Prêmio Vladimir Herzog

O Prêmio Jornalístico Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos, ou simplesmente Prêmio Vladimir Herzog (PVH), é um prêmio jornalístico brasileiro concedido anualmente a profissionais e veículos de comunicação que se destacaram na defesa da democracia, da cidadania e dos direitos humanos e sociais, bem como tem o intuito de homenagear personalidades, profissionais e veículos de comunicação que se destacam na defesa desses valores fundamentais.[1] No jornalismo, é o mais importante prêmio do Brasil.[2]

Prêmio Vladimir Herzog
Troféu símbolo do Prêmio – a meia lua recortada com a silhueta de Vlado – é uma criação do artista plástico Elifas Andreato.
Descrição Profissionais e veículos de comunicação que se destacaram na defesa da democracia, da cidadania e dos direitos humanos e sociais
Apresentação Juca Kfouri (2020)
Local Tucarena (SP)
País  Brasil
Primeira cerimónia 1979
Sítio oficial

HistóriaEditar

O primeiro prêmio foi entregue em 1979. É organizado pelo Instituto Vladimir Herzog, pelo Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de São Paulo, pela Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ), pela Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (ABRAJI), pelo Comitê Brasileiro de Anistia, pela Comissão de Direitos Humanos da OAB-SP e Comissão de Justiça e Paz da Arquidiocese de São Paulo, entre outras entidades.[3]

Em 2019, a 41ª edição alcançou um recorde histórico de obras inscritas por profissionais para serem avaliadas, com 692 pedidos.[4] Tal marca foi novamente batida no ano seguinte, na 42ª edição, com 1.060 inscrições.[5]

Prêmio Jovem JornalistaEditar

Em 2009 foi instituído o Prêmio Jovem Jornalista Fernando Pacheco Jordão, por vezes, chamado somente de Prêmio Jovem Jornalista,[4] que é voltado para estudantes.[6]

CategoriasEditar

Ver tambémEditar

Referências

  1. «O Prêmio». Prêmio Vladimir Herzog. Consultado em 31 de março de 2020. Arquivado do original em 31 de março de 2020 
  2. «Diário vence 36º Prêmio Direitos Humanos de Jornalismo». Diário do Nordeste. Verdes Mares. Consultado em 25 de março de 2020. Cópia arquivada em 24 de março de 2020 
  3. Redação (1 de outubro de 2015). «37º Prêmio Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos divulga vencedores». Portal Imprensa. Consultado em 31 de março de 2020. Cópia arquivada em 31 de março de 2020 
  4. a b «Sobre está edição». Prêmio Vladimir Herzog. Consultado em 31 de março de 2020. Cópia arquivada em 31 de março de 2020 
  5. «Sobre esta edição | 2020». Instituto Vladimir Herzog. Outubro de 2020. Consultado em 16 de dezembro de 2020 
  6. «Prêmio Jovem Jornalista Fernando Pacheco Jordão». Vladimir Herzog. Consultado em 31 de março de 2020. Cópia arquivada em 31 de março de 2020 

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre meios de comunicação é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.