Abrir menu principal
Pousos do Programa Surveyor em amarelo.

O Programa Surveyor consistiu do envio de sete espaçonaves não tripuladas para a Lua entre maio de 1966 e janeiro de1968, com alunissagem suave e sem retorno (embora a Surveyor 6 tenha se tornado a primeira espaçonave a decolar da superfície lunar).[1][2]

O projeto foi conduzido por uma associação entre a NASA e o JPL, tendo como principal fornecedor a Hughes Aircraft. A negociação original, previa o custo de US$ 67 milhões mas acabou custando 5,4 vezes mais, totalizando: US$ 365 milhões.[3]

CaracterísticasEditar

 
Diagrama do veículo de alunissagem Surveyor (NASA)

O objetivo primário do Programa Surveyor era demonstrar a possibilidade de um pouso suave na Lua. Tal foi feito como preparativo para o Projeto Apollo, mas executou vários outros serviços além do seu objetivo principal. A capacidade para uma espaçonave fazer mudanças de curso em voo foi demonstrada, e os módulos de pouso carregavam instrumentos para ajudar na avaliação da conveniência de seus locais de pouso para as alunissagens tripuladas do Projeto Apollo.[1][2]

As espaçonaves Surveyor eram enviadas em uma trajetória de impacto lunar. Elas não orbitavam a Lua antes do pouso, apenas seguiam em alta velocidade para o "alvo" pretendido, a cerca de 9.700 km/h. Os propulsores tinham que ser acionados no momento exato mantendo a orientação perfeita e em cominicação constante com a Terra até o momento do pouso.[4]

O Surveyor Shovel (Pá do Surveyor) foi um projeto para determinar a composição da superfície da Lua. As Surveyor 3 a 7, levavam uma robótica projetada para cavar a superfície e determinar a composição dos materiais.[5] Antes deste projeto, era incerto quão funda era a camada de pó sobre a Lua. Se a poeira fosse muito profunda, os astronautas não poderiam pousar.

As missõesEditar

[1][2]

Surveyor # Lançamento Chegada à Lua Resultados Localização
1 01966-05-30 30 de maio de 1966 01966-06-02 2 de junho de 1966 Missão
bem-sucedida
pousou no Oceanus Procellarum
2 01966-09-20 20 de setembro de 1966 01966-09-23 23 de setembro de 1966 Falha
parcial
caiu próximo a cratera Copernicus
3 01967-04-17 17 de abril de 1967 01967-04-20 20 de abril de 1967 Missão
bem-sucedida
pousou no Oceanus Procellarum
4 01967-07-14 14 de julho de 1967 01967-07-17 17 de julho de 1967 Falha
parcial
caiu no Sinus Medii
5 01967-09-08 8 de setembro de 1967 01967-09-11 11 de setembro de 1967 Missão
bem-sucedida
pousou no Mare Tranquillitatis
6 01967-11-07 7 de novembro de 1967 01967-11-10 10 de novembro de 1967 Missão
bem-sucedida
pousou no Sinus Medii
7 01968-01-07 7 de janeiro de 1968 01968-01-10 10 de janeiro de 1968 Missão
bem-sucedida
pousou próximo a cratera Tycho

Nota: a Apollo 12 pousou bem próximo do local de alunissagem da Surveyor 3, tendo recuperado vários componetes daquela sonda e trazendo-os de volta a Terra para estudo.[6]

Veja tambémEditar

ReferênciasEditar

  1. a b c Lunar and Planetary Institute. «The Surveyor Program» (em inglês). Universities Space Research Association. Consultado em 13 de agosto de 2019 
  2. a b c Dr. David R. Williams (21 de novembro de 2018). «Surveyor (1966 - 1968)» (em inglês). NASA. Consultado em 13 de agosto de 2019 
  3. Erasmus H. Kloman (1972). «UNMANNED SPACE PROJECT MANAGEMENT - Surveyor and Lunar Orbiter» (PDF) (em inglês). NASA. Consultado em 13 de agosto de 2019 
  4. Rod Pyle (17 de maio de 2016). «Fifty Years of Moon Dust: Surveyor 1 was a Pathfinder for Apollo» (em inglês). NASA - JPL. Consultado em 13 de agosto de 2019 
  5. «Robots on the Moon» (em inglês). National Air and Space Museum. Consultado em 13 de agosto de 2019 
  6. Lunar and Planetary Institute. «Apollo 12 Mission - Surveyor III Analysis» (em inglês). Universities Space Research Association. Consultado em 13 de agosto de 2019 

Ligações externasEditar