Abrir menu principal

Na matemática, a probabilidade condicionada refere-se à probabilidade de um evento A sabendo que ocorreu um outro evento B e representa-se por P(A|B), lida "probabilidade condicional de A dado B" ou ainda "probabilidade de A dependente da condição B".

DefiniçãoEditar

A probabilidade de A condicionada por B (ou dado B, ou sabendo que B) é definida por:

 

dado  

Assim, a probabilidade de A muda após o evento B ter acontecido. Isso porque o resultado de A é uma das possibilidades de B. Precisamos calcular os eventos que são comuns a B e também a A, ou seja  .

ExemploEditar

Considere-se um baralho de 52 cartas. A probabilidade de ao retirar uma carta sair um rei é 4/52, ou 1/13. No entanto, se alguém retira uma carta e nos diz que é uma figura, então a probabilidade de a carta retirada ser um rei é 4/12=1/3, ou seja, P(sair um rei|sair uma figura)=1/3.

Acontecimentos independentesEditar

Dois acontecimentos dizem-se independentes se  . Isto significa que  , ou seja, que a ocorrência de B não tem qualquer efeito sobre a de acontecer A.

Teorema de BayesEditar

O teorema de Bayes relaciona as probabilidades de A e B com as respectivas probabilidades condicionadas mútuas. Este teorema afirma que:

 

Falácia da probabilidade condicionadaEditar

A falácia da probabilidade condicionada consiste em supor que P(A|B) é igual a P(B|A). No entanto, pelo teorema de Bayes, estas probabilidades condicionadas só são iguais se, e somente se, A e B tiverem a mesma probabilidade.


  Este artigo sobre matemática é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.