Abrir menu principal

Rio Ródano

(Redirecionado de Ródano)
Disambig grey.svg Nota: "Ródano" redireciona para este artigo. Para outros significados, veja Ródano (desambiguação).
Ródano
Leman img 0571.jpg

O Ródano desaguando no lago Lemano, na Suíça, para depois continuar seu caminho até o mar Mediterrâneo.

Localização
Continente
Países
Localização
Coordenadas
Dimensões
Comprimento
812 km
Hidrografia
Tipo
Bacia hidrográfica
Área da bacia
95.500 km²
Países da
bacia hidrográfica
Nascente
Geleira Rhône, Valais, Suíça
Altitude da nascente
2.150 m
Afluentes
principais
Q137967, Eyrieux, Rio Saône, Rio Isère, Rio Ain, Q490617, Gardon, Salanfe (d), Cance (d), Rio Arve, Rio Ardèche, Q667005, Vispa (d), Lonza (d), Q672852, Borgne (d), Vièze river (d), Allondon (en), Binna (d), Grande Eau (d), Q685426, Dala (d), Dranse (Valais), Massa (en), Q739791, Rio Drôme, Rio Durance, Furans (d), Ay (d), Lizerne (d), Q870235, Rio Bourbre, Cèze, Rio Galaure, Doux (d), Guiers (d), Gier (en), Aigues (en), Rio Fier, Valserine (en), Rio Ouvèze, Véore (d), Lauzon (d), Lez (d), Ouvèze (d), Payre (d), Roubion (d), Sereine (d), Q2372028, Séran (d), Annaz (d), Avançon (d), Q2881669, Weisswasser (d), Berre (d), Q2902046, Bisse-Vieux (d), Bisse du Sillonin (d), Bièvre (d), Q2906637, Canal de Savières (en), Collières (d), Cottey, Dolon (d), Q3044987, Escoutay (d), Q3066785, Q3095050, Q3104030, Gland (d), Gère (d), Laire (d), Les Usses (d), Q3237441, Lienne (Switzerland) (d), Q3259800, Meyne (d), Mundbach (d), Nant d'Avril, Raspille (d), Rhéby (d), Rèche (d), Q3461851, Sionne (d), Sévenne (d), Q3542411, Varèze (d), Dranse de Entremont, Q16682632, Épervière (d), Q17355311, Grand bisse du Lens (d), Q20723258, Q18288951, Tourne (ruisseau) (d), Garon (d), Q21619350, Q21619352, Amby (d), Q28497129, Q28497138, Yzeron (d)Visualizar e editar dados no Wikidata
Lago no curso
Caudal médio
1.700 m³/s
Foz

O rio Ródano (em francês: Rhône) Com uma extensão de 821 km, ele nasce na Suíça e termina na França. Por desaguar no Mediterrâneo, esse rio é de extrema importância histórica, desde o tempo dos gregos e romanos. Servia como rota para o comércio, propagação de cultura e costumes entre muitos povos do leste, ocidente e centro europeu. A partir do século XX foram desenvolvidas obras para gerar melhorias na navegação e fornecer energia elétrica.

Índice

HistóriaEditar

O Ródano tem sido uma importante via desde os tempos dos gregos e romanos. Foi a principal rota comercial do Mediterrâneo para o leste-central e a Gália.[1] Como tal, ajudou a transmitir as influências culturais greco-romanas para a ocidental e para as tribos celtas que viviam perto do Ródano.

 
Rio Ródano
 
O Ródano fluindo através dos vales dos Alpes suíços até chegar ao lago Lemano, na Suíça.
 
A geleira do Ródano perto de Obergoms, no cantão de Valais, Suíça, é a nascente do rio.
 
O Ródano (à esquerda) se une com o rio Arve em Genebra.
 
O Ródano em Genebra, Suíça.
 
O Ródano atravessa a cidade de Lyon, França.

A navegação era difícil, pois o rio tinha correntes, bancos de areia, inundações na primavera e início do verão, quando o gelo estava derretendo, e as secas no final do verão. Até o século XIX, os passageiros viajavam em coches d'eau, carros de água levados por homens, cavalos, ou à vela. A maioria viajava com uma cruz pintada coberta de símbolos religiosos como proteção contra os perigos da jornada.

O comércio no rio superior utilizava barques du Rhône (veleiros do Ródano) de 30 por 3,5 metros, com uma capacidade de 75 toneladas. 50 a 80 cavalos eram utilizados para transportar os comboios com 5 a 7 embarcações. Bens eram transportados em Arles em barcaças à vela de 23 metros chamadas allèges d'Arles para a descida final até o Mediterrâneo.

Atualmente, o rio Ródano serve de hidrovia que liga cidades como Arles, Avinhão, Valence, Vienne, Lyon e outras cidades à margem do rio Saône como Villefranche-sur-Saône, Mâcon e Chalon-sur-Saône, a portos de cidades como Marselha, Sète, Gênova, Barcelona, entre outras, no Mar Mediterrâneo.

GeografiaEditar

CursoEditar

O rio Ródano têm como nascente a geleira (português brasileiro) ou glaciar (português europeu) do Ródano no cantão do Valais, nos Alpes suíços, a uma altitude de cerca de 2 150 metros.

Até Briga, na Suíça, o Ródano é uma torrente, que então se torna um grande rio de montanha correndo para sudoeste através de um vale glaciar. Entre Briga e Martigny, ele recolhe as águas na maior parte dos vales dos Alpes Peninos no sul, cujos rios se originam das geleiras dos grandes maciços de Monte Rosa, Dom e Grande Combin.

Depois de Martigny, o rio vira para noroeste e entra no lago Lemano (em francês: Lac Léman) pelo Chablais Valaisano, perto da cidade suíça do Bouveret e sai na cidade de Genebra, no chamado lago de Genebra, antes de entrar na França. A vazão média anual do lago de Lemano é 570 m³/s.

Junta-se com o rio Saône em Lyon na França, virando-se para o sul. Ao longo do vale do Ródano unem-se à sua margem direita (oeste) com os rios Eyrieux, Ardèche, Cèze e Gardon que vêm das montanhas Cévennes, e na margem esquerda com os rios Isère, Drôme, Ouvèze e Durance que vêm dos Alpes.

Em Arles, o Ródano se divide em dois braços, formando o delta Camargue, com todos os ramos que fluem para o mar Mediterrâneo. O maior braço é chamado de "Grand Rhône", e o menor "Petit Rhône". A vazão média anual em Arles é de 2.300 m³/s.

Principais afluentesEditar

Principais cidadesEditar

Suíça:

França:

Referências

  1. Freeman, Philip. John T. Koch, ed. Celtic Culture: A Historical Encyclopedia. I. [S.l.]: ABC-CLIO. 901 páginas. ISBN 1-85109-440-7 
  Este artigo sobre hidrografia em geral é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.