Abrir menu principal
Disambig grey.svg Nota: Para o povo indígena, veja Quixelôs.
Quixelô
  Município do Brasil  
Símbolos
Bandeira de Quixelô
Bandeira
Brasão de armas de Quixelô
Brasão de armas
Hino
Lema Quixelô Rumo ao Progresso
Gentílico quixeloense
Localização
Localização de Quixelô no Ceará
Localização de Quixelô no Ceará
Quixelô está localizado em: Brasil
Quixelô
Localização de Quixelô no Brasil
Mapa de Quixelô
Coordenadas 6° 15' 14" S 39° 12' 07" O
País Brasil
Unidade federativa Ceará
Municípios limítrofes Norte: Acopiara e Solonópole, Leste: Orós, Sul: Iguatu, Oeste: Acopiara e Iguatu
Distância até a capital Não disponível
História
Fundação 02 de fevereiro de 1984
Aniversário 2 de fevereiro
Administração
Prefeito(a) Maria de Fatima Gomes (PT, 2017 – 2020)
Características geográficas
Área total [1] 559,760 km²
População total (IBGE/2010[2]) 15 000 hab.
Densidade 26,8 hab./km²
Clima Não disponível
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2000) 0,592 baixo
PIB (IBGE/2008[3]) R$ 54 459,106 mil
PIB per capita (IBGE/2008[3]) R$ 3 357,11

Quixelô é um município brasileiro do estado do Ceará. Localizado da Região do Centro Sul Cearense, Sua população estimada em 2006 era de 15.535 habitantes.

ToponímiaEditar

O nome é de origem indígena, em referência à tribo que habitou a região. Os "Quixelôs" foram exterminados ainda no século XVIII pelos colonizadores. Bom Jesus de Quixelô, era assim que o distrito era conhecido até meados da segunda metade do século XX.

HistóriaEditar

Quixelô foi emancipado de Iguatu em 1985 através de um plebiscito. A presença atual dos descendentes dos Quixelô, alguns com viva memória sobre seus avós e antepassados indígenas questionam o discurso colonialista sobre o "extermínio" dos Quixelô, no passado, e sua "inexistência" na atualidade. Vejamos o relato de Pe Couto que mostra a vitalidade da tradição Quixelô em 1958. Ele não era Quixelô, mas teve contato direto com essa população, a qual se refere como "aquela mesma gente" de "mesma feição", que mantêm "Aquele modus vivendi primitivo, recebido de seus maiorais, qual uma tradição sagrada, não se altera. Donde, quem quer se abalance a contrariá-los em seus seculares hábitos e costumes, verá, de frente, insatisfeita, uma população, que se julga ferida em seus bens etnológicos, herdados.(COUTO, 1960: 26). Há um Sertão indígena Quixelô a ser conhecido e reconhecido.

GeografiaEditar

 
Vista do Sítio Faé

O município está situado a uma distância de 22 quilômetros de Iguatu, capital regional do centro-sul cearense, cidade da qual era distrito e foi desmembrado em 1985. Suas histórias políticas, econômicas e culturais, no entanto, continuam fortemente unidas. O pequeno município com cerca de 16 mil habitantes, tem Iguatu como cidade irmã.

O município de Quixelô durante longos anos teve como fundamento econômico a cultura do algodão, até que a praga do bicudo dizimasse essa cultura no Ceará e no Nordeste. A base da economia quixeloense permanece na agricultura, principalmente no cultivo do arroz e na pecuária leiteira.

Grande parte do município é banhado pelas águas do Açude Orós, facilitando, assim, a irrigação dos terrenos ribeirinhos e a pesca. Em outras regiões do município foram construídos dois grandes açudes, quais sejam, Açude Angicos, localizado na região de mesmo nome com capacidade de cerca de 9 milhões de metros cúbicos e Açude da Carnaubinha do Faé localizado no Vale do Faé com capacidade de cerca de 24 milhões de metros cúbicos.

Referências

  1. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  2. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  3. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 

Ligações externasEditar