Quinto Márcio Trêmulo

Quinto Márcio Trêmulo (português brasileiro) ou Quinto Márcio Trémulo (português europeu) (em latim: Quintus Marcius Tremulus) foi um político da gente Márcia da República Romana, eleito cônsul por duas vezes, em 306 e 288 a.C. com Públio Cornélio Arvina nas duas vezes. Provavelmente era pai de Quinto Márcio Filipo, cônsul em 281 a.C..

Quinto Márcio Trêmulo
Cônsul da República Romana
Consulado 306 a.C.
288 a.C.

Primeiro consulado (306 a.C.)Editar

Quinto Márcio foi eleito cônsul em 306 a.C. com Públio Cornélio Arvina.[1] Durante seu primeiro mandato, Trêmulo lutou contra os hérnicos de Anâgnia, derrotando-os facilmente e capturando a cidade. Por isso, conseguiu marchar para auxiliar Arvina, que estava lutando em Sâmnio. Quando chegou, seu exército foi atacado de surpresa pelos samnitas, mas Arvina foi socorrê-lo e os dois conseguiram uma brilhante vitória sobre o inimigo. Arvina ficou em Sâmnio e Trêmulo voltou para Roma, onde celebrou um triunfo por sua campanha contra hérnicos. Uma estátua equestre dedicada a ele foi colocada no Fórum Romano em frente ao Templo de Castor.[1]

Segundo consulado (288 a.C.)Editar

Quinto Márcio foi eleito cônsul segunda vez em 288 a.C., novamente com Públio Cornélio Arvina.[2]

Ver tambémEditar

Cônsul da República Romana
 
Precedido por:
'Ápio Cláudio Cego

com Lúcio Volúmnio Flama Violente

Quinto Márcio Trêmulo
306 a.C.

com Públio Cornélio Arvina

Sucedido por:
'Lúcio Postúmio Megelo

com Tibério Minúcio Augurino

Precedido por:
'Quinto Cedício Notua

com Marco Valério Máximo Corvino

Quinto Márcio Trêmulo II
288 a.C.

com Públio Cornélio Arvina II

Sucedido por:
'Marco Cláudio Marcelo

com Caio Náucio Rutilo


Referências

BibliografiaEditar