Rádio Mundial

Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre sobre a emissora de rádio do Rio de Janeiro. Para a emissora de rádio de São Paulo não relacionada com esta, veja Rádio Mundial (São Paulo). Para a web rádio, veja Rádio Nova Mundial.
Rádio Mundial
Intertevê Serviços Ltda.
País  Brasil
Frequência(s) AM 1180 KHz
Antigas frequências:
AM 820 KHz (1924-1927)
AM 860 KHz (1927-1993)
OT 4815 kHz
Sede Rio de Janeiro, RJ
Slogan A rádio do poder de Deus
Fundação
Pertence a Igreja Mundial do Poder de Deus
Antigo(s) proprietário(s) Sistema Globo de Rádio
Idioma (em português brasileiro)
Prefixo ZYJ 463
Prefixo(s) anterior(es) AM:
PRA 3
ZYD 68
ZYJ 459
OT:
ZYZ 68
Nome(s) anterior(es) Rádio Clube do Brasil
Rádio Cajuti
Viva Rio AM
Cobertura Região Metropolitana do Rio de Janeiro

Rádio Mundial é uma emissora de rádio brasileira da cidade do Rio de Janeiro. Opera nos 1180 kHz que pertenceu ao Sistema Globo de Rádio e atualmente pertence à Igreja Mundial do Poder de Deus.

HistóriaEditar

Foi inaugurada como PRA-3 Rádio Clube do Brasil em 1924, passando em 1927 a operar nos 860 kHz.

Em 1937 altera seu nome para Rádio Cajuti (as sílabas de Tijuca ao contrário) pois fora vendida ao Tijuca Tênis Clube, que transfere os estúdios para a sede do clube. Posteriormente, o clube vendeu a rádio para os Diários Associados em 1948, alterando novamente seu nome, agora para Rádio Mundial.

Foi comprada pelas Organizações Victor Costa em 1954. Em 1959 é alugada para o radialista Alziro Zarur, fundador da Legião da Boa Vontade.

Em 1966 foi vendida ao Sistema Globo de Rádio junto com o restante da OVC. A partir desse ano passou a ter um programação essencialmente musical, tendo como um dos seus programadores musicais e apresentadores o radialista e disc jockey Big Boy, falecido em 1977. Nesta fase a emissora competia com a Rádio Tamoio das Emissoras Associadas, que também apresenta uma programação musical, dedicada ao público jovem. Na década de 1970 a emissora investia na black music e no rock.

Entre 1973 e 1985, a emissora lançou coletâneas de seus sucessos em discos da Som Livre (1973-1985), RGE (1981) e Opus Columbia (1984).[1].

Coletâneas lançadas pela Rádio Mundial AM
Título da coletânea Gravadora Ano de lançamento
Hórus falou e disse: Grilação Mundial Equipe 1971
Hórus espacial Equipe 1971
Sua paz Mundial - Sonzão jovem Som Livre 1973
Jovem também tem saudade Som Livre 1973
Super parada Mundial Som Livre 1974
Sua paz Mundial nº2 Som Livre 1974
Jovem também tem saudade - Vol.2 Som Livre 1974
Super parada Mundial - Vol.2 Som Livre 1974
Sua paz Mundial - Vol.3 Som Livre 1975
Sua paz Mundial - Vol.4 Som Livre 1975
Sua paz Mundial - Vol.5 Som Livre 1976
Sua paz Mundial - Vol.6 Som Livre 1977
Sua paz Mundial - Vol.7 Som Livre 1978
Sua paz Mundial - Vol.8 Som Livre 1979
Toca toca Mundial RGE 1980
Sua paz Mundial - Vol.9 Som Livre 1980
Flashback Mundial - Sucessos inesquecíveis RGE 1981
Flashback Mundial - Sucessos latinos inesquecíveis RGE 1981
Sua paz Mundial - Vol.10 Som Livre 1981
Flashblack Opus/Columbia 1984
Toca toca Mundial Som Livre 1985
Show dos bairros Som Livre 1985

A partir da década de 1980, devido ao aumento da audiência das emissoras FM, a rádio foi decaindo aos poucos. Entre 1993 e 1996, a emissora não operou devido a retransmissão da CBN Rio de Janeiro.

Em 1996, a Mundial voltava ao ar na frequência 1180 tocando samba e pagode, além de transmitir as corridas do Jockey Club do Brasil.

Em 2002 a frequência foi arrendada à ONG Viva Rio, criando a Viva Rio AM. Somente as corridas do Jockey Club eram transmitidas por razões contratuais. Em 2005, o contrato com a Viva Rio se encerrou e a Mundial voltava novamente ao ar com programação musical.

Em 2007, a Rádio Mundial transmitiu o Pan Americano do Rio de Janeiro em simultâneo com o Sistema Globo de Rádio.

Em 2008, o Sistema Globo de Rádio encerrou o contrato que tinha com o Jockey Club e começou o processo de venda da rádio. No dia 27 de maio de 2008, a emissora ganhou mais conteúdo jornalístico com notas intercaladas nas execuções musicais. As equipes de jornalismo da Rádio Globo Rio de Janeiro (AM 1220) e da CBN Rio de Janeiro (AM 860) eram usadas para contribuir com essas intervenções jornalísticas na programação.

No dia 30 de janeiro de 2009, a emissora encerrou suas atividades, passando a ter apenas execuções musicais. Em fevereiro foi comprada pela Igreja Mundial do Poder de Deus.

Referências