Ranjit Singh

Marajá Ranjit Singh (em panjabi: ਮਹਾਰਾਜਾ ਰਣਜੀਤ ਸਿੰਘ, 1 de novembro de 178027 de junho de 1839), popularmente conhecido como o Sher-e-Panjabe (em panjabi: ਸ਼ੇਰ-ਏ-ਪੰਜਾਬ) ou «o Leão do Panjabe», foi o primeiro Marajá do Império Sique, que governou o noroeste do subcontinente indiano durante a primeira metade do século XIX. Na sua infância foi acometido gravemente pela varíola, e embora tivesse sobrevivido, acabou por perder a visão do seu olho esquerdo. Com a idade de 10 anos, lutou na sua primeira batalha ao lado do seu pai. Após a morte do seu pai, na sua adolescência, lutou em várias guerras com o fim de expulsar os afegãos da região, e quando tinha 21 anos foi proclamado o «Marajá do Panjabe». O seu império cresceu na região sob a sua liderança até à sua morte em 1839.[1]

Retrato de Ranjit Singh

Antes da sua subida ao poder, a região Panjabe foi dividida por confederações em guerra, doze foram sobre governantes siques e um sobre um governante muçulmano. Ranjit Singh unificou as confederações siques e conquistou outros reinos na região para estabelecer o Império Sique. Repeliu várias invasões por exércitos do exterior, especificamente os que vieram do Afeganistão, e estabeleceu relações amigáveis com a Companhia Britânica das Índias Orientais.[2]

O seu reinado introduziu reformas, modernização e investimento em infraestruturas. Siques, hindus, muçulmanos e europeus ocupavam posições prominentes no seu exército e governo.[3] O seu legado marca um período de renascimento cultural e artístico sique, incluindo a reconstrução do Harmandir Sahib em Amritsar.[4] Ranjit Singh foi sucedido pelo seu filho Kharak Singh.

Referências

  1. Grewal, J. S. (1990). «Chapter 6: The Sikh empire (1799–1849)». The Sikh empire (1799–1849). Col: The New Cambridge History of India. The Sikhs of the Punjab. [S.l.]: Cambridge University Press 
  2. Patwant Singh (2008). Empire of the Sikhs: The Life and Times of Maharaja Ranjit Singh. [S.l.]: Peter Owen. pp. 113–124. ISBN 978-0-7206-1323-0 
  3. Kaushik Roy (2011). War, Culture and Society in Early Modern South Asia, 1740–1849. [S.l.]: Routledge. pp. 143–147. ISBN 978-1-136-79087-4 
  4. Kerry Brown (2002). Sikh Art and Literature. [S.l.]: Routledge. p. 35. ISBN 978-1-134-63136-0