Abrir menu principal

Primavera nos Dentes

"Primavera nos Dentes"
Canção de Secos & Molhados
do álbum Secos & Molhados
Lançamento 1973
Gênero(s) Blues, rock progressivo
Duração 4:50
Gravadora(s) Continental
Letra João Ricardo/João Apolinário
Composição J. Ricardo
Produção Moracy do Val
Faixas de Secos & Molhados
"Amor"
(4)
"Assim Assado"
(6)

"Primavera nos Dentes" é uma das canções do grupo Secos & Molhados, lançada no homônimo album de estréia. É uma poesia escrita pelo pai de João Ricardo, João Apolinário, e musicada por ele.

CançãoEditar

A canção é a mais longa lançada pelo grupo, com 4 minutos e 50 segundos. É composta por uma longa introdução instrumental em Blues[1], composta por baixo, bateria, guitarra e teclado. O vocal da canção, com as vozes de Ney Matogrosso, Gérson Conrad e João Ricardo desaguam em um grito, após versos poéticos e calmos. O tempo e a introdução são levemente inspirados em "Breathe", faixa de Dark Side of the Moon do Pink Floyd.

Interpretação LíricaEditar

O poeta João Apolinário lutou contra o fascismo em seus anos úteis e o poema serviu como base contra a Ditadura Militar no Brasil. A letra da canção sugere uma guerra contra o sistema, assim como outras canções do grupo. É considerada uma canção atual, mesmo depois de mais de 40 anos do lançamento, portanto, também é a favor da liberdade do indivíduo em suas repressões, como diz no verso "inventa a contra-mola que resiste".

Outras VersõesEditar

ReferênciasEditar

  1. «Cópia arquivada». Consultado em 2 de outubro de 2008. Arquivado do original em 17 de julho de 2008 
  2. «Cópia arquivada». Consultado em 2 de outubro de 2008. Arquivado do original em 16 de dezembro de 2010