Praga de Siroes

Praga ou Peste de Siroes (627–628)[1][2] foi uma epidemia que devastou as províncias ocidentais do Império Sassânida, principalmente a Mesopotâmia (Assuristão), matando metade de sua população,[3] incluindo o que deu o nome à praga, Cavades II Siroes.[4] A peste foi uma das várias epidemias que ocorreram no Irã ou perto dele, dois séculos após a primeira pandemia de peste trazida pelos exércitos sassânidas de suas campanhas em Constantinopla, Síria e Armênia.[2]

Referências

BibliografiaEditar

  • Christensen, Peter (1993). The Decline of Iranshahr: Irrigation and Environments in the History of the Middle East, 500 B.C. to A.D. 1500. Copenhague: Museum Tusculanum Press. ISBN 9788772892597 
  • Daryaee, Touraj; Rezakhani, Khodadad (2017). «The Sasanian Empire». In: Daryaee, Touraj. King of the Seven Climes: A History of the Ancient Iranian World (3000 BCE - 651 CE). Irvine, Califórnia: Centro Jordaniano UCI para Estudos Persas. ISBN 9780692864401 
  • Princeton Papers in Near Eastern Studies. Westerham, UK: Darwin Press. 1992