Abrir menu principal
Rádio Capital
{{{alt}}}
Radiovale - Rádio e Televisão Vale do Farinha Ltda.
País  Brasil
Cidade de concessão São Luís, MA
Frequência(s) AM 1180 kHz
Sede Bandeira de São Luís.svg São Luís, MA
Marcus Center - Avenida Colares Moreira, 1000 - Renascença
Slogan Na Capital é bem melhor
Fundação 1947 (72 anos)
Fundador Gérson Tavares
Ribamar Pinheiro
Pertence a Grupo Rocha
Proprietário(s) Roberto Rocha
Antigo(s) proprietário(s) Gérson Tavares (1947-1979)
Raimundo Vieira da Silva (1979-1995)
Luís Rocha (1985-2001)
Formato Comercial
Género Entretenimento, Jornalismo e Esportes
Faixa etária Público de 30 a 75 anos
Idioma (português brasileiro)
Prefixo ZYH 889
Prefixo(s) anterior(es) ZYM 8
Nome(s) anterior(es) Rádio Ribamar (1947-1995)
Emissoras irmãs Cidade FM
TV Cidade
Cobertura Mesorregião do Norte Maranhense e áreas próximas
Coord. do transmissor 2° 33' 42.5" S 44° 16' 16.1" O
Dados técnicos Potência: 10 kW
Webcast Ouça ao vivo
Página oficial capital1180.com.br

Rádio Capital é uma emissora de rádio brasileira sediada em São Luís, capital do estado do Maranhão. Opera no dial AM, na frequência 1180 kHz, e não mantém afiliações. Fundada em 1947 por Gérson Tavares, como Rádio Ribamar, foi vendida no fim dos anos 70 para Raimundo Vieira da Silva. Em 1995, após assumir o controle da emissora, Luís Rocha, que já era sócio de Vieira da Silva desde 1985, muda o nome da emissora para Rádio Capital. Seus estúdios ficam no Marcus Center, no bairro do Renascença, e sua antena de transmissão está no bairro do Parque Timbira.

Índice

HistóriaEditar

Rádio Ribamar (1947-1995)Editar

A emissora foi fundada em 1947, com o nome de Rádio Ribamar, por Gérson Tavares e Ribamar Pinheiro, este último ex-diretor da Rádio Timbira. A emissora na época, era conhecida pelos seus programas jornalísticos e de prestação de serviços, além dos grandes locutores, como José Branco, Lauro Leite e Raimundo Filho. Nos anos 60, a Ribamar passou a competir diretamente com a Rádio Difusora no quesito de programação jornalística.[1]

No fim da década de 70, Gérson Tavares vende a emissora para o político e empresário Raimundo Vieira da Silva, sendo este o primeiro veículo de comunicação do empresário, que em 1981 viria a fundar a TV Ribamar (hoje TV Cidade) e em 1983 viria a fundar a Cidade FM. Em 1985, com o intuito de sanar os débitos financeiros causados pela criação da TV Ribamar em 1981, Vieira da Silva vende 50% das ações de cada uma de suas emissoras para o então governador do estado, Luiz Rocha.

Rádio Capital (1995-presente)Editar

Em 1995, a administração da Rádio Ribamar passou a ficar a cargo de Luiz Rocha, deixando Vieira da Silva apenas como sócio da emissora. Após assumir o comando da emissora, Rocha mudou o seu nome para Rádio Capital, o que aconteceu em 15 de julho do mesmo ano.

Com a troca de nome e de comando, Luiz Rocha mudou a emissora de endereço. Saindo dos estúdios da Cidade FM e da TV Cidade, a rádio passou a ser sediada no recém-inaugurado Marcus Center, no bairro do Renascença. Em seus primeiros anos, a emissora arrendou parte de sua programação para programas independentes e para a Igreja Pentecostal Deus é Amor, o que permitiu uma renda extra para a emissora trocar alguns equipamentos velhos e sucateados por novos, garantindo uma melhoria no sinal e no som da emissora.

Em 2011, a rádio deixou de operar 24 horas por dia, passando a encerrar sua programação à meia-noite e retornar às 4h30 da manhã. Em 22 de agosto de 2013, a torre de transmissão da emissora, localizada no bairro do Parque Timbira, caiu após um trator fazer uma manobra irregular durante uma terraplanagem que fazia no terreno onde ficam os transmissores da emissora. Ao fazer a manobra, o trator acertou um dos cabos de sustentação da torre, que entrou em colapso e partiu-se. Com o incidente, a emissora acabou saindo do ar por cerca de um mês.[2]

Em 2015, a emissora começou a arrendar boa parte da sua programação para programas independentes, reduzindo drasticamente sua folha de pagamento em razão de uma grande crise financeira, mantendo apenas os operadores de áudio e os operadores de transmissão como funcionários. Em 24 de setembro de 2015, a rádio interrompeu suas transmissões por volta das 16h00 após a CEMAR interromper o fornecimento de energia elétrica devido a atrasos no pagamento, voltando ao ar apenas 73 dias depois, em 5 de dezembro.[3]

Em 1º de fevereiro de 2016, os funcionários da emissora paralisaram suas atividades e entraram com uma ação no Ministério Público do Trabalho para receber os salários, que já estavam atrasados desde novembro do ano passado, e a programação ficou novamente interrompida, tendo apenas a execução de músicas.[4] Em 4 de abril, após novos atrasos, os funcionários entram novamente em greve e suspendem a veiculação dos programas da emissora, que mais uma vez passa a executar músicas.[5] A programação se normalizou novamente meses depois.

Em 25 de outubro de 2017, o parque de transmissão da Rádio Capital no Parque Timbira foi ocupado por cerca de 30 invasores de terra armados com facas e pedras. A torre de transmissão foi derrubada, tirando o sinal da emissora do ar. Os equipamentos de transmissão foram furtados, e a casa que abrigava os transmissores foi depredada, causando um prejuízo avaliado em R$ 200.000. A emissora entrou com uma ação de reintegração de posse para os invasores desocuparem o terreno. A Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão repudiou a ação em nota oficial, afirmando que "é lamentável que pessoas, independentemente do seu propósito, venham a perpetrar atos de violência em detrimento da integridade patrimonial de uma concessionária de serviço público".[6][7]

Após o ocorrido, a Rádio Difusora passou a disponibilizar faixas da sua programação para algumas atrações transmitidas pela Rádio Capital a partir de 14 de novembro.[8] Em 13 de setembro de 2018, o Sistema Difusora de Comunicação também anunciou a doação do parque de transmissão da Rádio Difusora na Vila Nova, que deixaria de ser utilizado a partir da migração da emissora para o dial FM em 17 de setembro.[9]

Programas e comunicadoresEditar

  • Clube do Povo (João Evangelista e Roberto Ricci)
  • Toque de Primeira (Garcia Júnior e Antônio Gaspar)
  • Manhã Capital (Osvaldo Maya)
  • Bastidores (Ivison Lima)
  • Qual é a Bronca (Ailton Nunes e Douglas Cunha)
  • Redação 1180 (João Filho)
  • Tribuna Sindical (Kleber Gomes)
  • Ligação Direta (Sérgio Fernandes)
  • Pauta do Dia (Djalma Rodrigues)
  • Conversa Franca (Diego Emir)
  • Pecado Capital (Linhares Júnior)
  • Balanço Esportivo (Garcia Júnior e Sólon Vieira)
  • Alô Maranhão (Jonas Mendes)
  • Panorama da Capital (Josélia Fonseca e Cunha Santos)

Equipe esportivaEditar

  • Garcia Júnior e Sólon Vieira, narradores;
  • Haroldo Silva, comentaristas;
  • Ribamar Furtado e Ramon Júnior, repórteres;
  • Garcia Júnior, apresentador;

Membros antigosEditar

  • Galvão Santana (hoje na Rádio Difusora)
  • Juracy Vieira Filho (hoje na Rádio Educadora)
  • André Martins (hoje na Rádio Educadora)
  • Gil Porto (hoje na TV Meio Norte Maranhão / Rádio Timbira)
  • Gilberto Lima (hoje na Rádio Timbira)
  • Haroldo Silva
  • Juca Baleia (hoje na TV São Luís)
  • José Carlos Teixeira (hoje na Rádio Educadora)
  • Marcelo Minard (hoje na Difusora FM)
  • Marden Ramalho (hoje na Rádio Timbira)
  • Maxsuel Bruno (hoje na Rádio Difusora)
  • Renato Baty
  • Renato Sousa †
  • Renato Júnior (hoje na Rádio Timbira)
  • Rodrigo Barbosa
  • Ronald pImenta
  • Sérgio Murilo (hoje na Rádio Educadora / TV Cidade)
  • Sérgio Soares (hoje na Rádio Educadora)
  • Telma Borges

† - Falecido quando membro

Referências

  1. COSTA RODRIGUES, Adriano (2006). «Jornalismo nas Ondas do Rádio - Estudo de caso: Análise crítica do programa "O Ministério Público e a Cidadania"» (PDF). Biblioteca Online de Ciências da Comunicação. Consultado em 22 de fevereiro de 2014 
  2. MACHADO, José (26 de agosto de 2013). «Rádio Capital: Prejuízo com queda da torre pode chegar a R$ 160 mil». Blog do Machado. Consultado em 22 de fevereiro de 2014 
  3. Filho, João (27 de setembro de 2015). «Rádio Capital AM 1.180 kHz está fora do ar». Blog do João Filho. Consultado em 4 de julho de 2016 
  4. Emir, Diego (11 de fevereiro de 2016). «Rádio Capital AM é denunciada ao Ministério Público do Trabalho». Poder, Política e Sociedade. Consultado em 4 de julho de 2016 
  5. Massaro, Carlos (4 de julho de 2016). «Funcionários da Rádio Capital de São Luís entram em greve». TudoRádio.com. Consultado em 4 de julho de 2016 
  6. Rodrigues, Djalma (27 de outubro de 2017). «Bando invade terreno da Rádio Capital, promove vandalismo e tira emissora do ar». Djalma Rodrigues - Política e Variedades. Consultado em 27 de outubro de 2017 
  7. «Torres de transmissão da Rádio Capital são destruídas no Parque Timbiras». SuaCidade.com. 26 de outubro de 2017. Consultado em 27 de outubro de 2017 
  8. Emir, Diego (14 de novembro de 2017). «Estréia nesta terça-feira (14), programa da rádio Capital na Difusora AM 680». Diego Emir. Consultado em 14 de setembro de 2018 
  9. Emir, Diego (13 de setembro de 2018). «Lobão Filho anuncia doação de equipamentos da Difusora AM para rádio Capital». Diego Emir. Consultado em 14 de setembro de 2018 

Ligações externasEditar

Ver tambémEditar

  Este artigo sobre Rádio é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.