Ramón Díaz

futebolista argentino

Ramón Ángel Díaz (Rioja, 29 de agosto de 1959) é um treinador e ex-futebolista argentino que atuava como atacante. Atualmente comando o Corinthians.

Ramón Díaz
Ramón Díaz
Díaz na Seleção Paraguaia em 2016
Informações pessoais
Nome completo Ramón Ángel Díaz
Data de nasc. 29 de agosto de 1959 (64 anos)
Local de nasc. La Rioja, Argentina
Nacionalidade argentino
Altura 1,72 m
canhoto
Apelido El Pelado, Don Ramón
Informações profissionais
Clube atual Corinthians
Posição ex-atacante
Função treinador
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1978–1981
1982–1983
1983–1986
1986–1988
1988–1989
1989–1991
1991–1993
1993–1995
River Plate
Napoli
Avellino
Fiorentina
Internazionale
Monaco
River Plate
Yokohama F. Marinos
0135 000(64)
0038 0000(8)
0092 000(24)
0067 000(22)
0043 000(15)
0078 000(30)
0067 000(30)
0090 000(59)
Seleção nacional
1979
1979–1982
Argentina Sub-20
Argentina
0006 0000(8)
0022 000(10)
Times/clubes que treinou
1995–2000
2001–2002
2004–2005
2007–2008
2008–2009
2010–2011
2011–2012
2012–2014
2014–2016
2016–2018
2018–2019
2019
2020
2020
2021–2022
2022–2023
2023–2024
2024–
River Plate
River Plate
Oxford United
San Lorenzo
América
San Lorenzo
Independiente
River Plate
Paraguai
Al-Hilal
Al-Ittihad
Pyramids
Libertad
Botafogo
Al-Nasr
Al-Hilal
Vasco da Gama
Corinthians
Última atualização: 10 de julho de 2024
Díaz celebra um gol durante a Copa do Mundo Sub-20 de 1979. Mais atrás, à direita, está Diego Maradona.

Conquistou dupla idolatria no River Plate: como jogador e técnico. Quando jogador, apesar de baixinho, foi um exímio atacante. Depois de pendurar as chuteiras, virou técnico dos Millonarios e conquistou oito títulos pela equipe.

Carreira como jogador

 
Díaz como jogador do River Plate em 1981

Revelado nas categorias de base do River Plate, profissionalizou-se na equipe em 1978. Permaneceu no River até 1981, quando foi contratado pelo Napoli. Viveu grandes anos no futebol italiano, vestindo as camisas de clubes como Avellino, Fiorentina e Internazionale. Pela Inter, Díaz foi campeão da Serie A na temporada 1988–89.[1] Em 1989 foi contratado pelo Monaco, onde conquistou um título da Copa da França.[2]

Ainda retornou ao River Plate, em 1991, mas permaneceu na equipe até 1993. No mesmo ano migrou para o futebol japonês, tendo sido contratado pelo Yokohama F. Marinos, seu último clube como profissional.[2]

Seleção Nacional

Pela Seleção Argentina Sub-20, Díaz conquistou a Copa do Mundo Sub-20 de 1979. Já pela Seleção Argentina principal, foi um dos 23 convocados para a Copa do Mundo de 1982.[3]

Carreira como treinador

River Plate (primeira passagem)

Díaz comandou o River Plate na campanha vitoriosa da Libertadores da América de 1996. No elenco possuía craques como Ariel Ortega, Hernán Crespo, Enzo Francescoli e Marcelo Gallardo. O treinador coroou o seu grande trabalho no ano de 1997, conquistando o Apertura e, consequentemente, o tricampeonato argentino.[4]

Seleção Paraguaia

Em dezembro de 2014 foi anunciado como novo treinador da Seleção Paraguaia.[5] Comandou os paraguaios na Copa América de 2015 e na Copa América Centenário, realizada em 2016.[6][7]

Libertad

Já no dia 19 de dezembro de 2019, foi anunciado como novo técnico do Libertad.[8]

Botafogo

Em 5 de novembro de 2020, foi confirmado como treinador do Botafogo, sua primeira equipe no Brasil, tornando-se o primeiro técnico estrangeiro do clube carioca desde 1947.[9] Entretanto, foi demitido do clube no dia 27 de novembro.[10] O argentino havia feito uma cirurgia e o clube carioca decidiu não esperar sua recuperação, pois passava por um momento complicado e se sentiu traído pelo mesmo. Assim, Díaz foi demitido antes mesmo de estrear pelo Botafogo.[10]

Al-Hilal

Foi anunciado pelo Al-Hilal no dia 14 de fevereiro de 2022, chegando para substituir o português Leonardo Jardim.[11]

Vasco da Gama

2023

No dia 15 de julho de 2023, Ramón foi anunciado como novo técnico do Vasco da Gama, com a missão de tirar o clube cruzmaltino da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro.[12] Em sua estreia no comando técnico, no dia 23 de julho, o Vasco perdeu por 2–0 para o Athletico Paranaense, em São Januário, assumindo a última posição no Brasileirão.[13] Na terceira partida no comando da equipe cruzmaltina, Ramon teve sua primeira vitória pelo Vasco.[14]

Em sua quarta partida pelo Vasco, Ramon iniciou o jogo ganhando, todavia acabou por levar um empate, além de ter sido expulso do jogo por reclamar de uma suposta falta não marcada.[15] Na coletiva de imprensa, após o empate contra o Bahia, na Arena Fonte Nova, válido pela 22ª rodada, o treinador declarou: "No va a bajar!" (O Vasco não vai cair),[16] trazendo confiança a torcida e aos atletas na luta contra o rebaixamento.[17] O clube definitivamente reagiu no Campeonato Brasileiro, e após três vitórias consecutivas contra Fluminense, Coritiba e América Mineiro, saiu da zona de rebaixamento depois de 18 jogos, ocupando a 15ª colocação em 24 rodadas.[18]

Após a reação, o clube oscilou nas rodadas seguintes, voltando a zona de rebaixamento, porém após vencer o líder Botafogo na 32ª rodada, o clube saiu da zona de rebaixamento, além de complicar o seu rival na busca do Tricampeonato Brasileiro.[19] Na rodada anterior, o clube venceu o Cuiabá, na Arena Pantanal. No jogo seguinte, venceu o América Mineiro, emplacando a 3ª vitória consecutiva, feito que se repetiu pela segunda vez durante a competição.[20]Nas rodadas seguintes, o clube novamente oscilou com alguns empates e derrotas, porém o clube não voltou a zona de rebaixamento, chegando na última rodada com reais chances de se manter na elite.[21]

 
Ramón (de branco) e Emiliano Díaz (de preto) comandaram o Vasco juntos no período em que treinaram o clube.[22]

No último jogo do Campeonato Brasileiro, o Vasco venceu o Bragantino por 2–1, em São Januário, conseguindo alcançar o objetivo que era livrar o clube do rebaixamento.[23] O treinador quando assumiu o comando técnico, o clube tinha apenas nove pontos, o que para muitos da imprensa já dava como rebaixado, porém com o decorrer da competição, fez o clube alcançar 45 pontos e o deixou na 15ª colocação. Em 15 de dezembro de 2023, após ter feito um bom trabalho de recuperação no clube, alcançando o objetivo de permanecer na elite do Campeonato Brasileiro, Ramón Díaz teve seu contrato renovado até dezembro de 2025, sendo que seu antigo contrato terminava em 2024. O treinador argentino recebeu um reajuste salarial e manteve toda sua comissão técnica. O novo vínculo tinha a possibilidade de renovação por mais dois anos, até 2027, em caso de metas atingidas.[24]

2024

O ano do treinador argentino foi muito turbulento. Ele começou a temporada conquistando dois troféus em dois jogos de pré-temporada,[25] mas amargou uma eliminação na semifinal do Campeonato Carioca para o Nova Iguaçu, time que não conseguiu vencer nenhuma vez que enfrentou naquele período.[26] Paralelo a isso, o time tinha alguns jogos de mal desempenho, ainda que não saísse como derrotado em alguns duelos. O time teve muita dificuldade em derrotar o Água Santa na Copa do Brasil, já que só conseguira passar de fase mediante uma disputa por pênaltis, após um gol de Lucas Piton na reta final.[27]

Quando começou o Campeonato Brasileiro, o time teve certa dificuldade em ganhar alguns jogos. A estreia foi com vitória, no dia 14 de abril,[28] mas o clube perdeu as três partidas seguintes, onde sofreu nove gols. No dia 27 de abril, logo após a goleada sofrida em casa por 4–0 contra o Criciúma, válida pelo Brasileirão,[29] o Vasco comunicou o desligamento de Ramón Díaz nas redes sociais.[30] Emiliano Díaz, seu filho e auxiliar técnico, declarou que ambos foram demitidos pelo Twitter, o que gerou insatisfação, já que ambos esperavam uma melhor consideração.[31]

Corinthians

Em 10 de julho de 2024, foi anunciado pelo Corinthians com um contrato até o fim de 2025.[32]

Títulos

 
Ramon pela Argentina Sub-20 em 1979

Como jogador

River Plate
Internazionale
Monaco
Seleção Argentina

Prêmios individuais

Como treinador

River Plate
San Lorenzo
Al-Hilal
Vasco da Gama
  • Troféu Pablo Guiñazú Serie Río de La Plata: 2024
  • Troféu Juan Ahuntchain Serie Río de La Plata: 2024

Prêmios individuais

Referências

  1. Leandro Stein (28 de maio de 2019). «Há 30 anos, uma Internazionale suprema conquistava o Scudetto e empilhava recordes». Trivela. Consultado em 15 de fevereiro de 2022 
  2. a b «Ramón Díaz - Que fim levou?». Terceiro Tempo. Consultado em 9 de julho de 2024 
  3. «Argentina's World Cup squad 1982». Planet World Cup. Consultado em 15 de fevereiro de 2022 
  4. Leandro Stein (22 de dezembro de 2017). «No adeus de Francescoli, o River Plate assinalava sua hegemonia com o tri argentino». Trivela. Consultado em 15 de fevereiro de 2022 
  5. «Argentino Ramón Díaz é o novo técnico da seleção do Paraguai». ge. 4 de dezembro de 2014. Consultado em 27 de abril de 2024 
  6. «Convocacão do Paraguai para Copa América tem volante do Flamengo e ex-lateral do Cruzeiro.». Superesportes. 11 de maio de 2015. Consultado em 9 de julho de 2024 
  7. «Copa América Centenário: Paraguai anuncia lista provisória de 39 jogadores.». Conmebol. 29 de abril de 2016. Consultado em 9 de julho de 2024 
  8. «Lenda na América do Sul, Ramón Díaz é o novo técnico do Libertad». Futebol Latino. 19 de dezembro de 2019. Consultado em 16 de setembro de 2020 
  9. «Botafogo anuncia contratação do técnico argentino Ramón Díaz». ge. 5 de novembro de 2020. Consultado em 27 de abril de 2024 
  10. a b «Botafogo demite Ramón Diaz antes do técnico estrear; Barroca assume o time». UOL. 27 de novembro de 2020. Consultado em 15 de fevereiro de 2022 
  11. «Ramón Díaz é anunciado por novo clube na Arábia». Futebol Latino. 14 de fevereiro de 2022. Consultado em 2 de julho de 2023 
  12. «Vasco anuncia contratação do técnico Ramón Díaz». ge. 15 de julho de 2023. Consultado em 27 de abril de 2024 
  13. «Na estreia do técnico Ramón Díaz, Vasco perde para o Athletico-PR pelo Brasileirão». Terra. 23 de julho de 2023. Consultado em 27 de abril de 2024 
  14. «Ramón Díaz tem primeira vitória pelo Vasco e elogia jogadores por evolução». O Dia. 6 de agosto de 2023. Consultado em 27 de abril de 2024 
  15. «Ramón Díaz se desculpa por expulsão e aprova postura do Vasco em empate: "O espírito é esse"». ge. 14 de agosto de 2023. Consultado em 27 de abril de 2024 
  16. Guilherme Calvano (26 de setembro de 2023). «"No va a bajar!": Frase de Ramón Díaz repercute entre cruzmaltinos em meio à arrancada do Vasco». Futebol na Veia. Consultado em 27 de abril de 2024 
  17. «Retrospectiva 2023: Vasco sofre no primeiro ano como SAF, mas corrige rota e fica na Série A». ge. 29 de dezembro de 2023. Consultado em 27 de abril de 2024 
  18. «Vasco sai da zona de rebaixamento do Brasileirão 18 rodadas depois». ge. 25 de setembro de 2023. Consultado em 27 de abril de 2024 
  19. «Vasco vence o Botafogo em clássico, deixa o Z-4 e embola briga pelo título do Brasileirão». ESPN Brasil. 6 de novembro de 2023. Consultado em 27 de abril de 2024 
  20. «Vasco bate América-MG, ganha terceira seguida e continua luta contra o Z4 do Brasileiro». Gazeta Esportiva. 12 de novembro de 2023. Consultado em 27 de abril de 2024 
  21. Bruno Madrid (3 de dezembro de 2023). «O que Vasco e Santos precisam fazer para não serem rebaixados para Série B». UOL. Consultado em 27 de abril de 2024 
  22. Marcelo Baltar e Tébaro Schmidt (9 de dezembro de 2023). «Família Díaz: como Ramón e Emiliano ganharam o vestiário e ajudaram a salvar o Vasco». ge. Consultado em 27 de abril de 2024 
  23. «Na raça, Vasco derrota o Bragantino e evita rebaixamento para a Série B». O Dia. 6 de dezembro de 2023. Consultado em 27 de abril de 2024 
  24. Bruno Murito e Marcelo Baltar (15 de dezembro de 2023). «Vasco acerta renovação de Ramón Díaz até 2025». ge. Consultado em 27 de abril de 2024 
  25. «Delegação do Vasco retorna ao Brasil nesta segunda». Terra. 22 de janeiro de 2024. Consultado em 27 de abril de 2024 
  26. Guilherme Abrahão e Luccas Oliveira (17 de março de 2024). «Vasco é eliminado pelo Nova Iguaçu, que vai à final do Carioca pela primeira vez». CNN Brasil. Consultado em 27 de abril de 2024 
  27. «Vasco supera Água Santa nos pênaltis e avança na Copa do Brasil». Correio Braziliense. 8 de março de 2024. Consultado em 27 de abril de 2024 
  28. «Em dia de homenagens a Dinamite, Vasco vence Grêmio pela estreia do Brasileirão em jogo marcado por polêmicas de arbitragem». ESPN Brasil. 14 de abril de 2024 
  29. Diogo Dantas (27 de abril de 2024). «Vasco sofre goleada para o Criciúma em tarde de protestos contra Ramon Díaz e SAF». O Globo 
  30. Emanuelle Ribeiro (27 de abril de 2024). «Ramón Díaz e Emiliano Díaz pedem demissão do Vasco». ge 
  31. Alexandre Araújo e Bruno Braz (27 de abril de 2024). «Ramón diz que soube de demissão pela internet; declaração irrita o Vasco». UOL 
  32. «Ramón Díaz é o novo treinador do Corinthians». Corinthians. 10 de julho de 2024. Consultado em 10 de julho de 2024 

Ligações externas