石山賢吉?) Pelas contribuições como editor-chefe e diretor de revista
1956 Hideo Aragaki (荒垣秀雄?) Pelas contribuições na coluna Tensei Jingo (天声人語?
A voz do povo é a voz de Deus)
do jornal Asahi Shimbun
Shin Hasegawa (長谷川伸?) Pelas contribuições na literatura
e sua obra Nihon Horyo Kokorozashi (日本捕虜志?)
Yasuji Hanamori (花森安治?)
e a revista Kurashi no techō (暮しの手帖?)
Shigetoshi Kawatake (河竹繁俊?) Pelas contribuições nos estudos comparativos
sobre o teatro japonês cabúqui
Chikage Awashima (淡島千景?)
1957 Hakuchō Masamune (正宗白鳥?) Pelos comentários e críticas populares
Yaeko Mizutani (水谷八重子?)
Kazuo Hasegawa (長谷川一夫?)
Mainichi Shimbun (毎日新聞?) Por Kanryō Nippon (官僚にっぽん?) e outros artigos
Taishūkan Shoten (大修館書店?) Pela publicação da obra Dai Kan-Wa Jiten (大漢和辞典?)
de Tetsuji Morohashi (諸橋轍次?)
Takayoshi Yoda (依田孝喜?) Em reconhecimento ao seu trabalho como diretor de fotografia
no documentário Manaslu (マナスル Manasuru?)
1958 Kodō Nomura (野村胡堂?) Pela criação da personagem fictícia
Zenigata Heiji Torimono Hikae (銭形平次捕物控?)
Yasunari Kawabata (川端康成?) Pelas contribuições como presidente do clube japonês PEN
Ichikawa Jukai (市川壽海?) Pelas representações como o mais antigo
membro de uma companhia teatral
Ishikawa Takeyoshi (石川武美?) Pela criação e desenvolvimento
das revistas femininas e familiares,
tanto como editor-chefe e redator
num período de quarenta e dois anos
Departamento da Literatura Japonesa Contemporânea
da Universidade Feminina de Shōwa
(昭和女子大学 Shōwa Joshi Daigaku?)
Pela publicação da obra coletiva
Kindai Bungaku Kenkyū Sōsho (近代文学研究叢書?)
em cinquenta e quatro volumes
para o estudo da literatura contemporânea
1959 Mayama Miho (真山美保?) Pelo desenvolvimento do teatro japonês shingeki
Equipa da produção de entretenimento do canal
NHK (日本放送協会 Nippon Hōsō Kyōkai?)
Pela produção do programa de concursos
Watashi no Himitsu (私の秘密?)
1960 Kazuo Kikuta (菊田一夫?) Pela peça Gametsui yatsu (がめつい奴?)
Mokichi Ishii (石井茂吉?) Pelas contribuições como um dos inventores
da máquina de fotocomposição japonesa
e pelo desenvolvimento fotográfico
O formato televisivo
Nichiyōgekijō de Toshiba (東芝日曜劇場?)
Roka Hasegawa (長谷川路可?) Pela realização da pintura mural (fresco)
Chiesa dei Santi Martiri Giapponesi
(日本聖殉教者教会 チヴィタヴェッキア?)
num mosteiro franciscano em Civitavecchia
(próximo de Roma, na Itália)
1961 Shōtarō Hanayagi (花柳章太郎?) Pelos vários anos de atividade teatral e pelas atuações
nas peças Kyōmai (京舞?), Yume no Onna (夢の女?) e outras
Sōzō Okada (岡田桑三?) Pelas contribuições aos cinemas de ficção científica de Tóquio
Masanori Itō (伊藤正徳?) Pela série A História Não Oficial da Guerra do Pacífico
Basu dōri Ura (バス通り裏?) Série de televisão produzida pelo canal NHK TV
Osamu Mihara (三原脩?) Pelas táticas pouco usuais que ajudaram uma equipa de basebol
Kōzaburō Yoshida (吉田幸三郎?) Pelos vários anos de contribuições na proteção
do património cultural material e imaterial[5]
1962 Kan Shimozawa (子母澤寛?) Pelo romance Oyakodaka (父子鷹?)
Donald Keene (ドナルド・キーン?) Pelas traduções das obras sobre a literatura clássica
e contemporânea do Japão[6]
Kisaku Itō (伊藤熹朔?) Pelos quarenta anos que se dedicou ao cenário
e pela formação da nova geração de projetistas
Noboru Ishihara (石原登?) Pelos vinte e oito anos de realizações e resultados significativos
da teoria e prática do tratamento dos jovens delinquentes
1963 Sei Itō (伊藤整?) Pela obra Nihon Bundanshi (日本文壇史?)
Matsutarō Kawaguchi (川口松太郎?) Pelas contribuições como autor e realizador
da obra Shimpa (新派?) e pelos trinta anos de atividade
Tenji Mainichi (点字毎日?) Pela criação e publicação de um jornal em braile
que durou mais de quarenta anos
Yoshikawa Kōbunkan (吉川弘文館?)
e a Sociedade de Pesquisa da História Japonesa
(日本歴史学会 Nihon rekishi gakkai?)
Pela série literária Jinbutsu Kusamura (人物叢?)
Kenichi Horie (堀江謙一?) Por ser o primeiro a atravessar o Oceano Pacífico num veleiro
1964 Museu da Literatura Japonesa Moderna
(日本近代文学館 Nihon kindai bungaku kan?)
Pela criação do museu em grande parte
graças a Jun Takami (高見順?)
Takarazuka Revue (宝塚歌劇団?) Pelos cinquenta anos de atividade teatral
Shūtarō Miyake (三宅周太郎?) Pelos cinquenta anos de atividade como crítico de teatro
e pela conservação do teatro de bonecos japoneses bunraku
Asahi Shimbun Pela reportagem sobre os esquimós canadianos
(カナダ・エスキモーの報道 Kanada esukimō no hōdō?)
1965 Katsuichirō Kamei (亀井勝一郎?) Pela obra Nihonjin no seishinshi kenkyū (日本人の精神史研究?)
Chūgoku Shimbun (中国新聞?) Pela campanha Bōryokudan tsuihō kyampeīn
(暴力団追放キャンペーン?)
Misuzu Shobō (みすず書房?) Pela obra Gendai shishiryō (現代史資料?)
Sōichi Ōya (大宅壮一?) Pelos cinquenta anos de trabalho crítico
nos meios de comunicação social
1966 Ryōtarō Shiba (司馬遼太郎?) Pelas obras Ryōma ga yuku (竜馬がゆく?)
e Kunitori monogatari (国盗り物語?)
Yōjirō Ishizaka (石坂洋次郎?)
Mainichi Shimbun Pelas reportagens no estrangeiro
Museu da Aldeia Meiji
(博物館明治村 Hakubutsukan Meiji-mura?)
Museu ao ar livre
1967 Nobuko Yoshiya (吉屋信子?)
Teru Miyata (宮田輝?) Pelas contribuições como organizador e realizador
do programa de televisão Furusato no uta-matsuri
(ふるさとの歌まつり?)
Editora Seiabō (青蛙房?)
de Kido Okamoto (岡本綺堂?)
Pelas edições especiais dedicadas
aos usos e costumes do período Edo
1968 Chōgorō Kaionji (海音寺潮五郎?) Pelas biografias históricas
Mainichi Shimbun Pela série de doze partes Kyōiku no mori (教育の森?),
realizada sob a direção editorial de Muramatsu Takashi
que incentivou uma revisão crítica do Japão no pós-guerra
Yomiuri Shimbun Pela obra Shōwa-shi no tennō (昭和史の天皇?)
Shibuya Tengai (渋谷天外?) Por desempenhar um papel fundamental
na forma realista do teatro japonês shingeki (新喜劇?)
Kakuzaemon Nunokawa (布川角左衛門?) Pela criação da lei dos direitos de autor,
edição e pelas contribuições
como chefe do Comité de Edição da publicação
de Nihon shuppan (日本出版百年史年表?)
1969 Tatsuzō Ishikawa (石川達三?)
Jirō Osaragi (大佛次郎?) Pela obra Sanshimai (三姉妹?)
Livro cultural do jornal económico
Nihon Keizai Shimbunsha Bunkabu
(日本経済新聞社文化部?)
1970 Seichō Matsumoto (松本清張?) Pelo manual Shōwa-shi hakkutsu (昭和史発掘?)
Jun Etō (江藤淳?) Pela obra Sōseki to sono jidai (漱石とその時代?)
Niigata Nippō (新潟日報?) Pela obra Asu no Nihonkai (あすの日本海?),
da biblioteca Tōyō Bunko (東洋文庫?)
Heibonsha (平凡社?) Pela biblioteca de estudos asiáticos Tōyō Bunko
Koisaburō Nishikawa (西川鯉三郎?)
1971 Tsutomu Minakami (水上勉?) Pela biografia de Kōji Uno, Uno Kōji Den (宇野浩二伝?)
Taganojō Tanoe (尾上多賀之丞?)
Toshiro Mayuzumi (黛敏郎?) Pelo programa Daimei no Nai Ongaku-kai (題名のない音楽会?)
Ken Domon (土門拳?)
Harold Strauss
1972 Ryōken Toyohira (豊平良顕?)
Tatsuo Nagai (永井龍男?)
Seiichirō Kurabayashi (倉林誠一郎?) Pela obra Shingeki nendaiki (新劇年代記?)
Takehara Han (武原はん?)
Yoji Yamada (山田洋次?)[7]
1973 Akira Yoshimura (吉村昭?) Pelas obras sobre o couraçado Musashi
até ao grande terramoto de Kantō de 1923[8]
Hideo Kobayashi (小林秀雄?) Pelo relato factual Hachijōjikki (八丈実記?)
sobre a ilha vulcânica Hachijō-jima
Hideji Hōjō (北条秀司?)
Teiichi Hijikata (土方定一?)
1974 Fumio Niwa (丹羽文雄?)
Associação para a Documentação
dos Ataques Aéreos em Tóquio
(東京空襲を記録する会 Tōkyō kushu o kirokusuru kai ?)
Kido Shirō (城戸四郎?)
Nichiyōmei Sakuza (日曜名作座?) Programa de rádio da NHK
1975 Toshirō Takagi (高木俊朗?) Pela obra Rikugun tokubetsu kōgekitai (陸軍特別攻撃隊?)
Sankei Shimbun (産経新聞?)
Kayano Shigeru (萱野茂?)
Kondō Hidezō Kondō (近藤日出造?)
1976 Koita Yasuji (戸板康二?)
Mainichi Shimbun Pela obra Kyōiku o gendai ni tou (宗教を現代に問う?)
Tokyo Broadcasting System Television
(株式会社TBSテレビ?)
Pela transmissão semanal do programa político
Jiji Hōdan (時事放談?)
Taikichi Irie (入江泰吉?)
1977 Chōtarō Kawasaki (川崎長太郎?)
Edward Seidensticker Pela tradução em inglês da obra Genji Monogatari (源氏物語?)[9]
Nobuo Uno (宇野信夫?)
Yasumasa Inoue (井上安正?)
Masanori Hata (畑正憲?)[10]
Mituto Mizumoto (水本光任?)
e o jornal São Paulo-Shimbun (サンパウロ新聞?)[11]
1978 Ki Kimura (木村毅?)
Junpei Gomikawa (五味川純平?)
Mainichi Shimbun Pela obra Kisha no me (記者の目?)
Miki Sawada (沢田美喜?)
e a Nippon TV (日本テレビ放送網?)

Naomi Uemura (植村直己?)
1979 Hitomi Yamaguchi (山口瞳?) Pela obra Ketsuzoku (血族?)
Departamento dos atores da empresa cinematográfica
Shochiku (松竹?) para a produção das peças
do repertório cabúqui no estrangeiro
Shibata Minoru (柴田穂?)
Bungakukai (文學界?)
1980 Tsuneari Fukuda (福田恆存?)
Makoto Ōoka (大岡信?)
Yasushi Inoue (井上靖?)
e a recolha de dados da NHK sobre a Rota da Seda

Kodansha (講談社?) Pela obra Shōwa Man'yōshū (昭和萬葉集?)
1981 Shichihei Yamamoto (山本七平?)
Yoshiko Kawakita (川喜多かしこ?)
e Etsuko Takano (高野悦子?)
Takeshi Kaikō (開高健?)
Luís Fróis Prémio concedido a título póstumo
pela obra História do Japão (日本史 Nihon-shi?),
traduzida em doze volumes na língua japonesa
por Kiichi Matsuda (松田毅一?) e Momota Kawasaki (川崎桃太?)
1982 Chiyo Uno (宇野千代?)
Tokyo Shimbun (東京新聞?)
Nanami Shiono (塩野七生?)
Ōya Sōichi Bunko (大宅壮一文庫?)
1983 Michio Takeyama (竹山道雄?)
Sankei Shimbun
Takashi Tachibana (立花隆?)
Shōji Yamafuji (山藤章二?)
1984 Michiko Nagai (永井路子?)
Natsuhiko Yamamoto (山本夏彦?)
Nihon Keizai Shimbun Pela série Salaryman (サラリーマン Sararīman?)
Sugako Hashida (橋田壽賀子?)
1985 Yoshizō Kawamori (河盛好蔵?)
Taichi Yamada (山田太一?)
Edição de Ósaca do jornal Yomiuri Shimbun Pela série Sensō (戦争?)
Takeyoshi Tanuma (田沼武能?)
Japan Airlines Shashin Bunkasha (日本航空写真文化社?) Pela obra Nihon-shi sora kara yomu (日本史・空から読む?)
1986 Fujio Noguchi (野口冨士男?) Pela obra Kanshokuteki shōwa bundanshi (感触的昭和文壇史?)
Hisae Sawachi (澤地久枝?)
Takao Tokuoka (徳岡孝夫?)
Maki Sachiko (槇佐知子?) Por seu comentário sobre Igokoro-gata (医心方?)
1987 Takeshi Muramatsu (村松剛?) Pela obra Sameta honō...Kido Takayoshi (醒めた炎…木戸孝允?)
Chishū Ryū (笠智衆?)
Iwanami Shoten (岩波書店?)
e Iwanami Bunko (岩波文庫?)
Pelos sessenta anos de publicação
Yasuharu Ōyama (大山康晴?)
1988 Shōtarō Ikenami (池波正太郎?)
Kentarō Hayashi (林健太郎?)
Yoshikazu Shirakawa (白川義員?)
Museu da Literatura Japonesa Moderna
Katō Yoshirō (加藤芳郎?)
1989 Shūhei Fujisawa (藤沢周平?)
Wasureta onnatachi (忘れられた女たち?) Programa da NHK Special (NHKスペシャル NHK supesharu?)
Chikuma Shobō (筑摩書房?) Pela obra Meiji bungaku zenshū (明治文学全集?)
Isao Ishii (石井勲?)
1990 Yoshinori Yagi (八木義徳?)
Takeomi Nagayama (永山武臣?)
Noboru Kojima (児島襄?) Pela obra Nichiro sensō (日露戦争?)
Kanetaka Kaoru (兼高かおる?)
Kinji Shimada (島田謹二?) Pela obra Roshia sensō zenya no Akiyama Saneyuki
(ロシヤ戦争前夜の秋山真之?)
1991 Shizuka Shirakawa (白川静?)
Toyoko Yamasaki (山崎豊子?) Pela obra Daichi no ko (大地の子?)
Shinano Mainichi Shimbun (信濃毎日新聞社?) Pela obra Tobira o akete (扉を開けて?)
Chieko Akiyama (秋山ちえ子?)
Shichōsha (思潮社?)
Alfons Deeken
1992 Jūgo Kuroiwa (黒岩重吾?)
Shōgo Shimada (島田正吾?)
Estúdio da NHK em Moscovo
Sankeishō (産経抄?)
Museu Memorial da Paz Himeyuri
(ひめゆり平和祈念資料館 Himeyuri Heiwa Kinen Shiryōkan?)
1993 Hisahide Sugimori (杉森久英?)
Companhia de Teatro Shiki
(劇団四季 Gekidan Shiki?)
Ikuhiko Hata (秦郁彦?)
Fuyuko Kamisaka (上坂冬子?)
Kazuya Naka (中一弥?)
1994 Seiko Tanabe (田辺聖子?)
Edwin McClellan[12]
Makoto Wada (和田誠?)
Nippon TV
Michi Nakajima (中島みち?)
Sachiko Yasuda (安田祥子?)
e Saori Yuki (由紀さおり?)
1995 Kunio Yanagita (柳田邦男?)
NHK Nagoya (NHK名古屋放送局?) Pelo programa Chūgakusei nikki (中学生日記?)
Tribunal Militar Internacional para o Extremo Oriente
(極東国際軍事裁判 Kyokutō Kokusai Gunji Saiban?)
Pela publicação dos dados
Shōko Egawa (江川紹子?)
Yoshinori Satō (佐藤喜徳?)
Hideo Nomo (野茂英雄?)
1996 Saburō Shiroyama (城山三郎?)
Kohō Banri (孤蓬万里? em japonês)
Wu Jiantang (孤蓬萬里; em chinês)
Pela obra Taiwan Man’yōshū (中学生日記?)
Yomiuri Shimbun Pela obra Kenkō iryōmondai shuzai han (健康医療問題取材班?)
Yuko Arimori (有森裕子?)
Asa no dokuchō (朝の読書運動?)
Ichikawa Ennosuke III (市川猿翁?)
Equipa da produção de Daichi no ko (大地の子?) Série de televisão da NHK
1997 Futaro Yamada (山田風太郎?)
Yoshikawa Kōbunkan Pela obra Kokushi daijiten (国史大辞典?)
Nakabō Kōhei (中坊公平?)
e a agência de notícias Sanyo Broadcasting
(山陽放送株式会社 San'yō Hōsō Kabushikigaisha?)
Shōji Sadao (東海林さだお?)
Yū Aku (阿久悠?)
1998 Yumie Hiraiwa (平岩弓枝?)
Kei Kizugawa (木津川計?)
Yoshiko Sakurai (櫻井よしこ?)
Documentos de uma Associação sobre as Experiências
e Condições de Vida dos Japoneses em Cativeiro Russo
(ソ連における日本人捕虜の生活体験を記録する会
Soren ni okeru Nihonjin horyo no seikatsu
taiken wo kiroku suru kai
?)
Yutaka Murakami (村上豊?)
Equipa de produção de Rajio shin’yabin (ラジオ深夜便?) Programa de rádio da NHK
1999 Hisashi Inoue (井上ひさし?)
Matagorō Nakamura II (二代目中村又五郎?) Tesouro Nacional Vivo do Japão
Sankei Shimbun Pelas investigações sobre
os documentos secretos de Mao Tsé-Tung
(Mō Dakutō hiroku (毛沢東秘録?))
Miyawaki Shunzō (宮脇俊三?)
Equipa do projeto da luneta astronómica Subaru
(すばる望遠鏡 Subaru Bōenkyō?)
Observatório Astronómico Nacional do Japão
(国立天文台 kokuritsu tenmondai?)
Seiji Ozawa (小澤征爾?)
e o comité executivo
do Festival Memorial Saitō de Matsumoto
(サイトウ・キネン・フェスティバル松本
Saitou kinen fesutibaru Matsumoto?)
Atual: Festival Seiji Ozawa de Matsumoto
(セイジ・オザワ 松本フェスティバル
Seiji Ozawa Matsumoto fesutibaru?)
2000 Aikō Sato (佐藤愛子?)
Komao Furuyama (古山高麗雄?)
Grande Teatro Konpira (金毘羅大芝居 Konpira Ōshibai?) Teatro cabúqui situado em Kotohira, na província de Kagawa
Rokusuke Ei (永六輔?)
Atsuyuki Sassa (佐々淳行?)
Ryoko Tani (谷亮子?)
2001 Saiichi Maruya (丸谷才一?)
Hayao Miyazaki (宮崎駿?)
Mainichi Shimbun Pela pesquisa das ruínas paleolíticas
(Kyūsekki iseki (旧石器遺跡?))
Equipa da produção de Project X – Chōsenshatachi
(プロジェクトX〜挑戦者たち〜
Purojekuto X – chōsenshatachi?)
Documentário da NHK
Jūzaburō Futaba (双葉十三郎?)
Ichiro Suzuki (イチロー?)
2002 Hiroyuki Itsuki (五木寛之?)
Sugimoto Sonoko (杉本苑子?)
Matsumoto Kōshirō IX (九代目 松本 幸四郎?)
Kuramoto Sō (倉本聰?)
e a equipa da produção de Kita kuni kara (北の国から?)
Série de televisão da Fuji Television
Hiroko Kuniya (国谷裕子?)
e a equipa da produção de Close-up Gendai
( クローズアップ現代?, Kurōzuappu gendai)
Programa da NHK
Kan Kazama (風間完?)
2003 Junichi Watanabe (渡辺淳一?)
Sawaki Kōtarō (沢木耕太郎?)
Casa de Espetáculos Kinokuniya
(紀伊國屋ホール Kino Kuniya hōru?)
Nagaoka Teruko (長岡輝子?)
Kokka (國華?)
Yumeiji Itoshi (夢路いとし?)
e Kimi Koishi (喜味こいし?)
2004 Masamitsu Miyagitani (宮城谷昌光?)
Kimura Kōichi (木村光一?)
e Chijinkai (地人会?)
Nakamura Kanzaburō XVIII (十八代目 中村 勘三郎?)
Hokkaido Shimbun (北海道新聞?) Pela obra Dōkei uragane kiwaku (道警裏金疑惑?)
Hosaka Masayasu (保阪正康?)
Heibonsha Pela obra Nihon rekishi chimei taikei (日本歴史地名大系?)
2005 Yō Tsumoto (津本陽?)
Yukio Ninagawa (蜷川幸雄?)
Kuroda Katsuhiro (黒田勝弘?)
TV Man Union (テレビマンユニオン?)
Museu Memorial dos Estudantes da Arte Perdida
durante a Segunda Guerra Mundial
(戦没画学生慰霊美術館「無言館」
Sensō gagakusei irei bijutsukan Mugonkan?)
Nihon Spindle Manufacturing
(日本スピンドル製造 Nihon Supindo Ruseizō?)
2006 Nobuhiko Kobayashi (小林信彦?)
Hisaichi Ishii (いしいひさいち?)
Tetsuko Kuroyanagi (黒柳徹子?)
e o programa Tetsuko no heya (徹子の部屋?)
Yagi Shoten (八木書店?) Pela edição completa sobre Shūsei Tokuda
(Tokuda Shūsei zenshū (徳田秋聲全集?))
Zoológico de Asahiyama (旭川市旭山動物園?)
Takanaka Fumiyoshi (竹中文良?)
e Japan Wellness (ジャパン・ウェルネス?)
2007 Hiroyuki Agawa (阿川弘之?)
Ichikawa Danjūrō XII (十二代目 市川 團十郎?)
Kodansha Pela obra Zenkoku hōmon ohanashitai (全国訪問おはなし隊?)
Katsura Bunshi VI (六代 桂 文枝?)
Shoichi Ozawa (小沢昭一?)
Matsuno Shoten (マツノ書店?)
2008 Miyao Tomiko (宮尾登美子?)
Mitsumasa Anno (安野光雅?)
Museu Memorial Seichō Matsumoto do Norte de Quiuxu
(北九州市立松本清張記念館
Kita Kyūshū shiritsu Matsumoto Seichō kinenkan?)
Kako Satoshi (かこさとし?)
Yoshiharu Habu (羽生善治?)
2009 Hiroshi Sano (佐野洋?) Pelos cinquenta anos de atividade literária,
especialmente pela obra Suiri Nikki (推理日記?)
e pelas críticas literárias sobre os romances policiais e de mistério
Masahiro Motoki (本木雅弘?)
e a equipa de produção do filme Okuribito (おくりびと?)
O filme também venceu o
Óscar de melhor filme estrangeiro em 2009[13]
Bandō Tamasaburō V (五代目 坂東 玉三郎?) Pela realização e versão final das duas peças
Kaishin Bessō (海神別荘?) e Tenshu monogatari (天守物語?)
de Kyōka Izumi e pelas atividades relacionadas
com o teatro tradicional japonês,
junto ao teatro moderno e a ópera kun chinesa
Grupo Imai Shoten (今井書店グループ?)
e a Escola do Livro (本の学校 Hon no gakkō?)
Pelas contribuições regionais na divulgação da leitura,
pelos simpósios relativos a bibliotecas
e pela publicação dos cursos de formação profissional
com livreiros em Yonago, na província de Tottori
Yasushiro Yomogida (蓬田やすひろ?) Pelas contribuições como ilustrador
e criador de romances históricos e seu estilo filigrana[14]
Takamiyama Daigorō (高見山大五郎?) Pelas contribuições na internacionalização do sumo
e pela realização das reuniões dos lutadores de sumo no mundo
2010 Yasutaka Tsutsui (筒井康隆?) Pelos cinquenta anos de atividade literária nos campos
da literatura pura, ficção científica e do novo entretenimento
Tōta Kaneko (金子兜太?) Pelas contribuições na forma poética japonesa haiku
e pelo incentivo do haiku moderno
Muenshakai (無縁社会?) Programa da NHK Special que mostra um relatório alarmante sobre
a perda das relações familiares em casa e no trabalho
e do crescente isolamento na sociedade moderna do Japão
Agência Japonesa de Exploração Aeroespacial
(宇宙航空研究開発機構 Uchū-Kōkū-Kenkyū-Kaihatsu-Kikō?)
e o projeto de quinze anos do voo de sete anos
da sonda espacial Hayabusa (はやぶさ?)
na direção do asteroide 25143 Itokawa (イトカワ?)
Esta foi a primeira sonda a ser projetada para tocar
na superfície de um asteroide, que mostrou ao mundo
as capacidades do Japão em matéria de tecnologia espacial
Sachio Yoshioka (吉岡幸雄?) Pelas contribuições como líder de uma família de tinturaria
tradicional que realiza as antigas técnicas de coloração
e restauração dos patrimónios nacionais como o
Grande Templo Oriental (東大寺 Tōdai-ji?)
Susumu Nakanishi (中西進?) Pelas contribuições como historiador
da coleção da poesia japonesa Man'yōshū
2011 Setsuko Tsumura (津村節子?)
Kaneto Shindo (新藤兼人?)
Ishinomakihi Bishimbun (石巻日日新聞?)
e Kahoku Shimpo (河北新報社?)

Tōru Maeara (前新透?) Pela obra Taketomi hōgen jiten (竹富方言辞典?)
Homare Sawa (澤穂希?)
Eiji Mitooka (水戸岡鋭治?)
2012 Ayako Sono (曽野綾子?) Pelas contribuições como escritora e crítica dos problemas sociais
e pelo seu compromisso no âmbito da ação humanitária da
Sociedade dos Missionários do Japão
para Assistência aos Países Estrangeiros
(海外邦人宣教者活動援助後援会
Kaigai hōjin senkyō-sha katsudō enjo kōen-kai?, JOMAS)
,
a favor dos países desfavorecidos do Terceiro Mundo
Ken Takakura (高倉健?) Pela carreira de ator de mais de cinquenta anos
e seu recente filme Anata e (あなたへ?)
Tokyo Shimbun Pelo jornalismo empenhado que criticou de forma diligente
e com coragem os métodos do inquérito
e a ocultação de informações por parte do governo
e da Tokyo Electric Power Company
sobre o acidente nuclear de Fucuxima I
ocorrido na Central Nuclear de Fucuxima I
Kondō Makoto (近藤誠?) Pelo trabalho pioneiro sobre a toxicidade dos medicamentos
contra o cancro, o risco das cirurgias do cancro
e o tratamento do cancro de forma geral
Kaori Icho (伊調馨?)
e Saori Yoshida (吉田沙保里?)

Por ganharem a medalha de ouro pela terceira vez nos
Jogos Olímpicos de Verão de 2012 realizados em Londres
Centro de Proteção do Íbis-do-japão em Niigata
(新潟県佐渡トキ保護センター
Nīgata ken Sado toki hogo sentā?)
Pelos trinta e seis anos dos cuidados prestados
e pela reprodução do íbis-do-japão
2013 Rieko Nakagawa (中川李枝子?)
e Yuriko Yamawaki (山脇百合子?)
Sumitayū Takemoto (竹本住大夫?)
NHK Special Pelo programa Shinkai no kyodai seibutsu (深海の巨大生物?)
Tetsu Nakamura (中村哲?)
Southern All Stars (サザンオールスターズ?)
2014 Sawako Agawa (阿川佐和子?)
Kayoko Shiraishi (白石加代子?)
Mainichi Shimbun Pela reportagem Oite samayō (老いてさまよう?)
NHK Pelo programa Ninjishō yukuefumeisha ichimanjin
- shirarezaru haikai no jittai

(認知症行方不明者一万人 ~知られざる徘徊の実態~?)
Tamori (タモリ?)
Koichi Wakata (若田光一?)
2015 Kazutoshi Handō (半藤一利?)
Sayuri Yoshinaga (吉永小百合?)
NHK Special Pelos programas Karā de yomigaeru Tōkyō
(カラーでよみがえる東京?)
e Karā de miru Taiheiyō Sensō
(カラーでみる太平洋戦争
Karā de miru Taiheiyō Sensō
?)
Hon no Zasshi (本の雑誌?)
Shingo Kunieda (国枝慎吾?)
2016[15] Kenzo Kitakata (北方謙三?)
Kumamoto Nichinichi Shimbun (熊本日日新聞?)
Akira Ikegami (池上彰?)
e a equipa de produção do programa
Ikegami Akira no sou Senkyo Live
(池上彰の選挙ライブ?)

Programa de debate político da TV Tokyo
(株式会社テレビ東京 Kabushiki Gaisha Terebi Tōkyō?)
Osamu Akimoto (秋本治?)
Shigeaki Mori (森重昭?)
Ayaka Takahashi (高橋礼華?)
e Misaki Matsutomo (松友美佐紀?)

2017[16] Mao Asada (浅田真央?)
Keiko Kishi (岸惠子?)
Baku Yumemakura (夢枕獏?)
Equipa do filme Kono Sekai no Katasumi ni (この世界の片隅に?)
Tulip Television (チューリップテレビ?)
Daisaburō Okumoto (奥本大三郎?)

Prémio Kagawa Kan KikuchiEditar

Em 1965, a cidade Takamatsu, onde nasceu Kan Kikuchi, criou o Prémio Kagawa Kan Kikuchi (香川菊池寛賞 Kagawa Kan Kikuchi Shō?), a fim de honrar a memória do escritor e promover a arte popular e a literatura local. Este prémio é concedido na atualidade a uma obra literária «pura».[17]

Referências

  1. a b «菊池寛賞». Bungeishunjū (em japonês). Consultado em 1 de dezembro de 2016 
  2. a b Kodansha. «菊池寛賞 キクチカンショウ». Kotobank (em japonês). Asahi Shimbun e Voyage Group. Consultado em 1 de dezembro de 2016 
  3. a b «菊池寛賞» (em japonês). Lista dos vencedores de 1939 até a atualidade. www.prizesworld.com. Consultado em 1 de dezembro de 2016 
  4. «菊池賞受賞者一覧». Bungeishunjū (em japonês). Lista dos vencedores de 1953 até a atualidade. Consultado em 1 de dezembro de 2016 
  5. Kodansha. «吉田幸三郎 よしだ-こうざぶろう». Kotobank (em japonês). Asahi Shimbun e Voyage Group. Consultado em 1 de dezembro de 2016 
  6. «Professor Gets Prize; Keene of Columbia Cited for Work in Japanese Letters». Nova Iorque: The New York Times Company. The New York Times (em inglês). 5 de março de 1965 
  7. «Director: Yoji Yamada» (em inglês). Festival Internacional D-Cinema Skip City. Consultado em 1 de dezembro de 2016 
  8. «Contributors to Issue 71». Grand Street (em inglês). Consultado em 1 de dezembro de 2016 
  9. «University of Hawaiʻi Presents Honorary Degree to Edward George Seidensticker» (em inglês). Universidade do Havai. Consultado em 1 de dezembro de 2016 
  10. Kodansha 1993, p. 508
  11. Kodansha. «水本光任 みずもと みつと». Kotobank (em japonês). Asahi Shimbun e Voyage Group. Consultado em 1 de dezembro de 2016 
  12. «In Memoriam: Edwin McClellan, Noted for Translations of Japanese Literature» (em inglês). Universidade Yale. 15 de maio de 2009 
  13. «Óscares: «Departures» é o Melhor filme Estrangeiro». TVI24. Televisão Independente. 23 de fevereiro de 2009 
  14. Kodansha. «蓬田やすひろ よもぎだ やすひろ». Kotobank (em japonês). Asahi Shimbun e Voyage Group. Consultado em 1 de dezembro de 2016 
  15. «『こち亀』原作者・秋本治氏に菊池寛賞 「上質な笑いに満ちた作品を堂々と完結させた」» (em japonês). Oricon. 13 de outubro de 2016 
  16. Sankei Shimbun (12 de outubro de 2017). «菊池寛賞に浅田真央さん、岸惠子さんら». Iza (em japonês) 
  17. «香川菊池寛賞» (em japonês). Sítio de Takamatsu. Consultado em 1 de dezembro de 2016. Arquivado do original em 21 de novembro de 2015 

BibliografiaEditar

Ligações externasEditar