Praia da Barra do Chuí


A Praia da Barra do Chuí é um balneário do município gaúcho de Santa Vitória do Palmar. É bem urbanizado, com clubes e hotel. É o balneário mais meridional do Rio Grande do Sul e do Brasil, limitando-se com o povoado de Barra del Chuy, no Uruguai, da qual é separada pelo Arroio Chuí, cuja foz dá nome ao local. A foz do Arroio Chuí é, ao mesmo tempo, o ponto mais meridional e o mais ocidental do litoral brasileiro, e também fica bastante próxima da curva do arroio onde se situa o extremo sul do Brasil.

O balneário foi constituído no final do século XIX e início do século XX por João Pedro Pereira, mais conhecido como Joca Documento. Era pai de 30 filhos e faleceu aos 78 anos de idade. A família Pereira permanece até hoje no balneário originado por Joca Documento. Alguns dos seus descendentes trabalharam como faroleiros no farol da Barra do Chuí.

A população da Barra do Chuí varia de meros 700 habitantes no inverno para 2 mil no verão, na maioria uruguaios. Possui um radiofarol de nome Stella Maris, considerado um dos mais modernos do continente.

A infraestrutura pública conta com uma Escola de Ensino Fundamental, José Bernardino de Souza Castro, e um Posto de Atendimento à Saúde, onde também funciona a distribuição de correspondências organizada pelos Correios.

Molhes da Barra do Chuí
Molhes da Barra do Chuí

Nas temporadas de veraneio, o balneário oferece hospedagem em hotéis, pousadas e casas de aluguel. Há restaurantes, lanchonetes, mercados, lojas de material de construção, frutarias, sorveterias, quiosques à beira-mar, açougues e farmácia. Há ainda três clubes sociais: o Clube Beira-Mar, o Clube Cruzeiro do Sul e o Clube Alvorada. Apesar disso, a economia do balneário é reduzida e depende quase exclusivamente do turismo, que é fortemente atingido quando há crises financeiras no Uruguai e na Argentina.

Referências

Ligações externasEditar

Ver tambémEditar