A Praça do Registan

O Registan (língua persa: ریگستان, que significa lugar arenoso) é a praça principal de Samarcanda, no Uzbequistão.[1] Enquadrada por duas magníficas madrassas (escolas corânicas), é famosa pelos desenhos de animais que decoram uma delas, violação clara do tabu islâmico sobre a representação de seres vivos.

Situada no centro da cidade, aqui se encontram para além do conjunto de madrassas, uma mesquita, ambos os monumentos exemplificando a grandeza e delicadeza do estilo. Os edifícios são uma orgia de azulejos, mosaicos e majólica, trabalho que consiste em formar desenhos com pedaços de azulejo. Fachadas, pátios centrais, falsos minaretes e cúpulas, tudo está coberto por milhares de bocadinhos reluzentes e coloridos de cerâmica.

Não fora a delicadeza dos motivos e este horror aos espaços vazios poderia tornar-se cansativo. Os dois grandes tigres amarelos, que aparecem sobre o portal de uma das madrassas, são um elemento contraditório e tardio, que não está muito bem explicado. A “madrassa do tigre” é das mais exemplares construções da época, provavelmente no mundo inteiro.

ReferênciasEditar

  1. «Registan». Biblioteca Nacional da Alemanha (em alemão). Consultado em 20 de dezembro de 2019 
  Este artigo sobre uma praça é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.