Quinto Servílio Cepião, o Jovem

Disambig grey.svg Nota: Para outros significados de Quinto Servílio Cepião, veja Quinto Servílio Cepião (desambiguação).

Quinto Servílio Cepião (em latim: Quintus Servilius Caepio; m. 90 a.C.), dito o Jovem, foi um político e militar romano da gente Servília. Foi eleito pretor em 91 a.C. e recebeu o comando de um exército durante a Guerra Social. Era filho de Quinto Servílio Cepião, cônsul em 106 a.C., famoso por ter sido derrotado pelos cimbros e teutões na Batalha de Aráusio em 105 a.C.. Quinto Servílio Cepião, meio-irmão de Catão, o Jovem e tio (e pai adotivo) de Bruto, era seu filho.

Quinto Servílio Cepião, o Jovem
Nascimento 131 a.C.
Roma Antiga
Morte 90 a.C. (40–41 anos)
Desconhecido
Cidadania Roma Antiga
Progenitores
Cônjuge Livia
Filho(s) Quinto Servílio Cepião, Servília Cepião, Servilia Minor, Gnaeus Servilius Caepio
Irmão(s) Servilia
Ocupação político da Antiga Roma, militar da Antiga Roma,

HistóriaEditar

Cepião, o Jovem, se tornou um fervoroso adversário de Druso e de suas leis, que visavam conceder a cidadania romana a todos os aliados italianos. Segundo Plínio, o Velho, a disputa entre os dois começou por causa de um anel de ouro e Cepião estaria implicado no assassinato de Druso. Em 90 a.C., durante a Guerra Social, depois da morte do cônsul Públio Rutílio Lupo e de Lúcio Júlio César ter sido reconvocado a Roma pelo Senado, Cepião recebeu, juntamente com Caio Mário, o comando do exército romano. Quinto Popédio Silão, o líder do chamado "grupo mársico" das forças italianas, um antigo inimigo de Cepião, fingiu desertar e se apresentou a Cepião acompanhado de dois garotos vestidos de púrpura (supostamente seus filhos) e propôs entregar-lhe seu exército se ele fosse imediatamente com ele. Não se sabe que argumentos Silão utilizou para convencer Cepião, mas o fato é que, ao chegarem no local combinado, ele foi preso e decapitado[1][2].

FamíliaEditar

Cepião se casou com Lívia Drusa, irmã do tribuno da plebe Marco Lívio Druso, com quem teve três filhos: Servília Maior, a famosa amante de Júlio César, mãe de Marco Júnio Bruto e sogra de Caio Cássio Longino; uma outra filha, Servília Menor, a esposa de Lúculo; e um filho, Quinto Servílio Cepião. Ele se divorciou de Lívia depois de sua disputa política e pessoal com Druso e ela, mais tarde, se casou com Marco Pórcio Catão Saloniano, com quem teve Catão, o Jovem, que seria depois o mais inflexível e fanático adversário de César[3][4][5].

Árvore genealógicaEditar

Referências

BibliografíaEditar

  • Amela Valverde, Luis (2007). El Toro contra la Loba. (em espanhol). Madrid: SIGNIFER. ISBN 84-934612-6-1 
  • Apiano (1591). Gueras Civis (em espanhol). Barcelona: Sebastián de Cormellas