Rádio Palmeira (Palmeira das Missões)

Rádio Palmeira
Sociedade Rádio Palmeira Ltda.
País  Brasil
Frequência(s) 101.7 MHz / 720 kHz
Sede Palmeira das Missões, RS
Slogan "101.7, a melhor das melhores!"
Fundação 25 de agosto de 1966 (53 anos)
Género Popular
Idioma Português
Prefixo ZYK 265
Dados técnicos Potência: 187.6 kW
Classe: E3
RDS: Não
Sítio oficial am.radiopalmeira.com.br

Rádio Palmeira ou Palmeira FM ou Palmeira AM, é uma estação de rádio brasileira que opera diretamente na cidade de Palmeira das Missões através dos canais de rádio 740 kHz em AM e 101.7 MHz no FM.[1][2] Foi fundada em 25 de agosto de 1966. E tem sua programação concentrada em jornalismo, e esporadicamente em entretenimento.[3] Também participa de campanhas beneficentes.[4]

É a segunda rádio da cidade, junto a Difusora FM e da Rádio UPF.[5]

Em 2015, passou a ser uma das emissoras componentes da formação de rede da Rádio Cultura pertencentes á Fundação Cultural Piratini [6]

Em 2018 a Rádio foi invadida por um movimento de representantes locais sob responsabilidade política, um radialista foi atacado.[7]

[8]

  1. «Rádio Palmeira AM 740 e FM 101.7». Consultado em 17 de novembro de 2019 
  2. «Rádio Palmeira AM 740». Radios.com.br. Consultado em 17 de novembro de 2019 
  3. «Meio & Mensagem | Portfólio de Mídia». portfoliodemidia.meioemensagem.com.br. Consultado em 17 de novembro de 2019 
  4. «Rádio Palmeira faz campanha de arrecadação para família necessitada». www.revistaverde.net.br. Consultado em 17 de novembro de 2019 
  5. «Jornalismo Rádio Palmeira AM-FM». www.facebook.com. Consultado em 17 de novembro de 2019 
  6. «Rádio Palmeira AM passa a fazer parte da rede de rádios da FM Cultura». Portal do Estado do Rio Grande do Sul. 9 de julho de 2014. Consultado em 17 de novembro de 2019 
  7. «Rádio Palmeira FM e radialista Marcos Rogério Web são atacados por fascistas». CUT - Central Única dos Trabalhadores. Consultado em 17 de novembro de 2019 
  8. Amazônico, Fato (22 de novembro de 2017). «Rádio Palmeira FM detona Beto D'Ângelo e questiona custo dos Jogos Escolares de Manacapuru». Fato Amazônico. Consultado em 17 de novembro de 2019