Abrir menu principal

Presidência de Assuntos Religiosos

Logo

A Presidência de Assuntos Religiosos (em turco: Türkiye Cumhuriyeti Diyanet İşleri Başkanlığı) é uma instituição oficial da República da Turquia, fundada em 1924 após a abolição do Califado Otomano. Foi criada pela Grande Assembleia Nacional da Turquia como sucessora ao Shaikh al-Islam, representando a mais alta autoridade islâmica no país. É conhecida simplesmente como Diyanet.

A lei especifica as funções do Diyanet como "executar as obras relacionadas às crenças, cultos e éticas do islamismo, iluminar o público a respeito de sua religião, e administrar os locais sagrados."[1] O Diyanet teve um orçamento anual de 1 308,187 milhões de liras turcas, ou 900 milhões de dólares americanos, para 2006.[2]

Em 1984 o Diyanet İşleri Türk İslam Birliği foi fundado na Alemanha, para cuidar das necessidades religiosas da grande minoria turca que reside naquele país.

O Diyanet conquistou fama pela sua interpretação liberal do Alcorão e dos ahadith. Um exemplo recente foi a permissão de mulheres serem treinadas como pregadoras.[3] Em março de 2005 duas mulheres foram designadas vice-muftis em Kayseri e Istambul.

Referências

  1. «Princípios, Metas e Objetivos Básicos, Presidência de Assuntos Religosos» (em inglês). Consultado em 20 de dezembro de 2008. Arquivado do original em 19 de dezembro de 2011 
  2. «2006 Mali Yilin Bütçesi» (em turco). Alo Maliye. Consultado em 22 de agosto de 2008. Arquivado do original em 4 de outubro de 2008 
  3. Jones, Dorian (2005). «Female Preachers in Turkey: Challenging Traditional Gender Roles». Deutsche Welle (em inglês). Qantara. Consultado em 22 de agosto de 2008 

Ligações externasEditar


  Este artigo sobre o Islamismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  Este artigo sobre a Turquia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.