Abrir menu principal

RD-101 (em russo: РД-101, Ракетный Двигатель 101; trasl. Raketnyy Dvigatel 101), foi a designação atribuída ao segundo motor de foguete moderno fabricado em série na União Soviética, sendo este uma versão melhorada do motor RD-100. Ele foi usado para equipar o míssil R-2.

O responsável pelo desenvolvimento desse motor foi também Valentin Glushko. Esse novo motor era mais compacto, mais potente, admitia uma maior pressão na câmara de combustão e trabalhava com uma maior concentração de Álcool como combustível.[1]

O projeto foi iniciado em 1946, em paralelo com o desenvolvimento do RD-100, porém sem envolvimento da equipe de técnicos alemães.[1]

Índice

CaracterísticasEditar

Estas são a principais características do motor RD-101:[1]

  • Peso líquido: 888 kg
  • Altura: 3,35 m
  • Diâmetro: 1,65 m
  • Empuxo: 404,00 kN
  • Impulso específico: 237 s
  • Impulso específico ao nível do mar: 210 s

Duas características que chamam a atenção nesse novo motor são: o uso de um catalisador sólido com base em prata e um tanque em formato toroidal para o peróxido de hidrogênio. Segue-se uma tabela comprovando a melhoria de desempenho do RD-101 em relação ao RD-100:[2]

Parâmetro RD-100 RD-101
Consumo de Álcool (kg/s) 57,8 70,6
Consumo de Oxigênio (kg/s) 74 102,3
Pressão de combustível:
- Álcool na Câmara de Combustão (Mpa) 2,02 2,60
- Oxigênio na Câmara de Combustão (Mpa) 2,04 2,50
Pressão na Câmara de Combustão (Mpa) 1,62 2,16
Velocidade de Exaustão (m/s) 2.000 2.130
Empuxo ao nível do mar (kN) 267 363

Ver tambémEditar

ImagensEditar

Referências

  1. a b c Wade, Mark. «RD-101». Encyclopedia Astronautica. Consultado em 12 de agosto de 2013 
  2. Przybilski, Olaf (2002). «The Germans and the Development of Rocket Engines in the USSR» (PDF). Universidade Técnica de Dresden. Consultado em 11 de agosto de 2013 

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre motor de foguete é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.