Abrir menu principal
Disambig grey.svg Nota: Se procura pelo filme, veja Ratatouille (filme). Se procura o prato apresentado no filme, veja Confit byaldi.

Ratatouille (em occitano: ratatolha; às vezes referido como ratatouille [à] niçoise[1]) é uma clássica receita francesa provençal de legumes cozidos do século XVIII,[2] podendo ser servida quente ou fria, sozinha ou como acompanhamento.

Ratatouille
Ratatouille.jpg
Nomes alternativosRatatouille niçoise
TipoEstufado
PratoPrato principal ou acompanhamento
Lugar de origem França
Região ou estadoProvença
Ingredientes principaisLegumes, (tomate, cebola, abobrinha, berinjela, pimentão), alho, manjerona, erva-doce e manjericão ou folhas de louro e tomilho
VariaçõesConfit byaldi

OrigemEditar

Originário do século XVIII na região provençal de Nice, é conhecido como um guisado criado por camponeses e agricultores pobres que precisavam usar a colheita dos vegetais amadurecidos frescos de verão.[3] Um prato rústico, típico da região da Provença, seu nome significa «picar, triturar», mas pode-se traduzir também como «ragoût de legumes» ou «prato de berinjelas».[4]

A palavra ratatouille é derivada do termo occitano ratatolha e as palavras francesas rata significam ensopado robusto e touiller, que significa agitar ou mexer.[3] O ratatouille moderno - com tomates como uma base para um refogado de alho, cebola, abobrinha, berinjela, pimentão, manjerona, erva-doce e manjericão, folha de louro e tomilho, ou uma mistura de ervas verdes como ervas de Provença - não aparece nas receitas até c. 1930.

Os ingredientes principais do ratatouille são berinjela e tomate. Com o restante dos ingredientes pode-se lidar mais à vontade. O pimentão e a abobrinha não são obrigatórios na receita. O método clássico de preparar a ratatouille envolvia tirar as peles e sementes do tomate e cozinhar separadamente os vegetais, para serem combinados no final e temperados com sal e ervas de Provença (uma combinação de tomilho, orégão, sementes de coentro e funcho; o conjunto levava cerca de uma hora a cozer, sendo regado com vinho branco ou tinto).[5] O Larousse gastronomique alega que "de acordo com os puristas, os diferentes vegetais devem ser cozinhados separadamente, depois combinados e cozidos devagar juntos até obterem uma consistência cremosa e suave", segundo a presidente do comitê do Larousse, Joël Robuchon, o vegetal vai saborear-se de si mesmo."[6]

O filme de animação de 2007 da Disney Pixar, Ratatouille, sobre um pequeno rato francês com aspirações culinárias, tornou o prato e o termo ratatouille famoso.[3]

Em 1877 o Dicionário de Culinária de Cassell introduziu a palavra Ratatouille no idioma inglês.[3] No original francês, ratatouille é um substantivo feminino, também chamado de "ragu grosseiro". Sopa de carne ou peixe picados com legumes cozidos longamente em azeite.[carece de fontes?]

Referências

  1. «Ratatouille à Niçoise». Gshow. Consultado em 1 de junho de 2019 
  2. Scotto, E., and Marianne Comolli. "Vegetables: A Garden of Eden." France, the Beautiful Cookbook: Authentic Recipes from the Regions of France. San Francisco: Collins, 1989. 195. Print."
  3. a b c d Stradley, Linda (29 de janeiro de 2016). «Ratatouille Recipe and History». What's Cooking America (em inglês). Consultado em 1 de junho de 2019 
  4. Gomensoro, Maria Lucia (1999). Pequeno dicionário de gastronomia. [S.l.]: Objetiva. ISBN 9788573022377 
  5. Contant, Patricia. «"Pisto and Ratatouille - It's a Spanish-French Affair" no site "The Epicurian Table"». The Epicurean Table. Consultado em 1 de junho de 2019. Arquivado do original em 1 de junho de 2019 
  6. Robuchon, Joël (2008). The Complete Robuchon. Nova Iorque: Alfred A. Knopf. p. 597. ISBN 978-0-307-26719-1