Quercus mongolica

O carvalho-da-mongólia (nome científico: Quercus mongolica) é uma espécie de carvalho pertencente à família Fagaceae. Se encontra distribuída no Japão, China, Coreia, Mongólia e Sibéria.[1] Esta espécie pode crescer até 30 metros de altura.[3][4][5]

Como ler uma infocaixa de taxonomiaCarvalho-da-mongólia
Quercus mongolica mongolian oak MN 2007.JPG
Estado de conservação
Espécie pouco preocupante
Pouco preocupante (IUCN 3.1) [1]
Classificação científica
Reino: Plantae
Clado: Tracheophyta
Clado: Angiospermas
Clado: Eudicots
Clado: Rosids
Ordem: Fagales
Família: Fagaceae
Género: Quercus
Subgénero: Quercus subg. Quercus
Secção: Quercus sect. Quercus
Espécie: Q. mongolica
Nome binomial
Quercus mongolica
Fisch. ex Ledeb.
Sinónimos[2]
Quercus crispulimongolica Nakai
Quercus kirinensis Nakai
Quercus sessiliflora var. mongolica (Fisch. ex Ledeb.) Franch.
Quercus crispula Blume
Quercus grosseserrata Blume
Quercus humosa Blume
Quercus keizo-kishimae Yanagita
Folhagens e bolotas imaturas

Os flavonol-elagitaninos mongolicina A e B podem ser encontrados em Quercus mongolica var. grosseserrata.[6]

ReferênciasEditar

  1. a b Barstow, M. (2018). «Quercus mongolica». Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas. 2018: e.T194200A2303793. doi:10.2305/IUCN.UK.2018-1.RLTS.T194200A2303793.en . Consultado em 19 de novembro de 2021 
  2. «Quercus mongolica Fisch. ex Ledeb.». World Checklist of Selected Plant Families (WCSP). Royal Botanic Gardens, Kew – via The Plant List. Consultado em 11 de julho de 2022 
  3. Huang, Chengjiu; Zhang, Yongtian; Bartholomew, Bruce. «Quercus mongolica». Flora of China. Vol. 4. Consultado em 11 de julho de 2022 – via eFloras.org, Missouri Botanical Garden, St. Louis, MO & Harvard University Herbaria, Cambridge, MA 
  4. Ohwi, J. Flora of Japan, 1984. ISBN 978-0-87474-708-9
  5. Woody Plants of Japan, Vol. 1, 2000. ISBN 4-635-07003-4
  6. Tannins and related compounds. LXXI. Isolation and characterization of mongolicins A and B, novel flavono-ellagitannins from Quercus mongolica var. grosseserrata. Ishimaru K, Ishimatsu M, Nonaka G, Mihashi K, Iwase Y and Nishioka I, Chemical and Pharmaceutical Bulletin, 1988, volume 36, number 9, pages 3312–3318

Ligações externasEditar