Abrir menu principal

Prêmio Paul Ehrlich e Ludwig Darmstaedter

O Prêmio Paul Ehrlich e Ludwig Darmstaedter (em alemão: Paul-Ehrlich-und-Ludwig-Darmstaedter-Preis) é concedido anualmente desde 1952, por pesquisas fundamentais em medicina. A condecoração é dotada de um valor monetário de 100.000 euros. A cerimônia de entrega é na Paulskirche, em Frankfurt am Main, no dia 14 de março, data do aniversário de Paul Ehrlich.

São condecorados pesquisadores internacionais, nos campos da medicina nos quais Paul Ehrlich pesquisou. Estes são, em especial, imunologia, oncologia, hematologia, microbiologia e quimioterapia.

O prêmio, de renome internacional, é concedido pela Fundação Paul Ehrlich, tendo uma das mais altas dotações monetárias dentre os prêmios instituídos na Alemanha. Aproximadamente a metade do valor vem do Ministério da Saúde da Alemanha, A outra metade provém de doações de empresários alemães. Muitos dos agraciados receberam depois o Prêmio Nobel.

Em 2006 foi instituído também o Prêmio Paul Ehrlich e Ludwig Darmstaedter para jovens pesquisadores, atribuído a pessoas de até 40 anos de idade, por realizações de destaque no campo da pesquisa biomédica na Alemanha.

Índice

Agraciados 1952 a 1960Editar

Agraciados 1961 a 1970Editar

Agraciados 1971 a 1980Editar

Agraciados 1981 a 1990Editar

Agraciados 1991 a 2000Editar

Ano Nome Instituição, local Fundamentação Imagem
1991 Rino Rappuoli Universidade de Siena, Itália  
Michio Ui Tokyo Metropolitan Institute of Medical Science, Japão  
1992 Manfred Eigen Instituto Max Planck de Química Biofísica, Göttingen, Alemanha  
1993 Philippa Marrack University of Colorado Denver e Instituto Médico Howard Hughes em Denver, Colorado  
John Kappler  
Harald von Boehmer Basel Institute for Immunology em Basileia, Suiça  
1994 Peter Howley Harvard Medical School em Boston, Massachusetts  
Harald zur Hausen Centro de Pesquisa do Câncer da Alemanha, Heidelberg, Alemanha  
1995 Stanley Prusiner Universidade da Califórnia em São Francisco  
1996 Pamela Bjorkman Instituto de Tecnologia da Califórnia em Pasadena, Califórnia  
Hans-Georg Rammensee Centro de Pesquisa do Câncer da Alemanha, Heidelberg, Alemanha  
Jack Leonard Strominger Universidade Harvard em Cambridge, Massachusetts  
1997 Barry Marshall Universidade de Virgínia em Charlottesville, Virgínia  
John Robin Warren Royal Perth Hospital em Perth, Austrália  
1998 David Philip Lane Universidade de Dundee em Dundee, Escócia  
Arnold Jay Levine Universidade de Princeton em Princeton, Nova Jérsei  
Bert Vogelstein Universidade Johns Hopkins em Baltimore, Maryland  
1999 Robert Gallo University System of Maryland em Baltimore, Maryland "…por sua descoberta de retrovírus exógenos humanos".[1]  
2000 Robert Horvitz Instituto de Tecnologia de Massachusetts em Cambridge, Massachusetts Em reconhecimento de suas contribuições para a descoberta da apoptose.[2]  
John Foxton Ross Kerr Universidade de Queensland em Brisbane, Austrália  

Agraciados 2001 a 2010Editar

Ano Nome Instituição, local Fundamentação Imagem
2001 Stephen Coplan Harrison Universidade Harvard em Cambridge, Massachusetts "… por seus trabalhos seminais sobre a descrição da estrutura tridimensional de proteínas virais".[3]  
Michael Rossmann Universidade de Purdue em West Lafayette, Indiana  
2002 Craig Venter J. Craig Venter Institute, Rockville, Maryland "… pela descoberta e estabelecimento de sequenciamento automatizado de bibliotecas de cDNA e pelo sequenciamento de vários organismos - desde os menores micróbios até os humanos".  
2003 Richard Lerner Scripps Research Institute em La Jolla, Califórnia "… pela prova de que anticorpos gerados pelo sistema imunológico como abzima podem ser adaptados para quaisquer funções químicas. Um grande número mecanismos de reações do tipo enzimática poderiam ser desta forma explicados em detalhes".  
Peter G. Schultz  
2004 Tak Wah Mak Universidade de Toronto em Toronto, Canadá "… por suas descobertas sobre a especificidade e função dos receptores de células T".  
Mark Morris Davis Universidade Stanford em Stanford, Califórnia  
2005 Ian Wilmut Universidade de Edimburgo em Edimburgo, Escócia "… por seus experimentos inovadores que levaram à clonagem de um mamífero".  
2006 Craig Mello Instituto Médico Howard Hughes e University of Massachusetts Medical School em Worcester, Massachusetts "… pela descoberta dos chamados SiRNAs de cadeia dupla não codificantes, também conhecidos como mediadores de RNA de interferência (RNAi)".  
Andrew Fire Escola de Medicina da Universidade Stanford em Stanford, Califórnia  
2007 Ada Yonath Instituto Weizmann de Ciência em Rehovot, Israel "… por suas notáveis contribuições para a elucidação da estrutura tridimensional dos ribossomos - as complexas organelas celulares onde ocorre a biossíntese de proteínas".  
Harry Noller Universidade da Califórnia em Santa Cruz em Santa Cruz, Califórnia  
2008 Tim Mosmann Universidade de Rochester em Rochester, Nova Iorque "… por suas excelentes contribuições no campo da imunologia. ... As pesquisas de Tim Mosmann levaram à descoberta de dois subtipos de linfócitos T auxiliares, as células Th1 e Th2, possibilitando novos insights sobre os mecanismos de doenças infecciosas e alergias".  
2009 Elizabeth Blackburn Universidade da Califórnia em Berkeley, Califórnia "… por suas excelentes pesquisas sobre a descoberta de telômeros e da telomerase e seu papel na divisão celular e envelhecimento celular".  
Carol Greider Universidade Johns Hopkins em Baltimore, Maryland  
2010 Charles Dinarello Universidade do Colorado em Denver, Colorado. "… por suas excelentes realizações de pesquisa no campo das citocinas".  

Recipientes desde 2011Editar

Ano Nome Instituição Fundamentação para o Prêmio Imagem
2011 Cesare Montecucco Universidade de Pádua, Itália "... por suas notáveis realizações de investigação no domínio das doenças patogênicas como o tétano".  
2012 Peter Walter Universidade da Califórnia em São Francisco, Estados Unidos "... por suas notáveis realizações de investigação no domínio da biologia celular", especialmente pela descoberta da [[partícula de reconhecimento de sinal].  
2013 Mary-Claire King Universidade de Washington em Seattle, Estados Unidos "... pela descoberta de que existe uma predisposição genética para câncer de mama".  
2014 Michael Reth Institut für Biologie III da Universidade de Freiburg, Alemanha " ... por suas notáveis ​​realizações de pesquisa no campo da pesquisa de anticorpos. Ele mostrou como ativar as células B do sistema imunológico provocando a produção de anticorpos".  
2015 James Patrick Allison M. D. Anderson Cancer Center, Universidade do Texas, Estados Unidos " ... por seus trabalhos pioneiros sobre imunoterapia contra o câncer. [...] James Allison é um pioneiro da inibição checkpoint para o tratamento de melanomas avançados, Carl June desenvolveu o tratamento CART-19 contra leucemia".[4]  
Carl H. June Pennsylvania Perelman School of Medicine, Universidade da Pensilvânia, Estados Unidos  
2016 Emmanuelle Charpentier Max-Planck-Institut für Infektionsbiologie, Berlim, e Universidade de Umeå, Suécia " ... por seus trabalho, levando ao desenvolvimento da tesoura genética CRISPR-cas9 programável. Esta tesoura genética faz parte do sistema imunitário bacteriano".[5]  
Jennifer Doudna Universidade da Califórnia, Berkeley, Estados Unidos  
2017 Yuan Chang Universidade de Pittsburgh, Estados Unidos "... por seus trabalhos sobre oncovírus".[6]  
Patrick S. Moore Universidade de Pittsburgh, Estados Unidos  
2018 Anthony Cerami por suas pesquisas sobre o mensageiro fator de necrose tumoral (TNF) e seu efeito no processo inflamatório".[7]  
David Wallach  
2019 Franz-Ulrich Hartl Instituto Max Planck de Bioquímica, Munique "… por seus trabalhos fundamentais sobre enovelamento de proteínas".[8]  
Arthur Horwich Universidade Yale e Instituto Médico Howard Hughes  

Prêmio Jovens InvestigadoresEditar

O Prêmio Jovens Investigadores associado ao Prêmio Paul Ehrlich e Ludwig Darmstaedter é concedido desde 2006. Os recipientes não podem ter atingido a idade de 40 anos e devem ter um excelente desempenho na Alemanha no campo da pesquisa biomédica. O prêmio em dinheiro é de até 60.000 euros e deve ser aplicado em pesquisas.

Recipientes do Prêmio Jovens InvestigadoresEditar

Referências

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar