Abrir menu principal

Proletkult é a abreviatura da expressão russa "proletarskaya kultura" (пролетарская культура), que significa "cultura proletária". Foi um movimento literário surgido na Rússia em 1917. Entre seus criadores estão o teórico Alexander Bogdanov e o poeta Mikhail Gerasimov. Durante sua existência, reuniu de artistas decadentes a futuristas.

De origem popular e manifestamente contrário à cultura burguesa, o movimento incentivava a produção de uma literatura de cunho social e político que fosse acessível ao povo, embora sem nenhuma vinculação ao governo ou ao Partido Comunista. Esse isolamento da situação política e econômica foi um dos motivos que levaram à extinção do movimento.

A partir de 1920, o Partido Comunista, então no poder, passou a criticar publicamente o Proletkult. Assim, sem uma ideologia firme que o sustentasse e com a antipatia do governo, o movimento teve fim por volta de 1923.

O Proletkult foi muito provavelmente uma das origens da Verdade Operária, uma facção oposicionista do Partido Comunista.[1]

Referências

  1. Halfin, Igal (2000). From Darkness to Light. Class, Consciousness, and Salvation in Revolutionary Russia. Col: Pitt Series in Russian and East European Studies (em inglês). [S.l.]: University of Pittsburgh Press. p. 378-379. ISBN 9780822972044. Consultado em 4 de fevereiro de 2018 
  • Grande Enciclopédia Larousse Cultural. Editora Nova Cultural, 1998. 6112 p.

Ver tambémEditar