Abrir menu principal
Ramsay Bolton
BoltonGoT.png
Dados Biográficos
Sexo Masculino
Também
conhecido (a)
como
O Bastardo de Bolton
O Bastardo do Forte do Pavor
Ocupação Senhor de Hornwood e Winterfell
Casa Casa Bolton Bolton
Família Roose Bolton (pai)
Livros:
Donella Hornwood (1ª esposa)
Jeyne Poole (2ª esposa)
Televisão:
Sansa Stark (esposa)
Status Vivo (livros)
Morto (televisão)
Dados Técnicos
Criado (a) por George R. R. Martin
Personagem de As Crônicas de Gelo e Fogo
Game of Thrones
Primeira
Aparição
Livros:
A Clash of Kings (1998)
Televisão:
"Dark Wings, Dark Words" (2013)
Última
Aparição
Televisão:
"Battle of the Bastards" (2016)
Temporada(s) 36
Intérprete Iwan Rheon

Ramsay Bolton é uma personagem fictícia da série de livros de fantasia As Crônicas de Gelo e Fogo, do autor norte-americano George R. R. Martin, e da série de televisão adaptada da literatura Game of Thrones. Introduzido no segundo livro da saga, A Clash of Kings (1998), ele aparece em todos os livros seguintes até A Dance with Dragons (2011). Ele é o filho mais velho de Roose Bolton, Lorde de Dreadfort, uma fortaleza ancestral no Norte do fictício continente de Westeros e um psicopata que tem prazer em torturar e esfolar suas vítimas. Na série da HBO ele é interpretado pelo ator galês Iwan Rheon.

Índice

PerfilEditar

Ramsay é o filho bastardo de Lorde Roose Bolton conhecido como o "Bastardo dos Bolton" ou o "Bastardo de Dreadfort". Um sádico depravado, ele é reconhecido por sua crueldade selvagem: estupra e mata mulheres camponesas por esporte, tortura prisioneiros, e entusiasticamente se engaja no costume dos Bolton de esfolar inimigos vivos. Roose suspeita que o filho matou seu herdeiro legítimo, Domeric, e acha que ele matará todos os futuros filhos que tiver. Nos livros, ele é descrito como feio, com a pele manchada e os cabelos secos e escuros.[1]

Nos livrosEditar

A Clash of KingsEditar

Enquanto seu pai está na guerra, Ramsay é nomeado Castelão de Dreadfort. Após Lorde Hornwood e seu herdeiro serem mortos lutando ao lado de Robb Stark, ele se casa forçadamente com Lady Hornwood para reclamar suas terras, matando-a depois de fome. Ele escapa da Justiça trocando de lugar com seu servo "Reek", que é morto no lugar dele. Rodrick Cassel traz Ramsey, como sendo "Reek", de volta a Winterfell para que ele testemunhe sobre os crimes de Ramsay antes de ser executado. Entretanto, Theon Greyjoy e os homens da Ilha de Ferro tomam a fortaleza e libertam Ramsay em troca de um voto de lealdade a Theon. Quando os reféns de Theon, Bran e Rickon, filhos de Ned Stark, escapam de Winterfell, Ramsay mata dois meninos filhos de camponeses e convence Theon a apresentar os corpos das crianças queimadas como sendo os dois meninos Stark. À medida que as tropas do Norte marcham para retomar Winterfell de Theon, Ramsay o convence a libertá-lo para que ir buscar reforços em Dreadfort. Ele retorna com um exército de Dreadfort e massacra os nortistas mas então mata os soldados de Theon, queima Winterfell e faz de Theon seu prisioneiro.[1]

A Storm of Swords e A Feast for CrowsEditar

Antes do Casamento Vermelho, Roose Bolton presenteia Robb Stark com um pedaço de pele de Theon Greyjoy, mostrando que Ramsay tem estado a esfolá-lo. Apesar de desgostoso, Robb concorda com a captura de Theon já que o pai dele, Balon, morreu recentemente e a ausência de Theon coloca as Ilhas de Ferro numa crise sucessória. Após a morte de Robb Stark, em troca dos serviços prestados na guerra, o rei Tommen Baratheon legitima o bastardo Ramsay como um Bolton. Os Lannister fazem Jeyne Poole se passar por Arya Stark e a enviam a Dreadfort em compromisso de casamento para Ramsay; só os Lannister e os Bolton sabem que Jeyne não é Arya.[2][3]

A Dance with DragonsEditar

Nas masmorras de Dreadfort, Ramsay selvagemente tortura e mutila Theon até que ele esteja tão física e psicologicamente quebrado e com tanto medo, que adota a identidade de "Reek" (Fedor). Ramsay o coage a ajudar a levantar o cerco das tropas das Ilhas de Ferro a Moat Callin; depois de conseguir a rendição com a promessa de conceder passagem livre aos soldados de ferro, Ramsay descumpre o acordo e esfola viva toda a guarnição. Após Stannis Baratheon capturar Deepwood Motte, o casamento de Ramsay com uma pseudo "Arya Stark" é mudado de Barrowton para uma reconstruída Winterfell. Depois do casamento ele repetidamente abusa de Jeyne. Pouco depois, ela e Theon escapam com a ajuda de Mance Rayder. No Norte, Jon Snow recebe uma carta de Ramsay onde ele diz que capturou Mance e matou Stannis (que cercava Winterfell) e ameaça destruir a Patrulha da Noite se Jon não lhe devolver Theon, Jeyne e outros membros da corte de Stannis a Ramsay como prisioneiros. Não é revelado se a carta é verdadeira e se Ramsay é mesmo o autor.[4]

Na televisãoEditar

Ramsay Bolton é citado durante a segunda temporada da série Game of Thrones, mas só aparece na tela na terceira. Seu personagem entretanto tem durante a temporada o nome de "Menino" até sua identidade real ser revelada apenas no último episódio da temporada.[5]

3ª temporada (2013)Editar

 
Brasão de armas da Casa Bolton na série de TV.

Ramsay envia uma mensagem até as forças de Robb Stark em Harrenhal dizendo que os soldados das Ilhas de Ferro saquearam Winterfell e fugiram antes que as forças de Bolton chegassem. No calabouço de Dreadfort, os homens de Ramsay torturam Theon Greyjoy e ele observa sob a aparência de um menino da limpeza. Dizendo ser um servo a serviço da irmã de Theon, Yara Greyjoy, ele liberta Theon e logo depois manda seus homens atrás dele, apenas para segui-los e matá-los quando eles o recapturam. Este confessa que quando capturou Winterfell usou os corpos de dois meninos filhos de camponeses como se fossem os de Bram e Rickon Stark, e Ramsay diz que quer levá-lo ao castelo de Deepwood Motte, que sua irmã Yara tomou com suas tropas. Na verdade, Ramsay leva Theon numa viagem em círculos de volta para o calabouço e o aprisiona novamente, dizendo sadicamente que ele é o verdadeiro responsável pelos tormentos que Theon tem sofrido.[6]

Depois de torturar Theon amputando seu dedo mindinho, ele usa a amante Myranda e outra serva para seduzirem Theon; isto porém é apenas uma provocação antes que Ramsay corte seus genitais. Ele envia o pênis de Theon a seu pai, Balon Greyjoy, ameaçando Theon de maiores mutilações e de esfolar vivos os outros soldados de ferro invasores que são seu prisioneiros a menos que eles deixem o Norte. Balon recusa dizendo que agora Theon não tem mais utilidade. Theon implora a Ramsay para matá-lo, mas Ramsay diz que ele é mais útil vivo. Notando o cheiro de Theon, ele o apelida de "Reek" (Fedor) e bate nele até que ele responda por seu novo nome.[6]

4ª temporada (2014)Editar

Quando Roose Bolton retorna a Dreadfort, ele dá uma reprimenda no filho por ele ter ultrapassado seus limites como castelão mutilando um refém valioso e mandando termos de rendição aos Greyjoy. Enfurecido, ele demonstra ao pai a lavagem cerebral que fez em Theon transformando-o em "Reek", fazendo revelar que não matou os meninos Stark e barbeando Ramsay com uma navalha sem machucá-lo, mesmo após Roose revelar que matou Robb Stark. Impressionado, Roose ordena a Ramsay e "Reek" que levantem a ocupação de Moat Cailin feita pelos soldados das Ilhas de Ferro. Yara Greyjoy e alguns de seus homens fazem uma infiltração em Dreadfort para libertar Theon mas ele se recusa a ir com ela, temendo que seja outro dos truques de Ramsay, que reprime a invasão e persegue os homens dos Greyjoy com seus cães de caça assassinos. Satisfeito com a lealdade de "Reek", Ramsay lhe dá a missão de ir com ele a Moat Cailin e convencer os soldados de ferro a se renderem e deixarem a fortaleza em troca de passagem livre; depois da rendição conseguida, Ramsay trai sua palavra e esfola viva toda a guarnição. Por seu sucesso, seu pai Roose o legitima como um Bolton e ele então acompanha o resto da Casa Bolton em seu caminho para Winterfell.[7]

5ª temporada (2015)Editar

Ramsay atrai a ira de Roose após esfolar viva a família de um lorde do Norte que se recusou a jurar lealdade aos Bolton. De maneira a aplacar a indignação das outras Casas nortistas e para solidificar o domínio dos Bolton, Ramsay é prometido em casamento a Sansa Stark, publicamente acreditada como sendo a última sobrevivente da casa Stark. Apesar de inicialmente ele mostrar delicadeza com Sansa, após Myranda lhe mostrar "Reek" em seu lugar nos canis, Ramsay aproveita o desprezo dela para com Theon, que acredita que matou seus irmãos menores, como um tormento para Sansa, fazendo-o se desculpar por ter "matado" os meninos Stark e fazendo-o levar Sansa até o altar para ele, Ramsay, no lugar do pai morto, na cerimônia de casamento; depois ele força "Reek" assisti-lo estuprar Sansa na noite de núpcias. Quando Sansa implora a "Reek" para sinalizar por ajuda para Brienne de Tarth fora das muralhas de Winterfell, ao invés disso ele avisa Ramsay, que esfola uma serva que tentara ajudá-la.[8]

Quando Stannis Baratheon acampa nas florestas fora de Winterfell e prepara seu ataque ao castelo, Ramsay persuade o pai a deixá-lo se infiltrar no acampamento do inimigo com vinte homens para destruir seus suprimentos. O plano é bem sucedido, fazendo com que metade do exército de Stannis deserte. Os remanescentes da força atacante marcham para Winterfell mas um ataque de cavalaria dos Bolton facilmente os derrota e Stannis é morto. Na confusão da batalha, Theon mata Myranda jogando-a de cima da muralha e foge com Sansa pulando dos muros da fortaleza.[8]

6ª temporada (2016)Editar

Após velar pela amante Myranda, Ramsay é avisado pelo pai que ele está ameaçado de ser deserdado se Sansa não for recuperada e se a mulher de Roose estiver grávida de um menino. Ele manda seus melhores caçadores atrás dos dois fugitivos, mas eles são mortos por Brienne de Tarth. Após Walda, a mulher de Roose, dar a luz a um menino, Ramsay mata o pai e joga Walda e seu meio-irmão recém-nascido para serem mortos por seus cachorros.

Ramsay é procurado por Smalljon Umber, que pede sua ajuda para defender o Norte dos Selvagens que Jon Snow trouxe de Além-da-Muralha e ofereceu refúgio em Westeros. Para assegurar uma aliança, Umber traz de presente a Ramsay o desaparecido filho menor de Ned Stark, Rickon Stark, e sua companhia Osha, que estavam até então sob a proteção de seu falecido pai, Greatjon. Ramsay mata Osha quando ela tenta assassiná-lo e joga Rickon nos calabouços de Winterfell. Ele manda então uma carta a Jon Snow em Castle Black ameaçando exterminar os Selvagens e matar Jon se ele não lhe devolver Sansa. Jon responde à carta marchando para Winterfell com seu exército de selvagens e tropas de várias Casas do Norte leais aos Stark. Quando os dois exércitos estão frente a frente no campo de batalha, Ramsay solta Rickon e manda ele correr para o exército do irmão, apenas para matá-lo com uma flechada enquanto corre. Jon tenta salvar Rickon correndo sozinho contra as tropas de Bolton e é seguido logo depois por seus homens e entram em combate. As tropas de Bolton, em maioria, começam a levar vantagem e cercam os homens de Jon; quando estão a ponto de serem derrotados, a cavalaria do Vale do Arryn, comandada por Petyr Baelish, o "Mindinho", que atendeu ao pedido de ajuda se Sansa, e esmaga as tropas de Ramsay. Ele foge de volta para Winterfell e é perseguido por Jon. No pátio do castelo, ele mata o gigante selvagem Wun Wun, que arrombou os portões da fortaleza, com uma flechada no rosto e é derrubado por Jon, que lhe dá uma surra até quase matá-lo. Ele é então amarrado numa cadeira e preso dentro do canil, onde Sansa assiste seus cães selvagens, que haviam sido deixados sem comida durante uma semana por Ramsay, devorá-lo vivo. Sua morte marca o fim da Casa Bolton e seu domínio do Norte.[9]

 
Iwan Rheon é Ramsay Bolton em Game of Thrones.

AtorEditar

Ramsay Bolton é interpretado na série de tv pelo galês Iwan Rheon, que inicialmente havia feito um teste para o papel de Jon Snow, dado a Kit Harington.[10] Seu trabalho lhe rendeu diversos elogios e o título de "Homem Mais Odiado da TV", segundo a revista TIME.[11] Durante a sexta temporada, Rheon declarou que queria que o psicótico Ramsay "tivesse uma morte épica e horrível, de preferência relacionada a algum dragão" e que de "todas as cenas difíceis que teve que fazer, a mais horrível, de longe, foi a do estupro de Ramsay em Sansa Stark".[12]

Rheon foi indicado para os prêmios IGN Award e IGN People's Choice Award de "Melhor Vilão da TV" em 2015[13] e junto com o elenco de Game of Thrones, ao Screen Actors Guide Awards de melhor elenco em série dramática em 2014 e 2016.[14][15]

Referências

  1. a b Martin, George R. R. (1998). A Clash of Kings. [S.l.: s.n.] ISBN 0-553-10803-4 
  2. Martin, George R. R. (2005). A Feast for Crows. [S.l.]: Bantam Spectra. ISBN 978-0-553-80150-7 
  3. Martin, George R. R. (2000). A Storm of Swords. [S.l.: s.n.] ISBN 978-0-553-89787-6 
  4. Martin, George R. R. (2011). A Dance with Dragons. [S.l.: s.n.] ISBN 978-0-553-90565-6 
  5. «Confirmed: Iwan Rheon cast in Game of Thrones». winteriscoming.net. Consultado em 2 de agosto de 2017 
  6. a b «Game of Thrones Season 3». HBO. Consultado em 2 de agosto de 2017 
  7. «Game of Thrones Episode 4». HBO. Consultado em 2 de agosto de 2017 
  8. a b «Game of Thrones Episode 5». HBO. Consultado em 2 de agosto de 2017 
  9. Fowler, Matt (19 de junho de 2016). «Game of Thrones: Battle of the Bastard Review». IGN. Consultado em 23 de fevereiro de 2017. Cópia arquivada em 16 de agosto de 2016 
  10. Locker, Melissa (26 de abril de 2016). «This Game of Thrones Star Almost Played Jon Snow». Time. Consultado em 11 de maio de 2016 
  11. Egner, Jeremy (20 de abril de 2016). «Ramsay Bolton of Game of Thrones Is the Most Hated Man on TV». The New York Times. Consultado em 11 de maio de 2016 
  12. «Game Of Thrones: Iwan Rheon wants his nasty character Ramsey Bolton 'to die an epic, horrible death'». WalesOnline. Consultado em 2 de agosto de 2017 
  13. «Best of 2015». IGN. 28 de janeiro de 2016. Consultado em 18 de dezembro de 2016. Cópia arquivada em 14 de janeiro de 2017 
  14. «SAG Awards Nominations: 12 Years A Slave And Breaking Bad Lead Way». Deadline.com. 11 de dezembro de 2013. Consultado em 8 de setembro de 2016 
  15. «SAG Awards: Lone Survivor, Game Of Thrones Win Stunt Honors». Deadline.com. 18 de janeiro de 2014. Consultado em 8 de setembro de 2016