Raquel Henriques da Silva

historiadora portuguesa

Maria Raquel Henriques da Silva ComIH (Cascais, Cascais, 1952) é uma historiadora de arte portuguesa.

Raquel Henriques da Silva
Nascimento 1952 (69 anos)
Cascais
Cidadania Portugal
Alma mater
Ocupação historiadora
Prêmios
  • Comendador da Ordem do Infante Dom Henrique
Empregador Universidade Nova de Lisboa

Actividade académicaEditar

Maria Raquel Henriques da Silva é Doutora em História da Arte pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa.

Desde 2005 coordena o Mestrado em Museologia e lecciona disciplinas na Licenciatura em História da Arte e seminários no Mestrado em História de Arte do século XIX. Colabora permanentemente com a Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto.

Actividade profissionalEditar

Foi directora do Museu do Chiado (1993-1997) e do Instituto Português de Museus (1997-2002) e vogal da Comissão Nacional para as Comemorações do Centenário da República[1].

Entre 2006 e 2016 integrou a direcção do Instituto de História da Arte da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa e coordenou a respectiva Revista de História da Arte.

É membro do Conselho de Administração da Fundação Instituto Arquitecto José Marques da Silva da Universidade do Porto e do Conselho Editorial da revista Monumentos do Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana[2].

Desde 2007, é membro do Conselho Editorial da revista Museologia.pt do Instituto dos Museus.

Tem diversas obras publicadas nas áreas da Museologia, Urbanismo e Arquitectura, e Artes Visuais.

A 30 de Janeiro de 2006 foi feita Comendadora da Ordem do Infante D. Henrique.[3]

Recebeu, em 2012, o Prémio Femina pelo estudo e divulgação da Cultura, História e Sociedade Portuguesas no estrangeiro e na Lusofonia.

Algumas obrasEditar

  • As Avenidas Novas de Lisboa, 1900-1930. Lisboa: 1986, policopiado[4]
  • Cascais. Lisboa: Presença, 1988. Com MIRAVENT, Luís (fotografia)
  • Aurélia de Souza. Lisboa: Inapa, 1992. ISBN 972-9019-52-5
  • Carlos Botelho. Lisboa: Presença, 1995 ISBN 972-23-1978-7 (Com BOTELHO, Manuel (co-autor); FRANÇA, José Augusto (prefácio)
  • Lisboa romântica. Urbanismo e arquitectura, 1777-1874. Lisboa: 1998, policopiado [5]
  • Lisboa de Frederico Ressano Garcia, 1874-1909. Lisboa. Câmara Municipal e Fundação Calouste Gulbenkian, 1989
  • Eduardo Viana, ami des Delaunay. Europália-Portugal 91, Mons: 1991
  • “Sinais de ruptura: livres e humoristas” [Movimentos dos Anos 40], in História da Arte Portuguesa, (Dir. Paulo Pereira), Lisboa, Ed. Círculo de Leitores, 1995

Referências e Notas

  1. Cf. Site Arquivado em 2012-07-07 no Archive.is Centenário da República: 1910-2010.
  2. Cf. Ficha técnica da revista Monumentos
  3. «Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Portuguesas». Resultado da busca de "Raquel Henriques da Silva". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 9 de abril de 2016 
  4. Dissertação de mestrado em História da Arte apresentada à Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa.
  5. Dissertação de doutoramento em História, Especialidade História da Arte apresentada à Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa.
  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.