Quo Vadis (1913)

filme de 1912 dirigido por Enrico Guazzoni

Quo Vadis é um filme épico italiano de 1913, baseado no romance de Henryk Sienkiewicz, tendo por tema o martírio dos cristãos na Roma Antiga, à época do imperador Nero.[1]

Quo Vadis
 Itália
1913 •  pb •  120 min 
Direção Enrico Guazzoni
Roteiro Enrico Guazzoni
Elenco Amleto Novelli
Gustavo Serena
Lea Giunchi
Carlo Cattaneo
Género filme mudo
filme de drama
filme épico
Idioma língua italiana (legendas)

SinopseEditar

Este é, possivelmente, o primeiro longa-metragem (mais de 60 minutos) da história do Cinema. Produzido em uma época na qual os recursos cinematográficos ainda eram acanhados, todas as tomadas de cena são estacionárias, o que não o impediu de tornar-se um grande sucesso de público, tanto na Europa quanto no continente americano. De um modo geral, ele se mantém fiel ao romance de Sienkiewicz, salvo na última parte, quando o apóstolo Pedro se destaca dos demais personagens.

O filme custou cerca de meio milhão de liras, mas arrecadou vinte vezes mais. Nos Estados Unidos, sua renda chegou a 150 mil dólares. Em Paris, foi apresentado com o acompanhamento musical de Jean Nouguès, interpretado por um coro de 150 vozes.

ElencoEditar

Ver tambémEditar

ReferênciasEditar

  1. «Quo Vadis (1913)». Encyclopædia Britannica Online (em inglês). Consultado em 17 de novembro de 2019 
  A Wikipédia tem os portais:
  Este artigo sobre um filme mudo é um esboço relacionado ao Projeto Entretenimento. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.