Primeira Força Aérea Táctica Australiana

A Primeira Força Aérea Táctica Australiana (No. 1 TAF) foi formada em 25 de Outubro de 1944 pela Royal Australian Air Force (RAAF). A sua finalidade era fornecer uma força móvel de aviões de caça e de aeronaves de ataque ao solo que poderiam prestar apoio ao exército aliado e às unidades navais que lutavam contra o Império do Japão. Uma de várias forças aéreas tácticas aliadas formadas durante a Segunda Guerra Mundial,[1] foi formada a partir do Grupo Operacional N.º 10 da RAAF,[2] estabelecido um ano antes. Após da acção nos assaltos em Aitape e Noemfoor, o grupo foi rebaptizado como a primeira força aérea táctica para reflectir melhor seu tamanho e papel. Foi atacado na moral e na liderança devido a diversas influencias no início de 1945, mas recuperou para tomar parte nas batalhas de Tarakan, Norte do Bornéu e Balikpapan.[3] Alcançando a sua força máxima com mais de 25 000 funcionários em Julho de 1945, os esquadrões da No. 1 TAF operaram aeronaves como o P-40 Kittyhawk, Supermarine Spitfire, Bristol Beaufighter e B-24 Liberator. A formação permaneceu activa após o final das hostilidades no Pacífico, até que foi dissolvida em 24 de Julho de 1946.

O esquadrão 78.

Referências

  1. «Australian War Memorial». www.awm.gov.au. Consultado em 18 de novembro de 2016 
  2. «First Tactical Air Force - Oxford Reference». doi:10.1093/oi/authority.20110803095820196 
  3. «Federation and Meteorology, War History of the Australian Meteorological Service, page 664». www.austehc.unimelb.edu.au (em inglês). Consultado em 18 de novembro de 2016 
  Este artigo sobre aviação é um esboço relacionado ao Projeto Aviação. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.