Abrir menu principal

Registo da Memória do Mundo

(Redirecionado de Programa Memória do Mundo)
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde agosto de 2016). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.


O Registo da Memória do Mundo é um projeto da UNESCO iniciado em 1992 com o objetivo de identificar e preservar documentos e arquivos de grande valor histórico.

Em 2017, a Memória do Mundo conta com 427 documentos, de todos os continentes, tendo já salvaguardado vários materiais de pedra, celuloide, pergaminho e gravações sonoras.[1]

Entre os documentos preservados com apoio do programa encontram-se a Bíblia de Gutenberg e a partitura original da 9ª sinfonia de Beethoven, ambos em arquivos alemães. O primeiro documento em língua portuguesa que foi incluído no Registo da Memória do Mundo foi a Carta de Pêro Vaz de Caminha.[2]

Índice

PortugalEditar

Património Documental de Portugal inscrito pela UNESCO no Registo da Memória do Mundo (em 2017 são 10 documentos):[3]

  • Carta de Pêro Vaz de Caminha2005
  • Tratado de Tordesilhas2007 (em conjunto com Espanha)
  • Corpo Cronológico (Colecção de Manuscritos das Descobertas Portuguesas) – 2007
  • Documentação do 1ª Voo no Atlântico Sul em 1922 – 2011
  • Arquivos dos Dembos – 2011 (em conjunto com Angola)
  • Diário da 1ª Viagem de Vasco da Gama à Índia – 2013
  • Manuscritos de Comentário ao Apocalipse (Beato de Liébana) na Tradição Ibérica – 2015 (em conjunto com Espanha), com os Documentos Portugueses:
  • Codex Calixtinus - 2017 (em conjunto com Espanha)
  • Registos oficiais de Macau durante a dinastia Qing (1693-1886) - 2017 (em conjunto com a China)
  • livros de vistos concedidos pelo cônsul português em Bordéus, Aristides de Sousa Mendes (1939-1940) - 2017

BrasilEditar

Património Documental do Brasil inscrito pela UNESCO no Registo Internacional do Programa Memória do Mundo:[4]

  • Coleção Imperial: Fotografia no Século XIX – 2003
  • Registro de Informações no Regime Militar no Brasil (1964-1985) – 2011
  • Arquivos da Companhia das Índias Ocidentais – 2011 (em conjunto com a Holanda, Gana, Guiana, Antilhas Holandesas, Suriname, Reino Unido e Estados Unidos)
  • Documentação das Viagens do Imperador D. Pedro II no Brasil e no estrangeiro – 2013
  • Arquivo de Arquitetura de Oscar Niemeyer – 2013
  • Registo Iconográfico e Cartográfico da Guerra do Tripla Aliança – 2015 (em conjunto com o Uruguai)
  • Fundo Comitê de Defesa dos Direitos Humanos para os Países do Cone Sul (CLAMOR), proposto pelo Centro de Documentação e Informação Científica Prof. Casemiro dos Reis Filho - CEDIC/PUC-SP em conjunto com o Archivo General de la Nación de Uruguay. 2015

Timor-LesteEditar

Património Documental de Timor-Leste inscrito pela UNESCO no Registo da Memória do Mundo:[5]

  • Colecção de Max Stahl de documentos audiovisuais sobre o nascimento da Nação de Timor-Leste – 2013

Referências

Ligações externasEditar