Quinto Apuleio Pansa

Político romano

Quinto Apuleio Pansa (em latim: Quintus Appuleius Pansa) foi um político da gente Apuleia da República Romana eleito cônsul em 300 a.C. com Marco Valério Corvo.

Quinto Apuleio Pansa
Cônsul da República Romana
Consulado 300 a.C.

BiografiaEditar

Quinto Apuleio foi cônsul em 300 a.C. com Marco Valério Corvo.[1] Coube a ele conduzir uma campanha militar de pouca importância contra os équos.[2][3] Durante seu mandato, graças à Lei Ogúlnia, obra dos irmãos Cneu e Quinto Ogúlnio Galo, tribunos da plebe que lhe emprestaram o nome, Públio Décio Mus, Públio Semprônio Sofo, Marco Lívio Denter e Caio Márcio Rutilo Censorino foram os quatro primeiros plebeus a alcançar o cargo de pontífice, restrito, até então, aos patrícios.[4]

À frente do exército, iniciou o cerco da cidade úmbria de Nequino (Narni), que seria conquistada no ano seguinte.[2]

Ver tambémEditar

Cônsul da República Romana
 
Precedido por:
'Marco Valério Corvo
(Quarto ano ditatorial)

'
Marco Valério Corvo V
300 a.C.

com Quinto Apuleio Pansa

Sucedido por:
'Marco Fúlvio Petino

com Tito Mânlio Torquato


Referências

  1. Lívio, Ab Urbe condita X, 6.
  2. a b Lívio, Ab Urbe condita X, 9.
  3. Broughton, pg. 172; Oakley III, pg. 346
  4. Lívio, Ab Urbe condita X, 6-9.

BibliografiaEditar

  • Broughton, T. Robert S. (1951). «XV». The Magistrates of the Roman Republic. Volume I, 509 B.C. - 100 B.C. (em inglês). I. Nova Iorque: The American Philological Association. 578 páginas