Abrir menu principal

Pride and Prejudice and Zombies (filme)

filme de 2016 dirigido por Burr Steers
Pride and Prejudice and Zombies
Orgulho e Preconceito e Guerra (PRT)
Orgulho e Preconceito e Zumbis (BRA)
 Reino Unido
 Estados Unidos

2016 •  cor •  108 min 
Direção Burr Steers
Produção Sean McKittrick
Allison Shearmur
Natalie Portman
Annette Savitch
Brian Oliver
Tyler Thompson
Marc Butan
Roteiro Burr Steers
Baseado em Orgulho e Preconceito e Zumbis de Jane Austen e Seth Grahame-Smith
Elenco Lily James
Sam Riley
Jack Huston
Bella Heathcote
Douglas Booth
Matt Smith
Charles Dance
Lena Headey
Música Fernando Velázquez
Edição Padraic McKinley
Companhia(s) produtora(s) Cross Creek Pictures
Sierra Pictures
MadRiver Pictures
QC Entertainment
Allison Shearmur Productions
HandsomeCharlie Films
Head Gear Films
Distribuição Screen Gems
Lançamento 5 de fevereiro de 2016
Orçamento US$ 28 milhões
Receita US$ 16.4 mihões
Site oficial
Página no IMDb (em inglês)

Pride and Prejudice and Zombies (Orgulho e Preconceito e Zumbis BRA ou Orgulho e Preconceito e Guerra POR) é um filme americano de 2016. O filme é baseado no livro Orgulho e Preconceito e Zumbis de Seth Grahame-Smith, sendo este uma paródia da obra de Jane Austen Orgulho e Preconceito.[1][2][3]

Índice

SinopseEditar

Elizabeth Bennet é uma jovem bela e exímia praticante de artes marciais e no manejo de armas. Quando uma praga começa a transformar as pessoas em zumbis canibais, Elizabeth terá que usar todas as suas habilidades para combater esse mal em companhia do orgulhoso Sr. Darcy.

ElencoEditar

NotasEditar

  • A atriz Natalie Portman, uma das produtoras do filme foi a primeira a ser cotada para interpretar Elizabeth Bennet, mas declinou do convite preferindo ficar apenas na produção.

Recepção pela críticaEditar

O filme teve recepção variada pela crítica especializada. O site IMDB deu uma nota 6,4 ao filme, enquanto o site Rotten Tomatoes deu uma percentagem de 43%. O crítico Lucas Salgado do site brasileiro Adoro Cinema deu ao filme nota três de cinco estrelas e disse que "Pride and Prejudice and Zombies (no original) pode não ser uma produção memorável, repleta de cenas inesquecíveis. Mas funciona bem para o que se propõe. Trata-se de um escapismo eficiente e divertido, com boas pitadas de literatura clássica, afinal mantem diálogos originais".[4] O crítico João Carlos Correia, do site Observatório do Cinema, deu nota cinco de cinco estrelas e disse que "Quem lê o resumo de Orgulho e Preconceito e Zumbis pode até pensar que colocar os zumbis na trama foi uma ideia de jerico. Porém, ao se assistir o filme, essa mesma trama soa tão original e corre de modo tão fluente a ponto de se achar que foi Austen, e não Grahame-Smith, quem teve a ideia", e conclui dizendo que o filme "(...) é emocionante, engraçado e muito divertido, no qual os astros são os humanos ao invés dos zumbis".[5] Já o crítico Giovanni Rizzo, também do Observatório do Cinema, deu nota um de cinco estrelas e disse que "E como um todo Orgulho e Preconceito e Zumbis é um filme que pouco funciona, que apesar de possuir um material extremamente curioso, não consegue realizar com sucesso nenhuma de suas ideias para a realização de uma sátira, apenas comprovando o quão difícil é realizar um pastiche bem feito".[6]

Veja tambémEditar

Referências

Ligações externasEditar