Quatro Barras

Quatro Barras é um município brasileiro do estado do Paraná, região Sul do Brasil.

Quatro Barras
  Município do Brasil  
Portal de entrada da cidade.
Portal de entrada da cidade.
Símbolos
Bandeira de Quatro Barras
Bandeira
Brasão de armas de Quatro Barras
Brasão de armas
Hino
Gentílico quatro-barrense
Localização
Localização de Quatro Barras no Paraná
Localização de Quatro Barras no Paraná
Mapa de Quatro Barras
Coordenadas 25° 21' 57" S 49° 04' 37" O
País Brasil
Unidade federativa Paraná
Região metropolitana Curitiba
Municípios limítrofes Piraquara, Pinhais, Colombo, Campina Grande do Sul e Morretes
Distância até a capital 25 km
História
Fundação 1961 (60 anos)
Aniversário 9 de novembro
Administração
Prefeito(a) Loreno Tolardo[1] (PSD, 2021 – 2024)
Vereadores 9
Características geográficas
Área total IBGE/2019[2] 180,471 km²
População total (estimativa IBGE/2020[3]) 23 911 hab.
Densidade 132,5 hab./km²
Clima subtropical (Cfb)
Altitude 930 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2000[4]) 0,774 alto
PIB (IBGE/2018[5]) R$ 1 549 589,37 mil
PIB per capita (IBGE/2018[5]) R$ 66 795,52
Outras informações
Padroeiro(a) São Sebastião
Sítio quatrobarras.pr.gov.br (Prefeitura)
www.camaraquatrobarras.pr.gov.br (Câmara)

Pelo município passa a estrada da Graciosa, antigo caminho para o litoral paranaense e rota dos tropeiros, que atravessa a Serra do Mar no trecho mais preservado de Mata Atlântica do país, além do Morro do Anhangava, conhecido pelos montanhistas e muito usado na prática da escalada.

EtimologiaEditar

De origem geográfica, constituindo-se em referência aos quatro cursos d'água (e fazem barra) que são afluentes do Rio Curralinho, a saber: Rio Canguiri, Rio Timbu, Rio Bracajuvava (atualmente Rio Cercado) e o Rio Capitanduva.

HistóriaEditar

 
Paróquia de São Sebastião, no centro da cidade.

Ao tempo de Gabriel de Lara, o Capitão Povoador e senhor de Paranaguá, várias bandeiras exploradora saíam do litoral em direção ao planalto em busca de ouro e da preia ao gentio. Em 1661 Baltasar Carrasco dos Reis se estabelece no planalto curitibano e as bandeiras continuam, com muitas pessoas ficando na região e ajudando a formar alguns arraiais, sendo alguns provisórios e outros estáveis, notadamente nas proximidades do Arraial Queimado (hoje Bocaiuva do Sul), Borda do Campo e Arraial Grande.

Em 1666 surgia no planalto de Curitiba o Arraial de Campina Grande, que integrava o território do Arraial Queimado. A partir dessa época iniciou-se o povoamento desta vasta região. Quando foi criado o município de Campina Grande, no dia 26 de novembro de 1883, pela Lei Provincial nº 762, os povoados de Quatro Barras e Capivari Grande constavam como Distritos Policiais, pertencentes ao Termo da Freguesia de Colombo.

 
Avenida Dom Pedro II, que dá acesso ao centro da cidade.

Fato icônico, quando da passagem de Dom Pedro II pelo município, em 1880. Consta que o imperador do Brasil trilhou a Estrada da Graciosa rumo a Curitiba, e no caminho descansou debaixo de um pinheiro-do-paraná. Este fato não possui fontes confiáveis e alguns pesquisadores apontam como um mito criado pelo historiador Romário Martins[6]. Tal momento foi retratado pelo artista José Demeterco na tela Pinheiro histórico de Dom Pedro II, e atualmente a principal avenida da cidade leva o nome do imperador, como homenagem.

Em 25 de fevereiro de 1892, por ato do novo governo republicano foi referendado o Distrito Policial de Quatro Barras.

Apesar de participar da história regional há séculos, somente em 25 de janeiro de 1961, através da Lei Estadual 4.338, sancionada pelo governador Moisés Lupion, foi criado o município de Quatro Barras, que teve território desmembrado dos municípios de Campina Grande do Sul e Piraquara. A instalação oficial deu-se de forma solene no dia 9 de novembro de 1961.

PolíticaEditar

 
Sede da Câmara Municipal de Quatro Barras

À frente do governo municipal está o prefeito Loreno Tolardo (PSD) para o mandato 2021/2024.

A cidade conta com 14.985 eleitores.

GeografiaEditar

 
Região central da cidade.

Sua população, conforme estimativas do IBGE de 2020, era de 23 911 habitantes,[3], formada predominantemente por descendentes de italianos, portugueses, poloneses e alemães.

Hidrografia e relevoEditar

A cidade encontra-se entre duas grandes bacias hidrográficas: Bacia do Ribeira e Bacia do Iguaçu, que abastecem a capital e municípios vizinhos.

No entorno do município encontramos grande número de serras, como porções da Serra do Mar, como aquelas que compõem a Serra da Graciosa, Serra da Baitaca e Serra da Farinha Seca. Muitos do rios têm origem nestas porções mais elevadas, e alimentam os demais rios situados nas porções mais baixas.

EducaçãoEditar

 
Colégio situado na Avenida Dom Pedro II

A área de educação é composta pela rede municipal, estadual e particular, contemplando a educação infantil, o ensino fundamental e ensino médio, sendo o município responsável pelo ensino infantil de 0 a 6 anos e ensino fundamental de 1ª a 4ª série.

Segundo dados do IBGE, o município possui 12 pré-escolas, 11 escolas de ensino fundamental e 6 de ensino médio, tendo como quantidade de docentes 48, 204 e 109, respectivamente.[carece de fontes?]

Nos últimos anos o município tem se destacado em avaliações do Ministério da Educação, ficando em segundo lugar entre os municípios da área metropolitana norte da região; os avanços do Ideb são atribuídos aos investimentos feitos no setor nos últimos anos.

TurismoEditar

 
Paisagem no Caminho do Itupava.

Situada em região serrana, Quatro Barras conta com mais de 42% de seu território preservado e possui inúmeros atrativos naturais e históricos, dentre os quais podemos destacar:

Caminho do ItupavaEditar

 Ver artigo principal: Caminho do Itupava

Originário de antigas trilhas indígenas, é o caminho mais antigo conhecido do Paraná. Foi uma das principais vias de comunicação entre o primeiro planalto paranaense e a planície litorânea, desde o século XVII até a conclusão da Estrada da Graciosa em 1873 e a efetivação da Estrada de Ferro Curitiba - Paranaguá em 1885. São 22 quilômetros de extensão que ligam o município a Morretes. Quase todo o percurso é pavimentado com pedras, colocadas por escravos entre os anos de 1625 e 1654. É considerado um sítio arqueológico em plena Mata Atlântica.

 
Pórtico no início da Estrada da Graciosa

Estrada da GraciosaEditar

 Ver artigo principal: Estrada da Graciosa

Estrada sinuosa que atravessa a Serra do Mar ligando a Grande Curitiba a Antonina e Morretes. É um caminho histórico que foi utilizado por aproximadamente 200 anos antes do início da construção da estrada, por índios, jesuítas e pelos primeiros colonizadores, no século XVII. Foi a primeira via carroçável do estado, construída entre 1854 e 1873. Sua importância histórica se confunde com início do desenvolvimento do Estado, por onde circulava o fluxo econômico da época, já que era o principal acesso entre Curitiba e o litoral.

Morro do AnhangavaEditar

 Ver artigo principal: Morro do Anhangava

Com mais de 1 400 metros de altura, seu cume pode ser atingido por uma trilha em meio à densa vegetação. Procurado por praticantes de esportes de voo, caminhada e escaladas, o local é considerado o melhor campo-escola do Brasil.[carece de fontes?]

EsporteEditar

No passado a cidade de Quatro Barras possuiu um clube no Campeonato Paranaense de Futebol, o Quatro Barras Futebol Clube. Desde 2008, o Paraná Clube tem na cidade o seu Centro de Treinamento, o CT Ninho da Gralha.[7]

Referências

  1. Prefeito e vereadores de Quatro Barras tomam posse; veja lista de eleitos Portal G1 - acessado em 2 de janeiro de 2021
  2. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (2019). «Área da unidade territorial - 2019». Consultado em 22 de dezembro de 2020 
  3. a b «Estimativa populacional 2020 IBGE». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 28 de agosto de 2020. Consultado em 28 de dezembro de 2020 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2018». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 22 de dezembro de 2020 
  6. Um movimento pelo Paraná Jornal Gazeta do Povo - acessado em 30 de dezembro de 2020
  7. «Paraná comemora 19 anos e inaugura o Ninho da Gralha». Gazeta do Povo. 19 de dezembro de 2008 
  Este artigo sobre municípios do estado do Paraná é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.