Queima do alho

Queima do Alho é uma festividade rural típica de alguns estados do interior do Sudeste e Centro-Oeste do Brasil.[1][2]

A Queima do Alho de Barretos, São Paulo, considerada a mais importante de todas, atrai pessoas de vários locais do país.[2] Nesta cidade, ocorre durante a Festa do Peão de Barretos e possui forte aparo folclórico e muita aceitação do público presente.[3]

HistóriaEditar

Surgiu quando os peões de boiadeiros iam montados em seus cavalos com sua comitiva para Barretos, sempre havia a pergunta de quem iria queimar o alho, e aquele que se dispunha durante a cavalgada, já começava a descascar o alho e colocar na conserva de gordura animal. Para que, quando chegasse próximo a refeição do almoço ou jantar já estivesse tudo preparado, tornando uma tradição culinária típica, da qual ainda é feita em um fogão improvisado no chão. Hoje na cidade de Barretos, acontece todos os anos o concurso da Queima do Alho, onde os Juízes escolhem a melhor comitiva, com sua melhor apresentação de prato típico.[2]

A queima do alho, tornou-se uma grande tradição entre os peões, e a culinária típica de Barretos tornou-se tão atrativa, que, em eventos como a Festa do Peão de Boiadeiros, não pode faltar a tradição da Queima do Alho, concurso que elege a melhor comitiva, pela apresentação de seus pratos.[4]

Após ser apresentada em diversos eventos, como a a Rio+20, em 2012, no Encontro Nacional da Diversidade Cultural, em 2010. Em seguida, após um estudo cultural de quatro anos, foi encaminhado ao Ministério da Cultura o pedido para o tombamento da festividade como Patrimônio Imaterial da Cultura Brasileira.[5][6][7] Em 2014, a Queima do Alho de Barretos foi visitada por diversos políticos.[8]

BibliografiaEditar

Referências

  1. Luiz Mozzambani Neto, "Queima do Alho", p.15, editora Mozzambani, 2010
  2. a b c sítio G1.Globo.com (30 de Agosto de 2014). «'Queima do Alho' resgata tradição do tropeiro na Festa do Peão de Barretos». Consultado em 11 de Setembro de 2014 
  3. DAIANA LIMA GOMES DA SILVA. «FESTAS E TRADIÇÕES POPULARES DE BARRETOS (SP) EM DIÁLOGO COM O ENSINO DA ARTE» (PDF). p. 12. Consultado em 9 de agosto de 2016 
  4. G1 (30 de agosto de 2014). «'Queima do Alho' resgata tradição do tropeiro na Festa do Peão de Barretos». Consultado em 16 de maio de 2016 
  5. Hedmilton Rodrigues. «Ministra Marta Suplicy recebe requerimento para tombar Queima do Alho». www.movimentocountry.com. Consultado em 9 de agosto de 2016 
  6. O Diário on Line. «Ministra quer apresentar Queima do Alho na Copa do Mundo». Consultado em 10 de agosto de 2016 
  7. O Diário On Line (19 de agosto de 2013). «Presidente apresenta requerimento para registro da "Queima do Alho"». Consultado em 10 de agosto de 2016 
  8. Folha de S. Paulo. «Queima do Alho em Barretos vira palanque de políticos». Consultado em 10 de agosto de 2016 

Ligações externasEditar