Abrir menu principal
Horseshoe orbit of Cruithne from the perspective of Earth.gif

Um quasi-satélite é um objeto em uma ressonância orbital de 1:1 com seu planeta que permanece próximo ao seu planeta ao longo de vários períodos orbitais. A órbita de um quasi-satélite em torno do Sol leva exatamente o mesmo tempo que os planetas, mas tem uma excentricidade diferente (geralmente maior), como mostrado no diagrama à direita. Quando visto a partir da perspectiva do planeta, parece que o quasi-satélite viaja em um loop retrógrado oblongo ao redor do planeta.[1][2]

Em contraste com os verdadeiros satélites, as órbitas dos quasi-satélites estão fora da esfera de Hill dos planetas, e são instáveis. Com o tempo, eles tendem a evoluir para outros tipos de movimento ressonante, onde eles não mais permanecem na vizinhança do planeta, então possivelmente depois eles voltam para uma órbita quasi-satélite.[1][2]

Outros tipos de órbita em ressonância de 1:1 com o planeta incluem órbitas de ferradura e órbitas girino em torno dos pontos de Lagrange, mas objetos nessas órbitas não ficam muito próximos da longitude do planeta durante muitas voltas ao redor da estrela. Objetos em órbitas de ferradura são conhecidos por as vezes mudar periodicamente para uma órbita quasi-satellite relativamente curta, e por vezes são confundidos com eles. Um exemplo de tal objeto é o 2002 AA29.[1][2]

ReferênciasEditar

  1. a b c Paul Wiegert, Kimmo Innanen e Seppo Mikkola (6 de junho de 2018). «Quasi-satellites, a strange class of Solar System object, may exist in the outer reaches of our Solar System». York University. Consultado em 6 de agosto de 2019 
  2. a b c S.J. Kortenkamp. «Quasi-Satellites». Planetary Science Institute. Consultado em 6 de agosto de 2019 
  Este artigo sobre astronomia é um esboço relacionado ao Projeto Astronomia. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.