Princípio de sucessão faunística

O princípio de Sucessão faunística ou princípio da identidade paleontológica, diz que os grupos de fósseis (animal ou vegetal) ocorrem no registo geológico segundo uma ordem determinada e invariável, de modo que, se esta ordem é conhecida, é possível determinar a idade relativa entre camadas a partir de seu conteúdo fossilífero[1]. Esse princípio, inicialmente utilizado como um instrumento prático, foi posteriormente explicado pela teoria da evolução de Charles Darwin. Diversos períodos marcados por extinção de grande parte do conteúdo fossilífero são conhecidos na história da Terra e levaram ao desenvolvimento da teoria do catastrofismo.

Ver tambémEditar

ReferênciasEditar