Rádio Mundial

(Redirecionado de Rádio Clube do Brasil)
Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre sobre a emissora de rádio do Rio de Janeiro. Para a emissora de rádio de São Paulo não relacionada com esta, veja Rádio Mundial (São Paulo). Para a web rádio, veja Rádio Nova Mundial.

Rádio Mundial é uma emissora de rádio brasileira da cidade do Rio de Janeiro. Opera nos 1180 kHz e atualmente pertence à Igreja Mundial do Poder de Deus.

Rádio Mundial
Interteve Serviços Ltda
País  Brasil
Frequência(s) AM 1180 KHz
Antigas frequências:
AM 820 KHz (1924-1927)
AM 860 KHz (1927-1993)
OT 4815 kHz
Sede Rio de Janeiro, RJ
Slogan A rádio que toca o poder de Deus
Fundação
Pertence a Igreja Mundial do Poder de Deus
Proprietário(s) Valdemiro Santiago de Oliveira
Antigo(s) proprietário(s) Tijuca Tênis Clube (1937–1948)
Diários Associados (1948–1954)
Organizações Victor Costa (1954–1959)
Legião da Boa Vontade (1959–1966)
Sistema Globo de Rádio (1966–2009)
Idioma (em português brasileiro)
Prefixo ZYJ 463
Prefixo(s) anterior(es) AM:
PRA 3
ZYD 68
ZYJ 459
OT:
ZYZ 68
Nome(s) anterior(es) Rádio Clube do Brasil (1924–1937)
Rádio Cajuti (1937–1948)
Viva Rio AM (2002–2005)
Cobertura Região Metropolitana do Rio de Janeiro
Webcast Ouça ao vivo
Página oficial Rádio Mundial

HistóriaEditar

Foi inaugurada como PRA-3 Rádio Clube do Brasil em 1924, passando em 1927 a operar nos 860 kHz.

Em 1937 altera seu nome para Rádio Cajuti (as sílabas de Tijuca ao contrário) pois fora vendida ao Tijuca Tênis Clube, que transfere os estúdios para a sede do clube. Posteriormente, o clube vendeu a rádio para os Diários Associados em 1948, alterando novamente seu nome, agora para Rádio Mundial.

Foi comprada pelas Organizações Victor Costa em 1954. Em 1959 é alugada para o radialista Alziro Zarur, fundador da Legião da Boa Vontade.

Em 1966 foi vendida ao Sistema Globo de Rádio junto com o restante da OVC. A partir desse ano passou a ter um programação essencialmente musical, tendo como um dos seus programadores musicais e apresentadores o radialista e disc jockey Big Boy, falecido em 1977. Nesta fase a emissora competia com a Rádio Tamoio das Emissoras Associadas, que também apresenta uma programação musical, dedicada ao público jovem. Na década de 1970 a emissora investia na black music e no rock.

Entre 1973 e 1985, a emissora lançou coletâneas de seus sucessos em discos da Som Livre (1973-1985), RGE (1981) e Opus Columbia (1984).[1].

Coletâneas lançadas pela Rádio Mundial AM
Título da coletânea Gravadora Ano de lançamento
Hórus falou e disse: Grilação Mundial Equipe 1971
Hórus espacial Equipe 1971
Sua paz Mundial - Sonzão jovem Som Livre 1973
Jovem também tem saudade Som Livre 1973
Super parada Mundial Som Livre 1974
Sua paz Mundial nº2 Som Livre 1974
Jovem também tem saudade - Vol.2 Som Livre 1974
Super parada Mundial - Vol.2 Som Livre 1974
Sua paz Mundial - Vol.3 Som Livre 1975
Sua paz Mundial - Vol.4 Som Livre 1975
Sua paz Mundial - Vol.5 Som Livre 1976
Sua paz Mundial - Vol.6 Som Livre 1977
Sua paz Mundial - Vol.7 Som Livre 1978
Sua paz Mundial - Vol.8 Som Livre 1979
Toca toca Mundial RGE 1980
Sua paz Mundial - Vol.9 Som Livre 1980
Flashback Mundial - Sucessos inesquecíveis RGE 1981
Flashback Mundial - Sucessos latinos inesquecíveis RGE 1981
Sua paz Mundial - Vol.10 Som Livre 1981
Flashblack Opus/Columbia 1984
Toca toca Mundial Som Livre 1985
Show dos bairros Som Livre 1985

A partir da década de 1980, devido ao aumento da audiência das emissoras FM, a rádio foi decaindo aos poucos. Entre 1993 e 1997, a emissora não operou devido a retransmissão da CBN Rio de Janeiro.

Em julho de 1997, a Mundial voltava ao ar na frequência 1180 tocando samba e pagode, além de transmitir as corridas do Jockey Club do Brasil.[2]

Em 2002 a frequência foi arrendada à ONG Viva Rio, criando a Viva Rio AM. Somente as corridas do Jockey Club eram transmitidas por razões contratuais. Em 2005, o contrato com a Viva Rio se encerrou e a Mundial voltava novamente ao ar com programação musical.

Em 2007, a Rádio Mundial transmitiu o Pan Americano do Rio de Janeiro em simultâneo com o Sistema Globo de Rádio.

Em 2008, o Sistema Globo de Rádio encerrou o contrato que tinha com o Jockey Club e começou o processo de venda da rádio. No dia 27 de maio de 2008, a emissora ganhou mais conteúdo jornalístico com notas intercaladas nas execuções musicais. As equipes de jornalismo da Rádio Globo Rio de Janeiro (AM 1220) e da CBN Rio de Janeiro (AM 860) eram usadas para contribuir com essas intervenções jornalísticas na programação.

No dia 30 de janeiro de 2009, a emissora encerrou suas atividades, passando a ter apenas execuções musicais. Em fevereiro do mesmo ano, foi comprada pela Igreja Mundial do Poder de Deus.

Referências