Rádio Clube (Natal)

estação de rádio brasileira de Natal, RN
(Redirecionado de Rádio Educadora de Natal)
Rádio Clube
Rádio Poti S.A.
País  Brasil
Frequência(s) AM 1270 kHz
Sede Bandeira de Natal.svg Natal, RN
Slogan Quem tem Clube, tem tudo!
Fundação 30 de novembro de 1941 (78 anos)
Fundador Carlos Farache
Pertence a Sistema Opinião de Comunicação
Proprietário(s) Cândido Pinheiro
Antigo(s) proprietário(s) Carlos Farache (1944-1946)
Assis Chateaubriand (1946-1968)
Condomínio Acionário dos Diários Associados (1968-2019)
Formato Emissora comercial
Género Entretenimento, Jornalismo e Esportes
Faixa etária Público de 30 à 65 anos
Afiliações Rede Clube Brasil (2008-2012)
Idioma (em português brasileiro)
Prefixo ZYJ 593 (antiga ZYB 5)
Nome(s) anterior(es) Rádio Educativa de Natal (1944-1946)
Rádio Poti (1946-2007)
Emissoras irmãs Agora FM
Cobertura Estado do Rio Grande do Norte
Dados técnicos Potência: 5 kW

Rádio Clube (conhecida como Super Rádio Clube) é uma emissora de rádio de Natal, RN. Pertence ao Sistema Opinião de Comunicação, do Grupo Hapvida.

HistóriaEditar

 
Logotipo usado durante sua fase no Diários Associados.

As primeiras reuniões que tinham como tema a rádio foram observadas no Aero Clube, no início do ano de 1939.[1] Ainda no mesmo ano, a primeira diretoria da estação estava formada:[1]

A pedra fundamental da rádio também foi lançada em 1939, em um terreno doado por Rafael Fernandes, o governador do estado de então.[1] Carlos Lamas foi o responsável pela planta do prédio e Gentil Ferreira de Sousa ficou encarregado da construção.[1]

Para promover a futura rádio e arrecadar fundos, foram realizadas três Festas do Microfone no Cine Rex e no Teatro Alberto Maranhão.[2] Destas festas, participaram diversos artistas populares como Dulcinha Pinto, Elza Dantas, Paulo Lira, Pedro Duarte, Protásio Melo, e vários outros.[2] Também nas festas, Josué Silva foi apresentado como o futuro locutor da Rádio Educadora.[2]

A 22 de janeiro de 1941, a torre da rádio foi inaugurada depois da montagem efetuada pelo técnico Ramon Ziemkievicz.[2] Dois meses mais tarde, chegariam os últimos equipamentos comprados pela emissora ao porto de Natal e, em outubro, o governo federal autorizou o funcionamento da estação de rádio em caráter experimental.[2] No mês seguinte, a Diretoria dos Correios e Telégrafos deu a autorização definitiva.[2]

A inauguração finalmente se deu em 30 de novembro de 1941 e, por três anos, a rádio funcionaria com o nome de Rádio Educadora. Em 1944, a REN seria comprada e absorvida pelos Diários Associados, que mudariam o seu nome para Rádio Poti em 12 de fevereiro daquele ano.[2]

Em 2007 passou se chamar Rádio Clube AM Natal, passando de 0,5 kW de potencia para 5 kW, e é uma das emissoras da Rede Clube Brasil de Rádio, opera em 1270 kHz.

Em 2010, com o desmanche da Rede Clube Brasil, a rádio passou a ter programação independente. Porém manteve a marca "Clube" até hoje.

Em 19 de janeiro de 2015, a emissora teve 57,5% das suas ações vendidas pelos Diários Associados ao Sistema Opinião de Comunicação, pertencente à Cândido Pinheiro, fundador do Grupo Hapvida, que agora passava a responder majoritariamente pela emissora e outros veículos de comunicação do Diários Associados no Nordeste brasileiro.[3] O D.A. vendeu o resto de sua participação em 2019.

Atualmente, tanto a Clube AM como a Clube FM (hoje Agora FM), estão arrendadas ao grupo Agora RN.

Referências

  1. a b c d Souza, 2008, p. 484.
  2. a b c d e f g Souza, 2008, p. 485.
  3. Fernandes, Teresa (19 de janeiro de 2015). «Hapvida controla holding no Nordeste». O Povo. Consultado em 22 de janeiro de 2015. Arquivado do original em 4 de março de 2016 

BibliogafiaEditar

  • Souza, Itamar de (2008). Nova História de Natal. Natal: Departamento Estadual de Imprensa 
  Este artigo sobre Rádio é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.